domingo, 31 de agosto de 2014

Progressão Continuada

  “Por natureza, os homens são próximos; a educação é que os afasta.” [Confúcio]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$        
  Eu prefiro a palavra “diferencia”, mas pegando carona no pensamento do amigo Confúcio:

  “Nascemos simples e ignorantes, pena que tantos optem simplesmente por permanecer na ignorância.”  [William Robson]

  Um colega me parabenizou por eu ser contra a Progressão Continuada...acontece que NÃO sou!


  Ele ficou confuso e no mesmo instante eu entendi porque.
  Passou pela minha mente alguns comentários que fiz e realmente eles dão uma ideia errada do meu posicionamento.
  A Progressão é muito lógica o problema é que com a mentalidade de nossos “pedagogos” ela não está funcionando eficientemente.
  Uma boa ideia precisa de bons executores, pessoas comprometidas com os resultados.

  Já escrevi vários textos comentando nossa “ideologia de ensino” , não vou perder tempo com isso.  CliqueAqui

   Para acelerar esse texto vamos “imaginar” que a partir de hoje nossos professores são ideologicamente comprometidos com a Progressão Continuada. 
  Eu gosto de apresentar soluções e não ficar só criticando.
=========================
  Todas as séries seriam divididas em matérias, como acontece na Faculdade.
  Na Faculdade o conhecimento a ser transmitido é mais complexo então é natural que cada matéria tenha um professor especializado nela.
  Da 1ª a 4ª série os conhecimentos são mais básicos, um ou dois professores para todas as matérias seriam suficientes.

  Isso aqui é só o esqueleto de uma proposta não vejo razão para sofistica-la muito, só complicaria o entendimento, então não se apegue a detalhismos técnicos, isso seria resolvido por pessoas mais gabaritadas que eu para esse assunto.

  Vou dividir a 1ª série nas primeiras matérias que venham em minha mente.
  Alfabetização, Leitura, Redação, Matemática, Geometria, Ciências e Geografia.

  Vamos entender a lógica da Progressão Continuada.

  Se a criança vai bem em 4 matérias porque reprova-la em 7!?

  Se a criança foi mal em Geometria, Redação e Leitura, podemos deixa-la de “dependência” nessas matérias.
  A criança faria aulas intensivas na matéria que ficou em dependência e realizaria outra prova, sim PROVAS.

  O conhecimento adquirido deve ser testado e provado.

  Todos temos dificuldades em alguma matéria, as aulas de reforço não são para tornar a criança gênio em uma matéria que ela não tem muita afinidade, mas para que ela fixe o entendimento básico que possibilite progredir para a 2ª série.
==========================        
  Vamos complicar um pouco.
  E se a criança ficar de dependência em 4 matérias?
  A primeira coisa que eu faria seria analisar a porcentagem de alunos que ficaram de dependência em 4 matérias na classe.
  Sim, a primeira coisa a fazer seria analisar a competência do professor.
  Uma classe com 30 alunos onde 10 ficaram com dependência em 4 matérias é um baita sinal de alerta.
  Mas nossos professores se recusam a ser analisados seja por qualquer critério, o curso de pedagogia é formador de “santos de competência inquestionável” ... então vamos por outro caminho.

  “Imaginemos” que nossos pedagogos são extremamente competentes e seu filho ficou com dependência em 4 matérias enquanto as outras crianças mantiveram um bom rendimento.

  Esse importante sinal de alerta nos leva a nos concentrar em algum problema existente na criança.
  Dificuldade visual, auditiva, dislexia...
  Tanto pais quanto escola devem investigar o que esta ocasionando o baixo rendimento do aluno e que melhor momento para ajudar essa criança se não nas primeiras séries escolares?
  Se ela tem dificuldade visual ou auditiva quanto antes ocorrer uma intervenção melhor.
  Se for algum problema neurológico a identificação rápida também oferece muitas vantagens.

  A pior coisa é “progredir” irresponsavelmente essa criança e taxa-la simplesmente de “burra” ou com os genéricos “déficit de atenção”, ou ainda a indecifrável “hiperatividade”.

  O que é uma criança ser hiperativa?
  Quando eu era criança com meu coração, músculos e pulmões novinhos eu era hiperativo, subia em arvores pelo simples prazer de subir, não me faltava energia, agora até para subir um lance de escada me dá uma léseiiiiiira...
  Eu estou quase inativo eu me obrigo a fazer caminhada e alguns exercícios, se eu parar é melhor começar a dormir dentro de um caixão de terno e gravata para facilitar as coisas, para não dar trabalho...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAH!

