segunda-feira, 27 de abril de 2015

Sobre Piada

   “O limite da liberdade de expressão deve ser a calúnia e a difamação.”  [William Robson]
 
Um olho na tela outro na legenda.
  Você acredita que Nestor Cerveró acha graça nesse tipo de piada?
  De certo não.
  Como ele está envolvido no escândalo da Lava Jato rimos sem culpa, mas e se ele fosse um cidadão comum que fotografado por alguém tivesse sua imagem postada no Face com essa piadinha?
   Acharíamos algo de péssimo gosto, o autor do post seria tachado de monstruoso por zombar da deficiência de alguém.
  Deve ser difícil para Nestor conviver com essa deficiência.
  Se fosse fácil corrigir, com todo dinheiro que ele ganhou, já teria feito.

  O fato é que se formos proibir uma piada porque ela ofende alguém ficaremos praticamente sem piadas.

  Sobrariam as surreais com animais e objetos falantes, mas se ofendêssemos ou insinuássemos maus tratos aos animais alguma ONG censuraria também esse tipo de piada.
  Ficaremos então apenas com os objetos falantes.

  O que um prédio falou para a prédia?
  “Nossa, você tem um andar maravilhoso.”
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Certa vez meu professor de matemática levantou a barra da calça para coçar a canela.
  Um colega com ar de deboche disse que não sabia que o professor estava com a perna engessada.
  Toda classe olhou para canela do professor e rimos.
  A canela do cara era incrivelmente branca.
  O professor levou numa boa, mas claro que a observação não teve muita graça para ele.

  Vi um auê danado a respeito de uma piada supostamente racista.
  Um professor negro está expondo a lição aos alunos e um aluno com ar de deboche diz:
  Professor, dá para ser mais claro?

  É um chiste, um gracejo, será que é motivo para promover infindáveis debates sobre racismo!?
  Um professor negro não levaria isso numa boa?

  Gordo não vê muita graça em piada usando gordos... ri para não ficar chato.
  Magricelos não acham muita graça em piadas sobre Magricelos.
  Quem com mais de 30 anos nunca chamou alguém de Olivia Palito?
  Não acredito que baianos achem graça em piadas insinuando que são preguiçosos, principalmente os muitos que trabalham pesado.

  Para um Liberal o humor é o território mais livre quando flutuamos pelos planos de pensamentos.

  O humor pode falar sobre qualquer coisa do jeito que bem entender, quem não gosta da piada não a divulgue.
  Proibir deve ser evitado ao limite do possível.
  O limite da liberdade de expressão deve ser a calúnia e a difamação.
  Acontece que a piada lida com a imaginação.
  Uma coisa é eu dizer que você é um assaltante de banco [calúnia], outra coisa é eu insinuar isso só porque você é corintiano. [Chiste]

  É algo como você dizer que “vai matar” seu filho diante de uma travessura e só por isso responder algum processo, ir preso.

  Você faz uma piada de “mau gosto” com gay e já é homofóbico?
  Gosto é gosto o que é sacrilégio para um religioso fanático não é para um ateu ou religioso mais liberal.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Veja essa outra piada:



  Alzheimer é uma doença terrível quem está passando ou já passou [algum familiar doente] por ela não deve ter encontrado motivos para rir.
  Vamos proibir piadas com qualquer tipo de doença!?

  O humor é um território livre, só assim ele existe, cerceá-lo é acabar com sua essência...perde a graça.

  A principal arma dos Liberais para questionar os costumes sempre foi a comédia agora temos essa forte aliada que é a Internet, isso me deixa muito esperançoso para ocorrência de um novo iluminismo.

