segunda-feira, 30 de junho de 2014

Taxa de Condomínio

   Quem está devendo é sempre “vítima indefesa” quem está cobrando é sempre um “vilão frio e materialista”? 

  

 
  Continuemos meditando sobre cultura e justiça.

  Nenhum juiz é totalmente imparcial, suas crenças e a cultura vigente tem muito peso na sua interpretação da lei.

  Vejam essa sentença:

   “Aconteceu no Espírito Santo. ​​
    Depois de dois meses sem pagar a taxa de condomínio, a moradora do oitavo andar de um prédio que tem apenas um apartamento por pavimento foi surpreendida ao ver que o elevador não mais parava no seu andar.
   O caso foi parar nos tribunais e, no mês passado, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu em favor da condômina devedora, que ainda ganhou R$ 10 mil por danos morais.
   Na decisão, a ministra Nancy Andrighi alegou que o elevador é essencial para que a moradora exerça seu direito de propriedade.”

  Analisemos dois comentários sobre essa reportagem:
___________________________
1 - “Amar o próximo também é ajuda-lo em suas necessidades, como pagar sem esperar receber suas contas.”
  [Comentarista no G+]
___________________________         
       
   Por isso temos tantos caloteiros no Brasil.
  Há essa cultura vigente que quem não paga alguma coisa é sempre vítima de alguma circunstância.

  Muitos não pagam o condomínio porque não tem nenhuma punição e é vantajoso financeiramente.

  Tem a multa de 2%, mas o empréstimo pessoal mais barato cobra uns 5% ao mês e o cartão de crédito 10%.
  A última coisa que o indivíduo vai pensar em pagar é o condomínio.

  O vilão fica sendo o sindico que quer receber a dívida.

  Outros vilões são os condôminos que pagam corretamente e não querem ficar pagando agua, gás, manutenção, segurança ... para alguém que eles não tem uma relação maior que um bom dia ou boa noite no elevador e áreas comuns.

  Mas vamos supor que o cidadão não é folgado ou irresponsável.
  Perdeu o emprego, está em uma situação difícil.

  É lamentável, entretanto como seu vizinho não entendo porque sou “obrigado por lei” a arcar com as consequências da sua falta de sorte.
  Se o cara é meu amigo e me pede dinheiro emprestado posso ajuda-lo, se é algum parente posso ajuda-lo, se há uma campanha de auxílio para ajudar alguém posso participar.

  Agora, eu simplesmente ser obrigado a pagar as despesas de outro apartamento ... não faz sentido pra mim.
  Em casas se o vizinho não paga a conta de agua, cortam a agua só na casa dele.
  No condomínio se a conta de agua não é paga, e tiver 100 apartamentos, os 100 tem a agua cortada, mesmo quem pagou o condomínio em dia.

  Já estive em situação muito preocupante, cogitei com minha esposa em nos desfazermos do apartamento e comprar uma casa para não pagar condomínio.

  É isso que pessoas de bem fazem, evitam ser um fardo na vida dos outros.

  Felizmente conseguimos nos recuperar.

  Não é orgulho de não querer precisar dos outros, é vergonha de obrigar alguém a pagar minhas contas.

  Não acho certo!

__________________________
2 - “Não tenho que pagar por que moro em casa, mas, tem condomínio que é maior ou igual a um aluguel,”
[Comentarista no G+]
__________________________

  E daí!?
  Ninguém é obrigado a morar em um condomínio de alto padrão, mora quem quer e pode financeiramente.
  No meu [de médio padrão] estão incluídos agua e gás, coisas que você irá pagar em qualquer casa.
  O maior gasto é com funcionários de manutenção e segurança.

  Tenho duas filhas, eu e minha esposa trabalhamos, morar em condomínio fechado nos pareceu mais seguro e prático.
 O imóvel ficava boa parte do dia sem ninguém.
 Minhas filhas podiam brincar no play ground sem risco de atropelamentos, por exemplo.
 Tem salão de festas, é bem prático para não sujar o apartamento quando precisamos comemorar algum aniversario.
  Foi inaugurada uma mini academia de musculação, muito pratica para fugir do sedentarismo.
   Como podem observar cada vida tem suas necessidades, segue seu caminho, tem suas RESPONSABILIDADES e POSSIBILIDADES.
  Morar em apartamento foi uma decisão de acordo como nossas posses e necessidades.

  Eu moro em um condomínio enorme, muita gente, logo a despesa fica diluída.
  No caso da matéria é 1 apartamento por andar.
  Se o cidadão não tem condições de manter esse padrão de vida fica obvio o que ele tem que fazer...SER MAIS HUMILDE, viver de acordo com suas possibilidades.

  Claro que limitar o uso do elevador foi uma imbecilidade, possivelmente fruto de uma “decisão passional”, alguma rixa entre sindico e morador.
  Eu e minha esposa não temos como saber sobre cada decisão que o sindico toma no cotidiano da administração do prédio.

  

  Sim, nós votamos no sindico (nem sempre quem votamos vence), mas qualquer juiz deve entender que nossa responsabilidade em certas decisões são limitadas, nem tomamos conhecimento.

  Quando nós brasileiros individualmente decidimos comprar a refinaria de Pasadena ou reformar um porto em Cuba?


  A parte mais revoltante é essa multa de 10 mil!

  Esse dinheiro será rateado entre todos os condôminos bons pagadores.
  Imagine a situação de quem não teve nada a ver com a decisão e tem que arcar com o prejuízo.
  O juiz poderia proibir o fato ocorrido e aplicar uma multa em caso de reincidência.
  Poderia “perdoar” um mês de taxa de condomínio da reclamante.
  Mas não, ele pune todos os moradores que estavam em dia com o pagamento!