   Como podem observar, a Progressão Continuada é a melhor metodologia de ensino que eu conheço.
  O problema é como tem sido executada.
  Se não há comprometimento não há cuidado.

  “A educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida.”  [Sêneca]



Anterior          <>        Próximo

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Para Fernando Haddad

  "Quem não conhece a verdade não passa de um tolo; mas quem a conhece e a chama de mentira é um criminoso!"  [Bertolt Brecht]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  “O gabinete do doutor Callegari, sob ordens de Haddad, descobriu que pobre faz mau uso das canetas, dos lápis e dos cadernos e decidiu cortá-los!
  É o socialismo do "homem novo"  [Reinaldo Azevedo]  Clique Aqui
 ============================
  Eu concordo com Callegari sobre o desperdício de materiais.

  Reinaldo Azevedo transformou isso em uma discriminação contra pobres, enquanto eu vejo como uma luta contra o desperdício.


  Minhas filhas “ganham” essas coisas genéricas da Prefeitura e acabam não usando.
  Os cadernos são muito simples e padronizados, as meninas gostam de ter algo mais “particular.”
   O pior disso é que os pais acham que dar uniforme vagabundo e algum material escolar torna a escola boa!!!
   Mais uma vez eu digo que sou a favor da caridade...PARA QUEM PRECISA.

  Levo minhas filhas na escola e vejo que uns 90% dos alunos não usam o material fornecido pela prefeitura.
  Usam a contra gosto [é obrigatório] um uniforme de qualidade ruim.
  Quando eu estudava era um jaleco branco e o crachá da escola, dava para comprar mesmo eu sendo pobre, mas quem não tinha condições poderia recorrer a assistência social.
  O que tem de escândalos envolvendo a licitação desses materiais, é uma verdadeira máfia.
  Acho que o Haddad vai se ferrar politicamente como aconteceu com Fernando Henrique Cardoso.

  Fazer a coisa mais lógica nesse país parece um atentado aos “maus costumes.”

  Porque defendemos tanto os maus costumes?
  Me diga você, eu não entendo...
 ________________________________            
  Boa parte dos filhos acreditam que os pais são fontes inesgotáveis de dinheiro.

  Faz uns 2 anos minha filha me pediu um Iphone.
  Caraca! Porque uma garota de 12 anos precisa de um aparelho tão sofisticado!?
  Se minha filha fosse um pouco mais realista nem pediria uma coisa dessas.
  Mas crianças são assim, minha esposa que faz mais as vontades de minhas filhas comprou bons aparelhos celulares para elas, entretanto não esse top de linha.
  Porque estou escrevendo isso?

  Parte significativa de nosso povo [a maioria] age como criança em relação ao Governo.

  Acreditam que o Governo tem dinheiro absolutamente para tudo e se não faz é por maldade ou porque não quer ou ainda porque tudo é desviado e roubado.

  Para situação ficar mais caótica o próprio Governante acredita que tem que ser esse paizão, esse deus provedor de tudo, o cidadão se candidata acreditando que há dinheiro para tudo, só falta “vontade política”.
  Afinal ele ouviu isso desde criancinha... não, o político não veio de outro planeta.
  Qualquer político que você elege tem 99,9% de chances de ter nascido e sido criado no Brasil.

  É claro que não há dinheiro para tudo e com a imaturidade do eleitor e do eleito as dividas vão se acumulando.

  Se eu e minha esposa fizéssemos tudo para agradar nossas filhas teríamos em casa muitas coisas de utilidade questionável, como não temos dinheiro para tudo acabaria faltando para coisas essenciais.

  Os pais acreditam que o Governo tem obrigação de dar materiais escolares para os filhos e o Governo tenta atender essa expectativa.
  A única maneira de atender a essa expectativa seria se cada criança e sua mãe fizessem uma lista com a especificação do material escolar e entregasse ao Governo.
  A escola teria que ter pessoas para atender esse serviço “personalizado”, claro que isso custaria bastante dinheiro dos impostos.
  Já que o Governo não consegue fazer esse atendimento personalizado ele faz uma lista genérica de materiais que “atenderão a todos” e abre licitações para adquiri-los.
  Quem realmente não tem condições de comprar nada aproveita, fica alegre com a ajuda do Governo.
  No entanto quem tem alguma posse acaba substituindo o material recebido.
===========================
  Aqui é interessante aplicarmos um pouco de Filosofia Matemática:

  Em uma cidade como Campinas quantas famílias não tem condições de comprar o material escolar de seus filhos?
  Vamos chutar alto, digamos que seja 20% de famílias que não sobra dinheiro para comprar um lápis e caneta.