    Eu já fui alvo de tantas piadas e sempre as aceitei bem, se for bem sacada eu rio.
  Por esses dias meu colega Alex olhou para mim e perguntou se eu conhecia o cabelo ladrão.
  Falei não.
  Ele disse que é igual ao meu se não está preso está armado.
  Eu ri porque tinha acabado de tirar o capacete, meu cabelo estava armado e perigoso ... espetando quem chegasse perto.
  No vestiário borrifo um pouco de água e dou uma ajeitada, mas no caminho do estacionamento até a empresa tenho que aceitar a gozação quando acontece.
  Com o tempo as pessoas acostumam e passa despercebido, meu colega Alex ainda não tinha visto.

  Uma coisa chata em andar de moto é molhar os pés quando chove.
  Cansado de ser pego desprevenido faz tempo decidi andar com bota de borracha, deixo um sapato no armário para trabalhar.
  Um colega falou alto e muita gente ouviu e riu.
  William e sua botinha da Xuxa!

  Eu tenho condições de comprar uma bota vistosa, mas a de borracha e tão prática e barata, não vejo graça em gastar dinheiro sem necessidade.
  Minha botinha da Xuxa tamanho 44 está bem gasta vai ser substituída por outra botinha da Xuxa...

  Como não sou afetado por piadas entrei em uma meditação profunda para tentar entender porque outras pessoas são.

  Identifiquei alguns motivos, mas ficaria tedioso explicar todos vou focar no principal.
  Aqui no abismo tudo pode enlouquecer até as virtudes.
  O amor próprio é uma virtude, mas em excesso traz graves consequências uma delas é a INTOLERÂNCIA.

  Você se ama tanto que não aceita críticas ou chistes, nada pode macular a imagem da sua santa e quase perfeita pessoa.

  Esse amor próprio se alastra a tal ponto que nem suas ideologias podem ser postas em dúvida ou criticadas.
  Você é um cristão fervoroso então piadas com Jesus devem ser proibidas para não ofender os cristãos.

  Você é muçulmano, quem faz piada com Maomé tem que morrer.

  Você é ruivo e ruivos são minoria no mundo, quase um tom de pele em extinção com tanta miscigenação, piadas que não enaltecem os ruivos devem ser proibidas.
  Pense 1 milhão de vezes antes de usar a palavra “ferrugem” perto de um ruivo, torça para que algo realmente esteja enferrujado.
  O mesmo serve para a palavra macaco perto de negros ou holocausto perto de judeus.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Vi no YouTube um debate entre Roberto Justus e Danilo Gentili foi mais ou menos assim:

Justus - Certa vez não fui ao seu programa porque você fez uma piada ofensiva aos judeus, minha avó entrou em um desses trens que levava as pessoas para câmara de gás.
  Você não pode fazer piada que ofende as pessoas.

Danilo- Toda piada ofende alguém a partir do momento que você ri de uma piada com loira ou português perde o direito de se indignar com qualquer tipo de piada.

Justus - É diferente, quando você faz uma piada chamando loira de burra eu sei que não é verdade, eu conheço loiras inteligentes.

Danilo - Eu sei que um negro não é macaco...
=========//=========

  Todos sabemos que genocídios não são engraçados, melhor fazer piada com eles que pratica-los.

 “Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que eles chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz”. [Danilo Gentili]

  O holocausto dos judeus aconteceu há tanto tempo, não dá para deixar essa ferida cicatrizar?
  Judeus não precisam gostar desse tipo de piada, também não podem se achar no direito de proibi-las.
 
   Senhoras e senhores, viver não é fácil.
  Tem pessoas que ficam deprimidas sempre procurando o lado trágico/nefasto das coisas.
  Outras vão vivendo procurando o lado bom/engraçado.

  Claro que não sou desprovido de amor próprio, apenas sou realista o suficiente para não me ver como alguém que deva ser idolatrado.
  Eu bater com o dedinho no pé da mesa é dolorido não dá para rir, mas se alguém ver e rir qual o problema?
  Vou ficar deprimido? Me sentir humilhado por um tropeço que pode ocorrer a qualquer um?
  Problemas, situações difíceis todos nós em algum momento passamos.
  As vezes nós rimos dos outros outras vezes riem da gente, mas se você prefere viver sério, deprimido, levando tudo a ferro e fogo... respeito sua decisão, tire as piadas de sua vida, mas não tenha a ilusão que vai conseguir tirar da vida de todos.
  Você fará um papel ridículo e claro que nos Liberais riremos de você.