  Como Ruy Barbosa disse: Chega a dar vergonha de ser honesto.”

   Nossos juízes tem esse nefasto preconceito que quem deve é vítima e quem cobra é vilão.
  Todo cobrador é vilão até prova cabal ao contrário... 😩
  Dane-se a imparcialidade/neutralidade na aplicação da lei.
 
  Prédios são muito importantes nas grandes cidades e não sei como podem existir sem a cobrança de condomínio.

  Já pensaram se não tivéssemos prédios e todos morassem em casas, quanto espaço a mais iriamos ocupar nesse Planeta?

  O problema não são prédios e pagamento de condomínio.
  O problema é nossa justiça legalizar o calote.
  Dar respaldo a pessoas que querem viver em um padrão que não podem manter ou que querem dar golpes.

 [Repense]
 









Anterior          <>        Próximo

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Ruy Barbosa

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.”

  Essa sem dúvida é a citação mais famosa de Ruy Barbosa.

  Ruy tinha a ILUSÃO de um sistema político mágico capaz de resolver todos os problemas.
(Ou pelo menos a maioria deles.)

  Nasceu em 1849 conheceu o sistema de Monarquia o qual se transformou em grande crítico.
  Veio a república e essa citação famosa dele aconteceu no período REPUBLICANO!
  Desiludido com a Monarquia e depois com o Presidencialismo “eu” suponho que Ruy começou a sonhar com um regime semelhante ao da Inglaterra que era a maior potência naquela época.
  Uma monarquia parlamentarista.

  Ruy não entendia algo que eu também demorei a entender.
  Todos somos povo, ricos, pobres, operários, negros, brancos, políticos, religiosos, ateus, mulheres, crianças...

  A qualidade do sistema político está diretamente ligada a qualidade da cultura de um povo.        

  É sempre a CULTURA que deve ser moldada.
  Por incrível que pareça eu cheguei a essa conclusão lendo Gramsci.
  Eu não entendia como o Comunismo/Socialismo apresentando resultados tão ineficientes diante do Capitalismo/Liberalismo permanecia tão cultuado.
  É que foi desenvolvia uma cultura em que o Capitalismo é tudo de mau e o Socialismo tudo de bom.

  “Gramsci, em Turim, tornou-se jornalista.
   Seus escritos eram basicamente publicados em jornais de esquerda como Avanti (órgão oficial do Partido Socialista).
   Sua prosa e a erística de suas observações lhe proporcionaram fama.”

  Como sou Capitalista podemos dizer que Gramsci é um “inimigo” ideológico meu.
  Certa vez me deparei com o seguinte enigma:

  Se o Liberalismo/Capitalismo/Democracia são mais eficientes.
  Porque ideologicamente estamos perdendo para o Socialismo/Comunismo/Totalitarismo?

  Meu companheiro SunTzu foi útil para decifrar essa provocação:

  “Conheces teu inimigo e conhece-te a ti mesmo; se tiveres cem combates a travar, cem vezes serás vitorioso.
   Se ignoras teu inimigo e conheces a ti mesmo, tuas chances de perder e de ganhar serão idênticas.
   Se ignoras ao mesmo tempo teu inimigo e a ti mesmo, só contarás teus combates por tuas derrotas.”
[Sun Tzu]

  Eu precisava conhecer profundamente Marx e Gramsci.

  Ler seus escritos era enfadonho, mas extremamente necessário.
  Entender porque a influência do grupo de Gramsci estava crescendo e dos pensadores liberais diminuindo foi fundamental para mudar meus textos.
  Moldando a CULTURA tudo mais é reflexo, inclusive a educação.

  Posso ter sucesso onde Rui Barbosa fracassou?
  Acredito que sim, se eu contaminar outros pensadores liberais com essa necessidade de moldarmos a cultura.   
  Mostremos a nossas crianças e jovens as qualidades do Liberalismo, sempre lembrando que nada é perfeito.
  Eu sou um João Ninguém, mas quem sabe algum texto chegue a pensadores influentes.
  A Internet torna isso bem possível.

  Calma, antes de me taxar de arrogante e prepotente entenda que não me acho melhor que Rui Barbosa, apenas estou no futuro dele.

  Temos acesso a informação como nunca antes foi possível a humanidade.

  Eu demorei a entender a importância de moldar a cultura, vejam um texto escrito no GD do Terra antes de eu ter essa nova percepção das coisas, não consegui deleta-lo:

  

 “Não quis comentar no dia, mas postaram aqui um poema de Ruy Barbosa que sempre evito ler, no passado já chorei muito lendo esse poema e não gosto de ficar chorando.
  Foi uma daquelas leituras ocorridas na Biblioteca Municipal de Campinas em que o mundo parecia desabar sobre minha cabeça.
  Não sei muito bem definir o que sinto quando leio aquele poema, vou tentar:
  É como se uma mulher linda, conhecida desde a mais tenra infância, de extrema beleza, estivesse ali diante de mim, mas morta!
  Tento ressuscita-la, com massagens, respiração, a chamando, mas ela continua lá, “inexplicavelmente” morta.
  Tudo poderia morrer, menos aquela mulher!
  Tudo poderia morrer, menos a Esperança na justiça e no amor!
  Eu ali, naquela Biblioteca, com 13, 14, 15 anos, não sei, não aceitando a morte da esperança [naquele tempo ainda era fé].
  De lá para cá ainda insisto em manter a linda dama viva, as vezes consigo que respire por si só, mas na maior parte do tempo a massageio desesperadamente.
  Talvez ela nunca mais acorde, quando eu já estiver bem cansado, simplesmente a abraçarei, cessará a massagem, cessará a respiração, cessará o desespero, simplesmente dormiremos inconscientes para sempre...
  Bom dia a todos!