  Entenda que os dados oficiais são os seguintes:

  “Em 2010, 6% da população do país, ou 11.425.644 pessoas, moravam nos chamados aglomerados subnormais, como favelas e ocupações, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento, parte dos dados do Censo Demográfico 2010.”


  É pouco provável que Campinas esteja tão acima da média nacional com relação aos indivíduos que “supostamente” são os mais pobres por morarem em favelas.
  Entenda também que morar em casa e bairros regularizados não torna ninguém rico, eu nunca morei em favela, na maior parte de minha vida morei em casa de fundos, primeiro da minha avó paterna e depois da minha avó materna.
  Tenho certeza absoluta que muitos moradores de favela não passaram as dificuldades financeiras que minha família passou.
  Sim, comprar uma caixa de lápis de cor era muito difícil.
  Eu tinha pavor das aulas de educação artística, cartolina, tinta, cola...eram demais para minha mãe que vivia de faxinas.
  Quando comecei a trabalhar na feira livre fiquei satisfeito por não ter que pedir essas coisas a minha mãe.
  Por isso vamos manter a porcentagem de 20% de pessoas em grave situação financeira.
  Vou mostrar que mesmo assim essa coisa do Governo se obrigar a dar material escolar é algo MEDONHO para um capitalista.

  Se 20% não tem condições de comprar o material escolar a matemática nos diz que 80% tem.
  Isso quer dizer que 80% do material licitado está sendo subutilizado, DESPERDIÇADO!
  Esse dinheiro dos impostos poderia estar sendo utilizado em coisas mais importantes, de certo no setor da educação não faltam problemas.

  Sim, esse é mais um texto onde questiono a “Caridade Automática”.   CliqueAqui

  Decidiu-se por decreto que 100% das famílias que tem filhos em escolas públicas de Campinas não tem condição de comprar material escolar, e decidimos pagar isso com o dinheiro dos impostos.
  “Afinal o Governo tem dinheiro absolutamente para tudo”, porque não dar os materiais escolares mesmo para quem não precisa...
=======================     
  Lembrei da conversa que tive com um “socialista” a esse respeito.
  Sem poder contra argumentar os números ele apelou para o “psicologismo”.
  Ele disse que criaríamos um trauma nos 20% de alunos que recebessem materiais da Prefeitura.
  Eles se sentiriam inferiorizados em relação aos que podiam comprar.
  Não entendo bem porque alguém tem vergonha de ser pobre!
  Não é algo que você pediu para nascer...aconteceu, até onde sabemos, independentemente da nossa vontade.
  Acredito que 99,9% das pessoas se pudessem escolher gostariam de nascer com muita saúde, bonitas e ricas.
  Eu não posso trocar de carro todo ano, tenho vizinhos que podem, porque tenho que me envergonhar disso ou pior desejar mal ao meu vizinho!?  [Depois escrevo um texto sobre isso.]

  Mas vamos buscar uma solução satisfatória para esse “trauma” das crianças.

  A vergonha de ser pobre existe e temos que lidar com ela.

  O Estado não compraria o material nem colocaria seu logo nele.
  Faríamos o que fazemos com o Bolsa Escola.
  A família carente COMPROVARIA sua dificuldade financeira em sigilo na diretoria da escola.
  A família receberia uma ajuda de custo suficiente para comprar o material pedido.
  NÃO, nada de mais cartões isso aumentaria o custo, mais dinheiro dos impostos.
  O Governo disponibilizaria um “Cartão Cidadão”
  Todo ano aconteceria a avaliação sobre a NECESSIDADE da continuidade do benefício.