 “Para expressar seu mau humor, você precisa movimentar 102 músculos da face; para sorrir, apenas 6. Exercite a lei do menor esforço.”

Você sabe contar?
Então clique aqui.



Anterior          <>        Próximo 

terça-feira, 21 de abril de 2015

Cães, Gatos e Noivas Jihadistas

   “Para o horror de seus pais e das autoridades britânicas, as meninas podem ter se tornado as mais recentes recrutas do grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) na Síria.
  Mais precisamente engrossado a fileira de "noivas jihadistas" - um contingente de jovens que se juntou aos radicais muçulmanos operando na Síria e no Iraque para servir de companheiras para os militantes.” [BBC]
 
  Percebo uma variação da Força fascinante, eu chamo de descendência de Ismael e descendência de Isaque.


  Isaque foi o filho de Abraão com Sara, dele veio toda descendência de Israel.
  Ismael foi o filho de Abraão com Agar, dele veio toda descendência dos povos islâmicos.

  Na história da humanidade me chamou a atenção que alguns povos sempre buscam a liberdade máxima que puderem conseguir parece que tem a democracia em seu DNA.
 Outros buscam independência como povo/nação, mas preferem viver em alguma ditadura ou monarquia de fato.
  Uma boa comparação seria cães e gatos.

  Gatos são livres por natureza eles podem até fazer o que você deseja, mas não recebem ordens, você sugere alguma coisa e talvez eles façam, se estiverem de acordo ou por motivo de força maior.

  Cães são diferentes eles precisam de um poder mais ditatorial, precisam de um líder, de uma ordem.
  Se você der treinamento de ataque a um cão basta dizer ataque que ele seguirá sua ordem cegamente.
  Tente fazer esse treinamento com um gato...

  Se você olhar para a história do povo inglês, por exemplo, verá que eles sempre foram muito independentes como os gatos, a democracia a liberdade individual parece estar em seu DNA.
   Por tradição os ingleses mantém a monarquia, entretanto qualquer coisa que a rainha diga é uma sugestão.

  Olhando para a história dos chineses veremos uma sociedade se organizando sempre em torno de um partidão ou líder supremo se assemelham mais aos cães.
  A liberdade como nação, a liberdade “coletiva” é importante, a liberdade como indivíduo nem tanto.

  Se você pensou que as frequências de Isaque ou Ismael estão diretamente relacionadas com biologia, geografia ou cultura...pensou errado.

  Eu trilhei esse plano de pensamento, mas ele não foi frutífero.
  “Espíritos” da frequência de Isaque ou Ismael podem nascer em qualquer lugar, em qualquer cultura, deve ser algo aleatório ou se alguma espiritualidade comanda isso nos mistura propositadamente com algum objetivo.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

  Se você é um Ismael e nasce em uma cultura/povo predominantemente de Isaque vai sempre se sentir deslocado.
  É um cão vivento em uma sociedade de gatos.

  O excesso de liberdade é um incomodo.

  Você tem que decidir várias coisas, se responsabilizar por seus atos.
  Uma moça da frequência de Ismael que nasce na Inglaterra sente falta de um poder maior que lhe diga exatamente o que fazer, alguém ou uma ideologia que lhe dê uma PROGRAMAÇÃO.

  Essa programação pode ser conseguida de várias formas as mais usadas são:

  Fanatismo ideológico/religioso – Uma doutrina e seu livro sagrado ou grande mestre lhe diz tudo que você deve fazer, o que deve pensar.

  Parceiro autoritário – Um homem possessivo e dominador que lhe diga o que fazer, alguém que para o bem cuide de você...infelizmente nem sempre o bem acontece.