  Ruy Barbosa naquele momento se sentia incrivelmente só.
  Nos meus pensamentos me sinto incrivelmente só, são solidões que se fazem companhia, faz brotar lágrimas de corações empedrecidos.
  A solidão sólida é uma das dores mais terríveis que já conheci.
  
  

  Descanse em paz Ruy Barbosa, sem desespero, sem dor, apenas durma!
  Se um dia acordar que a esperança esteja a lhe esperar, linda como só ela pode ser, justa e amorosa como todas as esperanças deveriam ser ...

 A esperança é o sonho do homem acordado.
[Aristóteles]

 “Ainda sou bem moço pra tanta tristeza
  Deixemos de coisa, cuidemos da vida
  Pois senão chega a morte ou coisa parecida
  E nos arrasta moço sem ter visto a vida.” 
 [Fagner]   ♫♫♫♫







Anterior          <>        Próximo

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Joaquim Barbosa

“O juiz não é nomeado para fazer favores com a justiça, mas para julgar segundo as leis.”
 [Platão]

  Ouvi histórias de grandes conspirações a respeito da aposentadoria de Joaquim Barbosa.
  Não acredito que alguma conspiração tenha sido o motivo principal, só vi bom senso da parte dele, eu provavelmente faria o mesmo.
  Barbosa veio de família humilde, lutou muito para chegar onde chegou, na idade dele, principalmente por complicações físicas, é hora de desacelerar.
  Do jeito que nosso judiciário funciona o trabalho no Supremo é bastante desgastante e todos sabemos do grave problema de coluna de JB, será que compensa tanto sacrifício?
  Acredito que não.
  

  Ainda mais agora que com o rodizio obrigatório da presidência do Supremo o posto será ocupado por Ricardo Lewandowski, ele e JB tem visões diferentes e bem conflitantes.
  JB teria que engolir muito sapo, compensa o sacrifício?

  Fora isso tem a perseguição natural da imprensa sobre alguém que se torna "celebridade".
  Se JB cometer qualquer gafe a respeito de qualquer coisa vira manchete de jornais e revistas.
  Não podemos esquecer que o jeito meio truculento do Ministro desperta o ódio de muitas pessoas e seu tipo de trabalho mexe com muitos interesses, o risco de vida sempre está bem próximo, lembram daquela juíza do Rio de Janeiro?

  “Juíza assassinada sofreu emboscada e levou 21 tiros, diz delegado no Rio.
  Considerada 'linha dura', ela estava em uma lista de marcados para morrer.”

  Joaquim Barboas agora pode sair dos holofotes, ter uma vida mais tranquila e menos arriscada.
  Seus rendimentos como Juiz aposentado lhe garantirão uma vida financeira melhor que a da maioria dos brasileiros, além do mais com todo seu conhecimento pode trabalhar em outra coisa ligada a advocacia ou até tentar outra carreira sendo "protagonista" da história...explico:
  O Supremo hoje tem mais ministros claramente alinhados com o Governo Federal, JB será voto vencido em qualquer questão que contrarie os interesses do Governo PT.
  Para JB ali no Supremo agora seria "ceder ou perder".



  [Esse texto está muito suave, vou endurecer e que se dane a ternura, vai ser na pressão.
  Tentarei deixar bem explicito porque o sacrifício de JB não compensa.]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Mudar Cultura/Tradição é muito difícil, nossa noção de justiça é bastante preocupante.

  Vejam um caso.

  Estava conversando com uma colega a respeito da redução da maioridade penal, ela é contra.
  Fui reduzindo todos seus argumento a cinzas, ela chegou ao último argumento o qual já ouvi de outras pessoas e me deixa muito triste, desolado.

 👩 "Se for reduzida a maioridade penal um dia pode ser usada contra meu filho, isso eu não quero".

  Percebem a noção preocupante de “justiça”?

  Se o endurecimento da lei só atingisse o filho dos outros...tudo bem.
  Como pode atingir o dela... então é melhor que fique tudo como está.

  Calma, lhes garanto que é uma pessoa boa, de excelente coração, mas como muitos não pensa o suficiente nas consequências de suas opiniões.

  “Pensar é o trabalho mais difícil que existe.
   Talvez por isso tão poucos se dediquem a ele.” 
[Henry Ford]

  Se ela pensasse o suficiente chegaria a conclusão que seu filho pode se tornar um criminoso, mas também pode se tornar vítima de um criminoso.
  Como a maioria de nós não opta pela marginalidade a probabilidade do filho da minha colega ser um trabalhador honesto é muito, mas muito maior.
  Caso seu filho cometa um crime ele apenas pagará por algo de errado que fez, mas se for vítima sofrerá algo terrível por algo que não fez.
  Não entendeu!?
  Seu filho mata uma pessoa e pega 20 anos de prisão, oras, ele fez um mal a alguém e está arcando com as consequências.
  Seu filho está voltando da escola e é assaltado por alguém...seu erro foi ir à escola!?
  Sua filha está indo a igreja e é estuprada por alguém, seu erro foi ir à igreja!?

  “O adolescente que surpreendeu o Estado ao confessar 12 assassinatos aos 16 anos, em março de 2008, no Vale do Sinos, ganhou a liberdade ontem.
   Aos 19 anos, livre e com a ficha criminal limpa, ele deixa Novo Hamburgo em alerta.”