  Minhas filhas estudam em escolas públicas, mas pela minha renda elas não receberiam esse material genérico e o que eu acho disso?
  JUSTO.
  Atualmente todos anos elas recebem materiais que tem a destinação bem próxima do que o secretario de Haddad descreveu.
  Eu uso os cadernos como rascunho para escrever meus textos, lista de compras e recados em geral.
  Os lápis de cor que não são da qualidade que minhas filhas gostam vão para brincadeiras, entregues a escolinhas evangélicas...coisas do tipo.
  Minhas filhas não gostam das mochilas genéricas entregues pelo Estado que são até boas, nos servem para guardar livros e cadernos antigos de outras séries.
  Minhas filhas gostam de cadernos com capas ao gosto delas e “Carlos Gomes” na capa...não é bem o que elas querem.
  A camiseta recebida nunca foi de qualidade, gostaria de comprar camisetas melhores para elas, mas sem o logo do Estado não é permitido.

  Não vou mais alongar esse texto.
  A “verdade” é que obrigar o Estado a dar material escolar é muito ineficiente, isso precisa ser revisto.

  O que eu posso dizer ao Haddad?

  Conheça a verdade e fo#a-se!
  Coloque-a em pratica e se fo#erá mais ainda.
  Quem sabe a Internet mude essa lamentável situação...

  A gola azul desbota facilmente, o tecido esgarça muito na lavagem.




  “Sócrates dizia que se alguém está no escuro da caverna e pretende sair vai caminhando lentamente para luz e se acostumando com ela.
  Se você obrigar, arrastar alguém contra a vontade para fora da caverna a luz a cegará e sua escuridão ficará ainda maior.
  A "verdade" só liberta quando você e muitos a sua volta a buscam.

  Conhecimento interno e externo.”  Clique Aqui


Anterior          <>        Próximo

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

O Messias

   “Há épocas em que a sociedade, tomada de pânico, se desvia da ciência e procura a salvação na ignorância.” 
 [Mikhail Saltykov-Stcherdrine]


  “Apesar do conceito do Messias ser judaico, o judaísmo não é messiânico!” [Comentarista no Face]
==============================
  O judaísmo é messiânico sim, apenas não considera que Jesus tenha sido o tal messias, eles continuam a esperar.
  Para os judeus Jesus não cumpriu as profecias relativas ao Messias
  O que espera-se que o Messias cumpra em sua chegada?
  A Bíblia diz que ele:

1- Construirá o Terceiro Templo (Ezequiel 37:26-28)
2- Reunirá todos os Judeus de volta na Terra de Israel (Isaías 43:5-6)
3- Trará uma era de paz mundial, fim do ódio, da opressão, do sofrimento e do mal-estar. Como está escrito: "Nação não levantará espada contra nação e o homem não aprenderá mais a fazer guerra." (Isaías 2:4)
4-  Espalhará conhecimento universal a respeito do D'us de Israel, unindo toda a raça humana numa só.
 Como está dito: "D'us será o Rei sobre todo o mundo e neste dia, D'us será único e Seu nome será único." (Zacarias 14:9)

  O fato histórico é que Jesus não cumpriu nenhuma dessas profecias “messiânicas.”
 ______________________________________                  
Messias:  Palavra hebraica que significa o ungido.
  Tem o mesmo significado do termo grego Cristo.
  Os antigos hebreus chamavam seus altos sacerdotes e reis de messias, porque tinham sido ungidos com o óleo sagrado.
  Mais tarde, os profetas falaram de um rei que redimiria Israel e traria um período de paz e justiça na Terra.
  Acreditavam que seria um descendente direto do rei Davi.
  O termo messias passou a referir-se a esse rei ideal.

  Eu não sou messiânico, não acredito na vinda de alguma entidade “espiritual” que irá resolver todos os nossos problemas.
  A pergunta que faço é óbvia:

  Porque essa entidade ainda não veio, está esperando o quê!?


  Se ela tem o poder de mudar o “coração” dos homens que venha e mude.
  Poderia ter feito isso há 2000 anos atrás.
  Muitos dizem que essa mudança radical da humanidade só ocorrerá quando todos conhecerem a Deus...
  QUAL DEUS?
  Brahma, Zeus, Deus de Abraão ou Deus de Maomé?
  Deus de Abraão e Alá historicamente são a mesma entidade, mas na pratica são apresentados de maneiras muito distintas.
  Jesus para os cristãos é o filho unigênito de Deus, já para os Islâmicos ele é apenas um profeta.
  Qual livro sagrado esta certo Corão ou Bíblia?
========================
  Voltemos a provocação que o messias só virá em toda sua glória quanto toda humanidade conhecer a Deus.
  Como vivemos em um país de maioria cristã vamos puxar a sardinha para o nosso lado.
  O “verdadeiro” Deus é o de Abraão.