  Claro que isso serve para os homens também.

  O que não falta é homem fanático religioso ou que tem uma companheira autoritária/dominadora.
  Tenho um bom texto sobre isso:

  “Há uma boa quantidade de homens “fracos” que precisam de mulher “forte” para lhes dar sustentação.
  Eu os chamo depreciativamente de “homens banana”, mas não levem essa depreciação até as últimas consequências.
  A dependência é uma característica de suas personalidades, é da NATUREZA deles e todos sabemos como é difícil alterar nossa natureza.”  [Homem Banana]


  No caso da garota jihadistas a última grande decisão que ela toma é se juntar aos de sua frequência o resto segue uma programação.
  Os caras dizem para onde ela deve ir, como ir, decidem com quem ela vai casar e a partir daí ela segue toda a PROGRAMAÇÃO do Corão [livro sagrado do Islamismo].
  Se o povo que ela decidiu se juntar tem uma interpretação mais suave do Corão ela terá alguma liberdade, mas muito menos do que teria na Inglaterra.
  No caso do Estado Islâmico a interpretação deles não é nada suave com relação as mulheres.
  A moça inglesa só poderá receber ordens do marido e seguir à risca o que prega o Islamismo sob risco de violência física, mas não se preocupe será o melhor dos mundos para ela.

  No entanto não seja radical, liberdade plena ou submissão plena não existem.
  Um gato é diferente de outro.
  Um cão é diferente de outro.
  De cão e gato todos nós temos um pouco.

  Uma coisa interessante é que quem é submisso nem sempre tem consciência disso.
  Uma mulher muçulmana pode se descrever como alguém muito livre.
  Um cão mesmo preso a uma coleira quando sai com seu dono para passear vai alegre balançando o rabinho.

  Aqui no Brasil muitas mulheres se acham livres e legalmente são.
  Mas a natureza delas busca um comando, pode ser um companheiro possessivo/autoritário ou uma comunidade.
  Se você observar algumas denominações religiosas cristãs não verá muita diferença daquele islamismo mais radical.
  A mulher não pode cortar o cabelo, usar maquiagem, dirigir cultos, usar calça... evidente que uma pessoa dessa é bastante submissa, mas vai alegre a igreja balançando o rabinho...

  Você vai dizer que a liberdade dela é poder sair disso quando ela quiser e é aí que sua frequência nos é revelada.
  Acompanhe o raciocínio.
  Dependendo da sociedade que uma muçulmana nasce sua desobediência pode gerar severas punições.
  Quero dizer que a muçulmana pode ser uma livre pensadora, mas a opressão é tanta que ela não tem como se libertar.
  Quando a pessoa tem liberdade e prefere a prisão...

  Algumas mulheres realmente não se interessam em usar calça, mas muitas só não usam porque a religião proíbe, se usarem serão mal vistas por sua comunidade, estarem inseridas nessa comunidade é extremamente importante para elas.

  A liberdade “coletiva” é importante a “individual” nem tanto.

  A situação das mulheres nos saltam mais aos olhos, no entanto a dos homens não é muito diferente.
  O crente tem que aceitar que o homem foi feito do barro e não se fala mais nisso.
  Aceitar que já nasceu em pecado.
  Aceitar que é justo o inocente pagar pelo pecador.
  Tudo, absolutamente tudo é para seu bem, Deus está sempre no comando de tudo.
  Eu poderia escrever uma Bíblia de dogmas que devem ser seguidos cegamente, sem pensar.

  É inegável que qualquer ideologia que deve ser seguida cegamente é como uma coleira com corrente curta que você coloca no pescoço.