  Os políticos que elegemos são o reflexo de nossa cultura/tradição, são fruto da "qualidade" de nossas opiniões.

  Porque um político não vota a favor de alguma lei mais dura?
  Poxa vida, ele não sabe o futuro, vai que um dia ela possa ser usada contra ele ou um filho seu!
  Ele reflete o pensamento dominante em nosso povo, reflete a opinião das pessoas que o elegeram.

  Eu e minha esposa damos uma vida confortável a nossas filhas, se minha filha com 14 anos cometer um crime meu coração ficará destruído, mas meu senso de justiça aceita que minha filha seja punida na exata proporção de seu crime.
  Se ela matou alguém e a pena é de 30 anos...que seja.
  Se ela cometeu um ato terrorista e a pena é a morte...que seja.

  O cidadão entende a importância de controlar a velocidade no transito, mas é contra a instalação de um radar porque ele um dia pode ser multado por esse radar. 😩

  O cidadão é a favor da burocracia porque se ela não existir ele assume que fará de tudo para burlar a organização/lei e conseguir alguma vantagem. 😩

  O empregado é contra a instalação de algum dispositivo que comprove sua presença na empresa porque vai que ele precise dar uma “escapadinha”. 😩

  Convidado a soprar o bafômetro você se recusa “é um abuso de autoridade”, “seus direitos não estão sendo respeitados”.
  O direito de dirigir bêbado!? 😩

  Com esse senso de justiça de boa parte de nosso povo compensa o sacrifício de Joaquim Barbosa?

  Valeu JB você fez sua parte, cada um assuma sua responsabilidade individual para melhorar a justiça nesse país.

  Não precisamos de sacrifícios, precisamos de BOM SENSO.


  Essa lógica entra em sua mente?

  






_____________________
 MUDAR CULTURA/TRADIÇÃO É MUITO DIFÍCIL, NOSSA NOÇÃO DE JUSTIÇA É BASTANTE PREOCUPANTE.

  Vejam um caso.

  Estava conversando com uma colega a respeito da redução da maioridade penal, ela é contra.
  Fui reduzindo todos seus argumento a cinzas, ela chegou ao último argumento o qual já ouvi de outras pessoas e me deixa muito triste, desolado.

 👩 "Se for reduzida a maioridade penal um dia pode ser usada contra meu filho, isso eu não quero".

  Percebem a noção preocupante de “justiça”?

  Se o endurecimento da lei só atingisse o filho dos outros...tudo bem.
  Como pode atingir o dela... então é melhor que fique tudo como está.

  OS POLÍTICOS QUE ELEGEMOS SÃO O REFLEXO DE NOSSA CULTURA/TRADIÇÃO, SÃO FRUTO DA "QUALIDADE" DE NOSSAS OPINIÕES.

  Porque um político não vota a favor de alguma lei mais dura?
  Poxa vida, ele não sabe o futuro, vai que um dia ela possa ser usada contra ele ou um filho seu!
  Ele reflete o pensamento dominante em nosso povo, reflete a opinião das pessoas que o elegeram.

___________________________


Anterior          <>        Próximo

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Conquistas Individuais

  “Os que fazem greve são os funcionários ineptos.
   Os competentes trocam de emprego por um salário mais alto.” ​​
 [Walmir Koppe]
       
    Claro que não sou contra greves, elas foram muito importantes no passado quando as legislações trabalhistas estavam em desenvolvimento.

  Hoje, principalmente você que está iniciando sua vida profissional, deve questionar a real utilidade delas em sua vida.
  Por vezes participar de uma greve queima suas chances de promoção dentro da empresa, se você não é sindicalista ou funcionário público pode até ser demitido no próximo “facão”.

  
                 
    Meu primeiro emprego “registrado” foi em uma metalúrgica, trabalhava inspecionando peças, fazia algumas operações como rosca em parafusos.
  Tive aumentos coletivos conseguidos pela categoria, como ganhava pouco minha vida econômica não mudava nada.
  Em casa éramos eu minha mãe e mais 4 irmãos, o dinheiro não dava para colocar comida na mesa o mês todo.
  Só eu estava trabalhando.
  Aos 14 anos era como se eu tivesse mulher e 4 filhos para sustentar.
  Calma que as coisas comigo sempre podem ficar pior ... minha mãe estava gravida ... quer mais desgraça?
  Meu irmão (por parte de mãe) nasceu com hidrocefalia.
  Até aí fui “vítima do destino”. (Da ação de outros)

  Depois de 2 anos dei minha contribuição pessoal/individual para uma adolescência nefasta.

  Com 16 anos, cabacinho profissionalmente, a empresa precisava mudar meu horário, o sindicato disse que eu não era obrigado a aceitar a mudança, a “lei” me protegia.
  É, realmente a empresa não podia me obrigar a mudar de horário, mas podia me demitir e foi o que fez.
  Os sindicalistas continuaram empregados eu perdi o emprego numa fase de alistamento militar.
  Sempre tive bom senso, se alguém tivesse conversado comigo não teria feito a burrada, mas esse tipo de coisa nunca aconteceu comigo, era eu e os livros os livros e eu.

  Livros são muito teóricos, a realidade não permite voltar a página anterior.

  Claro que não era obrigação do RH ou encarregado da empresa metalúrgica ter uma conversa séria comigo, mas é o que eu faria.

[Quando fui encarregado nunca demiti um empregado sem apontar em que ele estava me desagradando.
  Eu dava chances para a pessoa se explicar ou se corrigir e deixava bem claro que a demissão era uma possibilidade.]