  Hoje em dia temos bons meios de comunicação, não conheço maneira mais fácil de todos conhecerem Deus que a televisão.
  Deus poderia aparecer em 3 ou 4 capitais importantes do planeta e até o mais alienado dos mortais saberia de sua aparição.
  Claro que cobraríamos uma grande demonstração de poder e as possibilidades seriam infinitas para um ser com poder até de parar o Sol.
  Sumir com todo arsenal nuclear do planeta seria algo muito convincente.
  Transformar grandes desertos em florestas tropicais com solo extremamente fértil seria algo...divino.
  Curar todos os doentes de todos os hospitais seria fichinha para ele que criou o Universo.

  Entenda que essa questão de “todos conhecerem Deus” na pratica já acontece.

  O problema é que há vários tipos de Deus nas mais diferentes culturas.
  Apenas algum acontecimento de dimensão global poderia unificar essas crenças.
  Praticamente toda humanidade acredita em alguma divindade, vamos dizer que tenhamos 10% de ateus, oras, diante de provas cientificas e bem documentadas da aparição de Deus em Moscou ou Washington os ateus obviamente mudariam sua posição.
  Vamos flutuar por uma brecha mais interessante...
=======================     
  Se nós realmente somos seres espirituais e temos que buscar a evolução por nossos próprios meios...é exatamente isso que deve acontecer.
 Não adianta ficarmos esperando uma entidade que apareça entre as nuvens e mude a todos magicamente, se ela quisesse ou pudesse fazer isso já teria feito.

  Eu não descarto a hipótese que se avançarmos tecnologicamente podemos fazer viagens espaciais e contatar outras civilizações.
  Esse contato pode ser benéfico ou maléfico, de qualquer forma mudaria muitos de nossos conceitos.
  Vejam que interessante.
  No geral as nações mais evoluídas tecnologicamente são as que tem instituições democráticas bem estabelecidas e oferecem garantias individuais muito boas a seus cidadãos.

  De alguma forma o “avanço mental” acompanha o avanço tecnológico.

  Isso é muito complexo, sigam-me os bons!
  Não estou dizendo que um povo “bárbaro” não é capaz de avanço tecnológico, mas sim que o povo melhor civilizado sempre permanece um passo à frente, seu povo vive melhor e seu exército é mais eficiente.
  A Alemanha Nazista poderia ter chegado primeiro a bomba atômica e a 2ª Guerra teria um final diferente...poderia, mas não chegou.
  A URSS poderia ter superado os USA, inclusive foi a primeira nação a colocar um satélite em orbita...poderia ter superado, mas não superou.
  A China tem evoluído tecnologicamente, mas sua sociedade também tem evoluído mentalmente, hoje em dia há um respeito a propriedade particular como há anos não víamos na China.
  Li uma matéria sobre o principal executivo da Lenovo e constatei que ele tem bastante liberdade econômica, ainda não pode criticar o governo, mas de qualquer forma a liberdade econômica evoluiu muito na China.
  Eu observo uma evolução na humanidade que será muito potencializada com o advento da Internet.
  Na humanidade surgiram mentes de ótima qualidade como a do meu amigo Sócrates, mas divulgar suas meditações era bem complicado.
  Acredito que Livre Pensadores quase tão bons quanto Sócrates permaneceram no ostracismo, não tiveram como divulgar suas filosofias.
  Hoje em dia divulgar pensamentos esta fácil e mesmo que o autor do pensamento permaneça no ostracismo o pensamento dele pode contaminar muitas outras pessoas.
  Pense naquela foto de uma bela paisagem ou algo interessante que você fotografa e posta na rede.
  Ocorre compartilhamentos e a foto alcança até outros países sem que seja possível saber quem a postou originalmente.
  É a mesma coisa com pensamentos.
  Os pensamentos com boas argumentações muito bem fundamentados criam vida própria, como um filho que ao sair do ventre de sua mãe adquire uma identidade própria.

  “A mente que se abre a uma nova ideia jamais volta ao seu tamanho original.”  [Albert Einstein]

  Pensamentos de qualidade elevarão a humanidade a um patamar nunca antes alcançado essa é a minha aposta.

  As nações/povos com um Capitalismo de boa qualidade e instituições democráticas bem estabelecidas permanecerão muito adiantadas.

  Nações socialistas/comunistas/bolivarianas/teocratas sempre caminharão para o colapso.
  Povos mais [digamos] “selvagens” continuarão a produzir situações de grande desolação.

