domingo, 11 de novembro de 2012

Independência ou Imbecilidade?

  “O voto de um cidadão que mora em Joaquim Egídio tem o mesmo valor do voto do cidadão que mora em Campinas, logo, quem quiser ser prefeito de Campinas tem que dar igual atenção a seus distritos.”  

  Aqui na região de Campinas sempre tem o “papo cabeça” de distritos querendo “emancipação”, “independência”.
  Esse Blog é um desfile de causas que não entendo, infelizmente não encontro ninguém que me explique com bons argumentos.
  Há muitas pessoas lutando pela “libertação” da região dos Campos Elíseos.

  Qual a “solução” para região dos DICs?
  Prefeito e vereadores só para eles!?

  Dá um nó em minha mente porque as pessoas vivem dizendo que políticos não prestam, só roubam, só enganam e no entanto querem mais políticos!!!

  Tá bom, se a região dos Campos Elíseos se libertar da “colonização” de Campinas o Governo Federal será obrigado a repassar uma verba de acordo com o número de habitantes.
  Acontece que a verba não é tão grande assim, praticamente será toda consumida pela prefeitura e câmara dos vereadores, como essa estrutura precisa de funcionários o que sobrar da verba mal dará para manter uma pracinha pública ou um postinho de saúde.

  Até pouco tempo atrás as distancias eram mais difíceis de serem vencidas, a comunicação era menos eficiente.
  Parece que só eu tenho a percepção de estarmos no século XXI, como sempre experimento uma “solidão sólida”.
  Minhas filhas falam em tempo real com os parentes do Paraná, é como se o parente estivesse no quarto com elas.

  Será que o Prefeito estando no centro de Campinas tem tanta dificuldade em saber o que se passa nos DICs!?
  Uma subprefeitura ali não pode ter um linha direta com a prefeitura?
  Se uma adutora rompe é tão fácil tirar uma foto, filmar e enviar para o Prefeito com cópias para o departamento de águas e esgoto.

  Lembrei agora do tempo de exército, tinha um soldado que morava em Barão Geraldo [distrito de Campinas], nem faz tanto tempo assim é claro que exageravam.
  Diziam que ele vinha de uma terra muito, muito distante a terra que o “boi falou”.
  Eu não conhecia Barão Geraldo e acredito que a maioria daqueles caras com 18 anos de idade também não.
  Mas tínhamos aquela percepção de Barão Geraldo quando era cheio de fazendas.

  Certas percepções demoram para mudar, viram um estereótipo.



  O tempo passou, ruas foram asfaltadas, rodovias foram ampliadas... hoje chegar até Barão Geraldo é rápido e fácil, em relação ao Centro de Campinas fica muito mais perto que outros bairros.
  [Claro que estou falando da “distancia” e não do “trânsito”, nos horários de pico não é fácil chegar em nenhum lugar de Campinas.]
  Hoje a percepção que temos de Barão Geraldo é de um Bairro Nobre.
  Hoje eu sei que quando eu estava no exército já era um distrito muito valorizado.
  Mas a “percepção” dos caras de 18 anos era a passada por nossos pais.
  A terra do boi falou...”
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Barão Geraldo é um Distrito tão desenvolvido que eu “acredito” que seja plenamente auto sustentável o que nos leva a uma pergunta que dá nó em minha mente:

  Separar de Campinas porquê?
  Qual o objetivo!?

  Criar mais um cargo de Prefeito, vários de vereadores e todos seus assessores?
  Poder se dizer “Barão Geraldense”?

  “A partir de 1966, com a inauguração da Unicamp, ocorre um intenso processo de parcelamento de solo para fins urbanos e uma grande diversificação dos moradores de Barão.
  No mesmo ano dá entrada na Assembleia Legislativa o primeiro pedido oficial de emancipação.
  Outros vinte pedidos de emancipação apareceriam.”
  [Wikipédia]

    Barão Geraldo, Joaquim Egídio, Nova Aparecida e Sousas são considerados administrativamente como Distritos de Campinas, mas para a população na pratica são bairros [e acreditem] muito valorizados.
  Em todos eles há gente muito endinheirada.
  Em Barão Geraldo funciona a UNICAMP [Universidade Estadual de Campinas] que atrai para o Distrito pessoas do Brasil inteiro e até de outros países.

  A região do Campos Elíseos está se desenvolvendo como todas as outras regiões de Campinas, não entendo exatamente o que as pessoas pretendem com uma emancipação.

  Gente, gente, gente ... não precisamos de separação, não precisamos de mais políticos.

  Eu moro próximo ao centro de Campinas e por ser um bairro antigo conta com uma boa infra-estrutura é normal e aceitável que bairros em formação ou novos ainda não tenham toda infra-estrutura necessária, mas se você andar pela região dos DICs verá ruas asfaltadas, água encanada, rede de esgoto, eletricidade, escolas... enfim, o voto de um morador do DIC vale tanto quanto o meu... retornamos ao começo?

  “O voto de um cidadão que mora em Sousas tem o mesmo valor do voto do cidadão que mora em Campinas, logo quem quiser ser prefeito de Campinas tem que dar igual atenção a seus distritos.”

  Não precisa de separação, precisa de VOTO CONSCIENTE.

  Essa lógica entra em sua mente?


Bacia do Rio Atibaia - Sousas




Anterior          <>        Próximo