  Eu e minha família precisávamos muito daquele salario, trabalhava bem... só sei que a demissão foi tão rápida que parecia um pesadelo.

  “Há uma divergência de horários, você está demitido.”

  Qual apoio recebi do Sindicato?
  Se faltasse algum dinheiro na rescisão de contrato eles me forneceriam um advogado.
  A empresa pagou tudo que tinha que pagar e eu fiquei desempregado bem na fase do serviço militar.
  Comecei a fazer bicos de auxiliar de pedreiro, depois vendedor de porta em porta.
  Minha irmã Jane conseguiu emprego em uma loja de roupas, minha mãe fazia faxina “quando podia” [meu irmão doente consumia todo seu tempo, muitas internações].

  O tempo passou e minha vida só fez piorar quando fui convocado para o exército, não lembro bem, mas acho que o soldo era de meio salário mínimo.
  Cumpri meu tempo de alistamento, saí do exército e minha vida só fez piorar, não conseguia arranjar emprego de jeito nenhum.
  Sem dinheiro para condução andava incontáveis quilômetros atrás de alguma oportunidade.
  Como passar pelo centro da cidade era quase obrigatório parava na biblioteca para ler algum livro e tomar folego para voltar para casa com fome e exausto.
  Ainda bem que o Bairro São Bernardo onde eu morava fica perto do centro.

  Meu irmão felizmente morreu 😩

  Minha mãe voltou ao mercado de trabalho, passou em um concurso público para copeira/merendeira.

  Graças a um namorado da minha mãe consegui emprego em uma fábrica de óculos.
  Claro que trabalhando minha vida ficou melhor do que quando estava desempregado, mas ganhava salário mínimo, depois de alguns meses passei a ganhar 1 salário e meio... não dava para fazer muita coisa além de colocar comida em casa.
  [Minha irmã casou e foi cuidar da vida dela.]

  Lá pelo terceiro ou quarto ano de empresa consegui uma promoção para encarregado de produção, foi uma grande CONQUISTA INDIVIDUAL que melhorou bem minha qualidade de vida passei a ganhar uns 3 salários, pelo menos comida não faltava mais em casa.

  Houve uma mudança societária na empresa, ela passou a funcionar em Indaiatuba, depois de muito trabalho, muito esforço cheguei a ganhar 5 ou 6 salários, foi meu apogeu salarial onde com muito juízo consegui quitar meu apartamento e ter um carro não muito usado... não, não chegou a ser um "seminovo".

  Quando acreditei que estava estabilizado a empresa passou por um processo de fusão, fui demitido.
  Com o Fundo de Garantia adquiri um pequeno restaurante e ... foram os piores anos da minha vida adulta.
  Tive que fechar, já havia consumido todas minhas economias.

  Mais uma vez conheci o desemprego, dessa vez não foi por muito tempo, afinal eu era um trabalhador experiente, mas os trabalhos eram muitos e o salário bem pouco.
  Nessa época minha vida só não ficou pior graças as CONQUISTAS INDIVIDUAIS da minha esposa, ela fez curso de Técnica de Enfermagem e se destacou em uma grande empresa, seu salário era razoável.

  Depois de muito estudar, em casa mesmo, e prestar concursos públicos consegui ser chamado em um que não é lá essas coisas, mas é bem melhor do que a situação em que me encontrava.
  Quando parecia que finalmente minha vida iria ter uma estabilidade econômica importante, minha esposa perdeu o emprego...ô osso!
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Todo esse “testemunho” é para mostrar que o que faz diferença são suas conquistas individuais.

 [Não quero falar dos "azares" profissionais.]

  As conquistas individuais de seu pai, mãe ou cônjuge também podem fazer a diferença.
  Ter um filho Neymar ou Maísa é prêmio de loteria...

  O que faz diferença em sua vida profissional NÃO é participar de greves, fazer passeatas e quebra-quebra na rua.

  Se você não é um líder sindical [que também é uma conquista individual] o que faz diferença é dedicar-se ao emprego e conseguir alguma promoção, algum destaque.
  É estudar, buscar alguma especialização profissional.

  Entenda que se você trabalhar 20 anos como carteiro [só um exemplo] é o padrão de vida de um carteiro que você irá ter.
  Se conseguir um posto de supervisão nos Correios sua melhora econômica será de acordo com os vencimentos dessa nova posição.

  Suponhamos que trabalhando como carteiro você conseguiu se formar em direito.
  Parabéns!
  Mas entenda que se formar em alguma faculdade o torna mais competitivo no entanto não é garantia de melhora de vida.
  “Exercer a profissão” de advogado é o que pode mudar alguma coisa.
  Há advogados que ganham 1.500 por mês e os que ganham 150 mil, uma grande conquista individual.

  Concluindo.


  Você que é novo no mercado de trabalho...estude, seja dedicado/produtivo, cuidado para não ter filhos muito cedo, não gaste mais do que ganha

   Meu amigo Maquiavel, o qual encontrei muitas vezes no oásis da biblioteca, quer terminar esse texto, é sempre uma honra:

  “Julgo poder ser verdadeiro o fato de a sorte ser árbitro de metade das nossas ações, mas que, mesmo assim, ela permite-nos governar a outra metade ou parte dela.”
[Maquiavel]

  Faça bom governo da metade de sua vida e na outra metade tenha meus sinceros desejos de BOA SORTE!

  



Anterior          <>        Próximo

domingo, 15 de junho de 2014

Para Cabacinhos

  “Pensar é o trabalho mais difícil que existe.
   Talvez por isso tão poucos se dediquem a ele.”
  [Henry Ford]

  Os aumentos salariais que você recebe coletivamente não significam praticamente nada na sua melhora de vida.