  As nações desenvolvidas podem apontar o caminho a seguir, mas não podem, não conseguem obrigar ninguém a segui-lo.
  Até porque não tem nenhuma formula mágica.
  O importante é você entender que não dá para seguir o caminho econômico/ideológico de Miami e virar uma Cuba.
  Não dá para você seguir o caminho econômico/ideológico de Cuba e virar uma Miami.

  Fechando o texto e o amarando ao começo.
  Não sei como será uma vida após a morte biológica, nem sei se isso existe.
  Aqui na Terra, no geral, a qualidade de vida de um holandês é muito superior a qualidade de vida de um venezuelano ou brasileiro.
  Se você pegar a vida em certos povos da África e compara-la com a vida em certos povos da Europa é quase uma visão do inferno e do céu.
  Eu acredito que todos os povos podem construir bons lugares para viver, mas isso é um trabalho de conscientização individual muito grande.
  As mentes que se abrirem terão uma vida terrena muito boa, as que não se abrirem...continuarão a viver a espera de alguma entidade espiritual que chegue por entre as nuvens, ou um Líder Supremo Dominador que acabe com a “Elite Dominante”...



  “Duas coisas são infinitas: O Universo e a estupidez humana. Mas, no que diz respeito ao universo, ainda não adquiri certeza absoluta.”  [Albert Einstein]

  Entendo o amigo Einstein que nesse dia deve ter observado alguma grande estupidez, mas com a cabeça mais fria é evidente que a estupidez não é infinita em todos.
  Se eu não acreditasse no bom senso de muitos humanos não perderia meu tempo escrevendo.


  No entanto concordo que a estupidez é incrivelmente democrática, anos de estudo pode trazer muito conhecimento, mas não é garantia de eliminar a estupidez.  CliqueAqui


Anterior          <>        Próximo

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Orgulho Macho

  “Se você se acha machão, mas fala ma-ra-vi-lho-so com separação de sílabas, tenho péssimas notícias pra você”


   Sinto falta de macho!
  Calma, não boiolei, foi o cinema que boiolou.


  Os filmes antigos tinham mais personagens viris, cheios de testosterona e eu me identificava com eles.
  No entanto embora seja fácil assistir filmes antigos, tem até canais dedicados a eles, eu não consigo assistir.
  É que me acostumei com a qualidade da imagem e efeitos dos filmes atuais.
  Vamos considerar “atuais” de 2000 para cá.
  Ver um filme antigo, embora o roteiro seja bom, é como ouvir aquela música que você gosta, mas em um vinil antigo cheio de chiados.
  Peguemos como exemplo o filme Planeta dos Macacos.
  O primeiro é muito mais cativante, principalmente porque era uma história original, você descobre com os personagens só no final o que aconteceu.
  Até perto do final do filme todos acreditam que estão em um Planeta de Macacos, mas surpreende a todos que aquela é a própria Terra em um futuro onde os símios se tornaram a espécie dominante.
  Agora, se falarmos de efeitos especiais não dá nem para comparar.
  O filme original parece uma comédia, um baile de máscaras perto do show de imagens que a produção moderna nos oferece.
=======================
  Nesse texto eu quero destacar a virilidade dos personagens que de uma certa forma me serviram de modelo e acho chato que os garotos que nasceram de 2000 em diante não encontrem eles nos filmes e até novelas.
  Fiquei sabendo que o José Mayer vai fazer um homossexual na próxima novela de algum horário, vai falar muito “ma-ra-vi-lho- so” ui!
  Entendem o que falo?
  Os homossexuais de coadjuvantes passaram a personagens principais, quase um exemplo a ser seguido.

  A imagem de “garanhão” que foi construída em José Mayer se tornou politicamente incorreta.
  O modelo a ser seguido agora são casais de gays e lésbicas!?

  Naqueles filmes de cowboys os caras eram muito machos no melhor sentido da palavra.
  Até o bandido sabia respeitar uma dama.

  A palavra de um homem...era a palavra de um homem, tão importante quanto um papel assinado.