  

  Para você “cabacinho” (quem não começou ou está no início da vida profissional) esse texto é muito util.

  No Brasil fazer greve virou tradição, em algumas categorias todo ano tem que ter.

  Se nossa cultura fosse melhor, empregadores e empregados [o sindicato que os representa] fariam uma reunião baseada em FATOS econômicos e chegariam a um aumento praticável sem necessidade de paralizações.
  Mas na nossa idiotice sem limites os empregadores apresentam uma proposta baixa porque sabem que os sindicatos pedirão valores altos e a greve ocorrerá de qualquer jeito.
 
  Vamos dizer que analisando os dados econômicos o aumento seria de 10%, tanto os economista do empregador quanto dos sindicatos chegam a números bem próximos, o consenso TECNICAMENTE é fácil, mas o que acontece?
  De certo o empregador vai oferecer 5% e os sindicatos pedirão 20%.

  Depois de custosas paralizações e transtornos a muita gente principalmente se forem professores, carteiros, motoristas, caminhoneiros, policiais, alfandega, enfermeiros...
  O índice de 10% que poderia ser adotado pacificamente só é obtido depois de sangue, suor e lagrimas.
  E você que fez greve, o que muda na sua vida?
  NADA!

  Os aumentos coletivos em geral são uma reposição inflacionaria.
  Seu salário ficou defasado em relação a subida de preços que já ocorreu durante o ano.
  O aumento coletivo só visa repor seu “poder de compra” de 1 ano atrás.

  Quanto você ganha em valores nominais não é tão importante quanto o que pode comprar com ele.
  Vamos reduzir tudo a “pão” para visualização mental.

  Você mora nos Estados Unidos e com 1 dólar compra 6 pães de 50 gramas.
  No Brasil com o equivalente a 1 dólar consegue comprar 4 pães de 50 gramas.

  Note que é o mesmo valor nominal, mas nos Estados Unidos seu poder de compra é maior.
  Qual a “mágica”?
  Produzir pão lá é mais barato/eficiente.
  Pode ser por uma cobrança mais inteligente de impostos, por maquinário melhor, trigo mais barato ...

  Aumentos reais de salários coletivos só são possíveis com aumento da PRODUTIVIDADE porque isso baixa o preço das coisas.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Aumento real de salário individual é mais fácil e veremos no próximo texto.
  Por hora adquira mais conhecimento:

  As pessoas tem a ilusão que o “esforço” automaticamente lhes dá direito a alguma coisa quando na Física o esforço pode não passar de tempo perdido.

  Você tinha que empurrar o carro para fora da garagem com o objetivo de dar um tranco, fez muita força, mas não conseguiu.
  Na física você gastou energia, mas não realizou trabalho, não foi produtivo.

  Fora da física podemos aplicar “relativamente” o mesmo princípio.
  Você se esforçou, estudou bastante, sacrificou dias de folga/diversão e mesmo assim não passou no vestibular ou concurso.
  O que vai lhe dar a vaga é passar na seleção, tudo que você se esforçou não será avaliado.
  Outra pessoa não se esforçou tanto, mas é mais inteligente ou tem melhor memória e passou na seleção ... é isso que conta.

  O MÉRITO está em conseguir atingir um objetivo.
  Se esforçar faz parte do processo, mas não é o bastante.

   Como cada um tem sua qualidade, seu talento, é perfeitamente natural que nos diferenciemos nas mais variadas posições sociais e econômicas.

  Boa parte da humanidade defende que somos todos iguais.
  Se não estamos na mesma posição social econômica “igualitária” é porque faltou “oportunidade”.

  A “oportunidade” nos foi negada por uma ineficiência do Estado ou pela “exploração” de alguém que conseguiu mais dinheiro que nós.
  Para esses eu digo que a maior oportunidade quem dá é nossos pais.
  Explico:
  O casal pode transar o quanto quiser, antes e depois do casamento, mas na hora que pretender ter filho tem que lhe garantir condições básicas de vida, moradia, alimentação, estrutura familiar, acesso a estudos.
  Sabemos que muito do que somos é definido na nossa infância.
  Grande deficiência alimentar prejudica nosso organismo.
  Ambiente muito conturbado prejudica nossa “psique”.
  Um descaso famíliar com a escolarização prejudica nosso futuro profissional.

  Então para melhorar as “oportunidades” é mais eficiente trazer para nossa CULTURA uma grande cobrança com relação a PATERNIDADE RESPONSAVEL.
  Mas preferimos esperar tudo de algum “salvador da pátria”, um “grande líder” e/ou demonizar a riqueza ... condenar o mérito.

  Tem os que defendem que somos todos iguais, o que nos diferencia é o esforço.

  Se alguém tem menos é porque não se esforçou o bastante.
  A vida não é exata.
  Tudo que já foi escrito até aqui faz parte da equação.
  Porem cada um tem muitas limitações.
  Se você não tem o dom de ser compositor, por mais que se esforce não fará uma boa música.
  Em qualquer sala de aula sempre tem os melhores alunos, nossos cérebros não são iguais.
  Para ser um Einstein ou Thomas Edison não se iluda que tudo é uma questão de esforço.

  Equacionando tudo isso...

  Podemos taxar a transmissão de fortunas combatendo a extrema riqueza.

  Podemos desenvolver redes de proteção combatendo a extrema pobreza.


  No mais é:

  Nos adaptarmos a nossas naturais diferenças e a existência das mais variadas “classes sociais”.
  Comum a todos o RESPEITO AO PRÓXIMO.

 
  Nossos sindicatos em pleno século 21 lutam para implantar o Comunismo/igualitarismo/coletivismo e você não quer nem ouvir falar em Capitalismo/mérito/responsabilidade individual ...assim fica difícil.

  Não é que os sindicalistas façam por mal, na cabeça deles estão buscando o melhor para você, se apegaram a uma TRADIÇÃO sem pensar racionalmente sobre ela.

  Se você não se interessa em saber o funcionamento do Capitalismo como pode tirar alguma vantagem dele!?   

    Tudo que se baseia em cultura/tradição/condicionamento é muito difícil mudar.
   A situação patética que vigora no Brasil não tem previsão de mudança, aqui só temos partidos de esquerda.
  Então não tem jeito cabacinho, a mudança terá que ocorrer em VOCÊ!

  To be continued...            
   


  As greves no serviço público são um caso à parte.
  Nos fizemos reféns do funcionalismo.
  Lhes garantimos estabilidade, e os tratamos como trabalhadores melhores que todos os outros, essa é mais uma tradição nefasta em nosso país com grande participação dos sindicatos, mas principalmente com a cumplicidade da maioria da sociedade.



_____________________




Anterior          <>        Próximo

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Não Existência

  “Todo homem é, em maior ou menor grau, um idólatra.
    Dessa forma, nenhum homem é livre.
    A liberdade absoluta não existe, e da mesma forma que a perfeição, a liberdade é uma meta a ser perseguida.”
 [Francis Lacona]

  


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬     
👨 “Será (embora eu esteja convicto disso, mas por uma questão de civilidade, vou deixar a questão aberta) que a redundância das respostas ateístas não está ligada a redundância das colocações cristãs?”
 [Comentarista ateu no G+]    
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬     

REDUNDÂNCIA -  Ato de insistir obstinadamente nos mesmos ideais; uso abusivo de palavras e/ou expressões; discurso prolixo.
  Discurso que se baseia na utilização de diferentes palavras para expressar um mesmo pensamento ou ideia: “subir para cima”, “descer para baixo, “ambos os dois”.

  Ateus dizem que se espíritos existem religiosos tem que provar.

  Religiosos dizem que se espíritos não existem ateus tem que provar.

[“Espíritos” é mais abrangente que a palavra “deus”, abarca todas as religiões e suas diversas ideias de deus/deuses]

  O debate fica uma redundância monótona até que algum ateu repete aquele velho “mantra”.

“Não tem como provar uma não existência.”

  Vou sair da redundância e assumir essa questão a partir desse ponto.
 
  Algo que “não existe” não tem como interferir em nossas vidas.

  Eu não peço para o ateu provar a existência de outras formas de vida que chamamos de espíritos, mas para explicar as subversões da lógica.

  Se algo tinha tudo para ocorrer de uma maneira, mas contra todos os prognósticos acontece de outra ... tudo sempre não passa de uma simples coincidência ao acaso?

  Não me importa se o cidadão é ateu, religioso, agnóstico, ufologista...
  Eu busco o melhor ARGUMENTO.

  Se fosse para me definir como alguma coisa além de Livre Pensador seria um “anti-fanatismo”.

  Quando um ateu ou religioso NÃO é fanático, debate comigo naturalmente todas as questões.
  Quando o indivíduo se senti “ofendido” ... é um sinal de fanatismo.

  O fanatismo assim como a idolatria é inevitável nas mentes.

    “Todo homem é, em maior ou menor grau, um idólatra.”

    “Todo homem é, em maior ou menor grau, um fanático.”

    Defender um pensamento “apaixonadamente” é inerente a nossa condição humana, acontece que uns submetem a paixão a razão outros não.

  Nosso grau de fanatismo ou “não fanatismo” varia de acordo com a capacidade de aplicar o “bom senso” a “racionalidade”.

  Vamos aplicar uma “Terapia da Lógica” a tudo isso já escrito...
 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬     
  Vamos partir de fatos “incontestáveis”.

  As 3 maiores religiões são: 1ºCristianismo, 2ºIslamismo e 3ºHinduísmo.

  Das cerca de 7 Bilhões de pessoas no planeta, chutando alto, o ateísmo de fato não chega a 5%.
  Para inflar o número de ateus colocam agnóstico e não religiosos como ateus.

  Ateu no sentido original/raiz da palavra é negar a existência de algum deus.
  Mas ateus acreditam em espíritos (sem considera-los deuses) !?

  O bom senso nos diz que ateu é todo aquele que defende sermos “maquinas biológicas”, apenas nosso cérebro sofisticado nos move.

  Se o indivíduo “tem dúvidas” sobre tudo se resumir ao nosso cérebro ... não tem como se dizer ateu.

  Das 3 maiores religiões os menos fanáticos são os cristãos.

  [Estou falando dos tempos atuais não me venham falar da Idade Média, não vivemos naquela época]

  Como Livre Pensador me sinto mais seguro em um país dominado por cristãos que por ateus, islâmico ou hinduístas.

  Para não alongar muito o texto e amarra-lo no anterior vou comparar apenas o ateísmo.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Prefiro viver em uma nação dominada por Capitalistas Cristãos que Comunistas Ateus.

  A HISTORIA mostra que ateus no poder é algo para se temer muito.
  Ateus “fanáticos” negam fatos muito bem registrados, tem uma “fé” cega que o ateísmo é melhor mas não apresentam FATOS.
  Perceba que o ateísmo para muitos é tal qual um dogma religioso.
  Fanáticos são perigosos em qualquer ideologia.