  Eu assisti muitos filmes antigos, principalmente na Sessão da Tarde, mas como estou em 2014 não vou falar de personagens antigos, quero que esse texto seja útil para as pessoas de hoje e não algum resgate saudosista.
  Tente entender do macho que me faz falta...HAHAHAHAHAHAHAH!
  Quem assistiu Gladiador pode entender um pouco do que estou escrevendo.
  Russell Crowe estava em excelente forma física e sua atuação transborda virilidade.
  Quando você compara com o personagem principal da Saga do Crepúsculo [só um exemplo] ... não sei, é outra dimensão da masculinidade.  Clique Aqui
==========================
  Em um filme de guerra antigo, antes de uma grande batalha o general disse:

  “É hora de separar os meninos dos homens.”

  Hoje temos muito filmes de “homens meninos”, gays, mulheres super poderosas... e poucos filmes de “homens machos.”
  Por favor, nada contra a diversidade, só estou puxando a sardinha para o meu lado, dizendo o tipo de filme que gosto de assistir, os exemplos que gosto de me mirar.
  Em tempos de “orgulho gay” apenas quero compartilhar com você um pouco de “orgulho macho”.
  Eu me imagino um Gladiador, mesmo que na realidade eu não seja tão destemido, mas o cinema tem essa mágica de nos tornarmos algo que gostaríamos de ser.
  Não consigo me imaginar aquele vampiro garoto relutando em fazer sexo com uma mulher...é “sensível” demais.
  Até o “garanhão” e infantilizado James Bond me parece menos constrangedor.


  Outro filme que ilustra bem esse texto é 300.
  O primeiro é testosterona de alta qualidade, destaco tambem o papel da personagem feminina, é, sinto falta de “fêmeas” daquele quilate...mas isso fica para outro texto “Sinto falta de Fêmeas”.
  Parece que o cinema está “heterofóbico”.

  O segundo 300 é uma aberração, foi duro ficar até o fim no cinema.
  A personagem feminina era uma moça cheia de magoas que batia em todos os homens com o dobro do tamanho dela!
  O personagem masculino nem de longe lembrava a virilidade do rei Leônidas (Gerard Butler) do primeiro filme.
  No segundo 300 aconteceu uma das cenas mais ridículas do cinema que eu já assisti, o “homem menino” do filme leva um cavalo para uma batalha naval!!!
  Queria meu ingresso de volta!
=========================          
  Esse é o tipo de texto que posso ficar escrevendo por horas, com inúmeros exemplos, mas vou forçar um desligamento...

  Os machos do passado estão velhos, é um tanto deprimente ver filmes com eles.

  Quem gosta de envelhecer? Eu não gosto.
  A imagem que guardo de Arnold Schwarzenegger é dele em Conan o Bárbaro, O Predador ou Exterminador do Futuro.
  Hoje ele tem quase 70 anos, sinto muito ser politicamente incorreto, mas não dá para ver um super macho no biótipo de um homem dessa idade, claro que aqui estou falando da aparência, o vigor físico que filmes de ação necessitam.

  Eu gosto de 24 horas, Jack Bauer é macho pra caramba.
  Mas ele envelheceu, não tem algum homem mais jovem e viril para ocupar seu posto?

  Minha esposa me convidou para assistir “Os Mercenários”.
  Não tenho como.
  Quando eu assisto filmes consigo me desligar bastante da lógica, sei que o diretor e autor precisam tornar a história interessante e algumas coisas surreais acontecem, mas minha capacidade de desligar a lógica não é tão ampla quanto exigem os filmes atuais.
  Velozes e Furiosos é uma sequência de sucesso a qual não consegui assistir nenhum filme, é muita “paia”.
  Não consigo me enxergar em nenhum daqueles homens meninos brincando com seus automóveis.

  Embora seja um androide gosto de agir no meu dia a dia como o Terminator 2 [T-800], sua postura, seu rosto quase sem emoção.
  T2 leva em consideração as emoções, mas toma a decisão mais Lógica.
  No fim do filme a decisão mais lógica é sua auto destruição e ele faz “o que um homem tem que fazer.”  Clique Aqui

  É de fazer qualquer macho chorar o final daquele filme.
  Sei, sei, você tem péssimas notícias para mim.
 “Um cara que se diz macho e chora no final de filmes?”
  A vida não é filme, você não entendeu!?

  T2 é feito com ligas especiais de metais e circuitos de última geração, eu sou só um punhado de carne, agua e ossos sou tão macho quanto consigo ser...

  Essa lógica entra em sua mente?




  Se tiver boa conexão veja o trailer    Clique Aqui
  Coloque o fone de ouvido e sinta a qualidade do som.

Hasta la vista, baby


Anterior          <>        Próximo