  “Depois, o governo tentou obter o apoio cristão ao regime, mas como não teve êxito em sua tentativa, acabou por iniciar um esforço sistemático para exterminar o cristianismo do país.
  Edifícios onde funcionavam igrejas foram confiscados e líderes cristãos receberam voz de prisão.
  Ao ser derrotados na Guerra da Coreia, soldados norte-coreanos em retirada frequentemente massacravam cristãos com a finalidade de impedir sua libertação.
   O Estado não hesita em torturar e matar qualquer um que possua uma Bíblia, quer esteja envolvido no ministério cristão,”

  Esse texto é muito complexo, a essa altura você já deve entender as fragilidades no ateísmo, mas deve pensar também que um erro não justifica o outro, logo, eu não deveria preferir as pessoas religiosas que as ateias.
  Acontece que sou “obrigado” a preferir uma coisa ou outra uma vez que não vislumbro Livre Pensadores sendo maioria na sociedade...entenda porque:

  A MAIORIA DAS PESSOAS TEM UMA FORTE NECESSIDADE DE CULTUAR ALGUMA COISA.

  Nesse plano de pensamento eu flutuo com dificuldade porque idolatria é uma força que desconheço.
  Não entendo porque as pessoas escolhem algo para não discutir, apenas aceitar sem pensar.
  Sim, temos o problema de sermos condicionados a alguma tradição, mas essa força eu conheço bem e ela não é suficiente para explicar porque o culto acontece, tradição e condicionamento não são respostas satisfatórias para esse enigma da necessidade de idolatrar algo.
  Vamos ver se consigo demonstrar.

  Você nasce em uma família tradicionalmente católica é condicionado a fazer o sinal da cruz, por exemplo.
  Mas acontece de você se converter ao Protestantismo onde sinal da cruz e culto Mariano são excluídos.
  Veja que você questionou uma tradição, rompeu um condicionamento, mas saiu de um dogma para entrar em outro.
  O Catolicismo é um pouco diferente do Protestantismo, no entanto as bases são as mesmas só mudam algumas interpretações.

  É estranho porque as pessoas tem essa necessidade de idolatrar alguma coisa física e/ou ideológica.
  Se você frequentar algum Blog ateu perceberá facilmente que o ateísmo virou um dogma...se é que algum dia não foi.

  "Espíritos não existem e nãos se fala mais nisso."
  "Não pense sobre isso apenas aceite."

  Lembrei de um debate interessante onde o participante disse algo mais ou menos assim:
__________________________________________
 👨 "Eu entendo soldados religiosos não terem muito medo da morte porque acreditam que irão para algum paraíso, morrem para se tornarem santos, morrem por seu Deus.
  E soldados ateus?
  Morrem pelo quê!?"
__________________________________________

  Os soldados ateus morrem por cultuar uma ideologia geralmente personificada na figura de um "Grande Líder".
  Sim, homens podem ser adorados.
  Não tenho dúvidas que Hitler era idolatrado por muitos na Alemanha Nazista.
  Nem precisamos revirar histórias do passado para perceber idolatria a humanos, atualmente há inúmeros exemplos.
  Já conversei com adoradores de Lula, vi depoimentos de adoradores de Hugo Chávez que para muitos venezuelanos é quase um santo.
  A maioria dos ditadores chegam ao poder sendo cultuados como "salvadores da pátria" e tratam logo de reforçar ilimitadamente esse culto.

  Fora da política e governos também vemos muito culto à personalidade.
  Quantos atores e cantores são idolatrados por seu público?

  A necessidade de culto das pessoas é tão grande e tão inexplicável para mim que nem tento tirar o culto delas, tento apenas direciona-lo.

  Entenda que a maioria das pessoas não conseguem viver sem cultuar alguma coisa.

  Já que vão cultuar algum sistema econômico porque não o Liberalismo que é mais eficiente?

  Se vão cultuar algum cantor porque não alguém do nível de Djavan que tem letras e músicas muito boas?

  Se vão cultuar alguma religião porque não o cristianismo que tem se mostrado menos "maléfico"?

  Não luto mais contra cultos e idolatrias, luto contra fanatismos.

  O culto quando não é exagerado não traz grande prejuízo a racionalidade.
  Você cultua o Flamengo, a paixão por esse time de futebol preenche boa parte do seu vazio existencial?
  Tudo bem, desde que tudo fique na disputa futebolística sem você querer fazer mal a algum torcedor ou deixar de cuidar de sua família para viver para assistir futebol.

  Fechando o texto.

  Muitos pensadores estão convictos do empate técnico entre Liberalismo/Espiritualismo e Comunismo/Ateísmo.
  Analisando os RESULTADOS históricos para eu esse empate técnico NÃO EXISTE.
  Espiritualistas e Capitalistas se mostram muito, mas muito mais eficientes, esse texto foi para demonstrar a “não existência” desse “empate técnico”.

1 - Se o Capitalismo é pior que o Comunismo não deveria trazer melhores resultados por tanto tempo, como Socialistas explicam essa subversão da lógica?
 Nos aterrorizam dizendo que o fim do Capitalismo está próximo e haverá choro e ranger de dentes...


2 -  Se acreditar em espíritos é uma inferioridade mental, os superiores ateus deveriam dominar o mundo se isso não acontece ocorre uma subversão dalógica
    Se religiosos são mentalmente inferiores e mesmo assim dominam o mundo... algum Deus os protege?

   “Decifra-me ou te Devoro!”
   



  Capela Sistina





   “Ao buscar o amor saiba que ... estar apaixonado é uma idolatria a outra pessoa.”
  [William Robson]

anterior          <>        próximo