  Você sabe que os cães aceitam bem a corrente os gatos são avessos a ela.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Se você prestou bastante atenção notou que eu destaquei as palavras objetivo e programação.
  Esse texto já estava escrito há alguns meses, mas quando eu decido publicar um texto “coincidências” acontecem amarrando melhor o conteúdo.
  Olha que questionamento interessante me apareceu no Face uns 3 dias atrás bem quando eu estava revisando o texto para publicar:

 “Ué, não seria mais eficiente se o comunicado (Vontade de Deus) fosse passado para todas as pessoas, objetivamente, sem depender da subjetividade,” [Comentarista no Face]
☼☼☼☼☼☼☼
  Depende do objetivo.
  Vamos falar de inteligência artificial.
  Uma coisa é eu programar um computador para determinada tarefa, outra coisa é ele decidir por contra própria e fazer especulações.
  A Bíblia é um programa, você faz essa vontade de Deus [esqueçamos as contradições] ou irá para o inferno eterno.
  Se você segue à risca esse programa podemos dizer que você tem uma inteligência própria/individualizada?
  Eu defendo que não.

  Se o objetivo é treinar/avaliar a qualidade da consciência/inteligência não vejo método mais eficiente que a subjetividade.

“Na casa de meu pai há varias moradas”.

  Indiano, chinês, coreano, inglês, japonês...vivem em culturas diferentes.
  Acho a Índia um país intragável, mas tem muita gente que admira seus gurus e a acham um exemplo para humanidade.
  Eu prefiro a Holanda.
  Objetivamente qual é o melhor país para viver?
  Depende do gosto/frequência de cada um.

  Em alguns testes para emprego é feita uma pregunta subjetiva.
  “O que você faria se ganhasse na loteria?”
  Não tem resposta certa, será analisado se você consegue transmitir bem suas ideias, se tem coerência.
  Se você quer doar tudo aos pobres e justifica bem isso... tudo bem.
  Se você quer torrar tudo porque a vida é breve...tudo bem.
  Qualquer coisa entre esses extremos desde que você amarre bem sua explicação pode ser aceito.
  Se seu entrevistador é um filantropo pode simpatizar com os mais caridosos.
  Se é uma empresa como a InBev altamente competitiva o indivíduo mais ambicioso pode ganhar pontos.

  Outro exemplo:
  Em uma economia tão diversificada qual a melhor profissão a seguir?
  Não tem uma resposta objetiva, os médicos atualmente estão com pleno emprego, mas você tem talento para medicina?
  Jogar bola ou cantar não levam a nada?
  Mas tem tanta gente rica com essas atividades, ganham mais que médicos.
  Além do mais dinheiro não é tudo se você é mais alegre cantando, fará isso mesmo que ganhe menos.

  Se Jesus descesse por entre as nuvens e dissesse fora do catolicismo não há salvação e desse provas cabais disso, realmente a maioria viraria católico.
  Isso seria uma programação.
  Mas e se o Universo for bem mais amplo que a doutrina católica?

   O objetivo de “Deus” é que você siga cegamente um programa ou que seja capaz de se adaptar a vários programas e mais importante, especular, criar novos programas?


Talvez a “salvação” seja a evolução de sua consciência.


  Cães em geral são muito mais violentos, sempre ouvimos falar de ataques de cães a pessoas, coisa que raramente vemos com gatos.

  CRIANÇA DE DOIS ANOS É INTERNADA EM ESTADO GRAVE APÓS ATAQUE DE CACHORRO [Globo]




Anterior          <>        Próximo 

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Ismael vs Isaque

“Em Isaque será chamada a tua descendência.
  Mas também do filho desta serva farei uma nação, porquanto é tua descendência.” [Deus]

  “E viu Sara que o filho de Agar, a egípcia, o qual tinha dado a Abraão, zombava.



  E disse a Abraão: Ponha fora esta serva e o seu filho; porque o filho desta serva não herdará com Isaque, meu filho.

  E pareceu esta palavra muito má aos olhos de Abraão, por causa de seu filho.

  Porém Deus disse a Abraão: Não te pareça mal aos teus olhos acerca do moço e acerca da tua serva; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz; porque em Isaque será chamada a tua descendência.
  Mas também do filho desta serva farei uma nação, porquanto é tua descendência.

  Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada, e tomou pão e um odre de água e os deu a Agar, pondo-os sobre o seu ombro; também lhe deu o menino e despediu-a; e ela partiu, andando errante no deserto de Berseba.
  E consumida a água do odre, lançou o menino debaixo de uma das árvores.
  E foi assentar-se em frente, afastando-se à distância de um tiro de arco; porque dizia: Que eu não veja morrer o menino.
  E assentou-se em frente, e levantou a sua voz, e chorou.
  E ouviu Deus a voz do menino, e bradou o anjo de Deus a Agar desde os céus, e disse-lhe: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino desde o lugar onde está.
  Ergue-te, levanta o menino e pega-lhe pela mão, porque dele farei uma grande nação.”  [Gênesis 21:9-18]


 Como o Estado Islâmico atrai mulheres ocidentais?
 
 “No mês passado duas mulheres foram indiciadas em Nova York acusadas de conspirar para usar uma "arma de destruição em massa".
  Elas alegaram ser "cidadãs do (autoproclamado) Estado Islâmico", apesar de nunca terem viajado para a região controlada pelo grupo extremista islâmico
  As razões alegadas por elas para não terem imigrado: eram velhas demais e uma já era casada.
  Essas preocupações com idade e estado civil não surpreendem.
  Fóruns de discussão na internet também indicam que a maioria das mulheres que viajam para se juntar ao 'Estado Islâmico' esperam se casar logo que chegam à Síria.
  O casamento com um combatente gera uma identidade forte, um senso de pertencimento a uma comunidade.
  45% da propaganda do Estado Islâmico se concentra em tarefas ligadas à consolidação de seu califado.
  Para mulheres que viajam à Síria e ao Iraque, os motivos pessoais têm um propósito mais amplo – seu dever é se tornar "mães fundadoras" desse novo Estado.”  [BBC]
 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
   Leia com atenção os dois textos acima porque a Filosofia hoje é pra lá de complexa, precisa ter muito conhecimento.

  As autoridades procuram soluções para esse problema das esposas jihadistas dentro da psicologia, mas a psicologia é uma ferramenta tão limitada que não tem nem uma boa teoria para apresentar em uma questão tão complexa.
  Filosoficamente eu tenho duas teorias, digamos, transcendentais.
  Para quem não está familiarizado com o blog... não perca seu tempo.
  Você precisa ter bom conhecimento sobre a teoria das frequências. 
   Algumas culturas orientais apresentam um plano de pensamento muito interessante chamado Yin/Yang.
   São lados opostos de uma mesma energia que estranhamente se completam possibilitando a existência da vida/movimento no universo.
   Quando você entende o conceito embarcado nessa teoria do Yin/Yang consegue ter uma vida muito mais serena/equilibrada.
  Vou tentar traduzir esse plano de pensamento para uma linguagem mais de acordo com nossa cultura.


  No filme Star Wars existe uma Força presente em todo Universo, no entanto ela se apresenta em duas frequências DIFERENTES.
  É importante que você não identifique essa “diferença” como bem e mal isso impossibilita seu entendimento da Força.
  Outra coisa importante é que essa “energia” está em tudo e em todos, mas alguns conseguem tirar mais proveito dela, tem mais SORTE ou DONS muito uteis.
  Digo que é um dom porque não é algo que você possa conquistar com treinamento ou esforço, é algum signo/sinal de nascença.
  E a sorte é no sentido que para alguns o “universo conspira a seu favor” o sucesso chega mais facilmente, as coisas vão dando certo... o que não quer dizer que tudo sempre dê certo.

  Humm...o filme Star Wars é muito complicado, você nunca prestou atenção direito?
  Vamos tentar a Matemática então...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
 
  O lado “positivo” da Força chamamos simplesmente de Força, como nos números Reais que quando não tem o sinal negativo na frente fica subentendido que é positivo.

  Lembra da matemática?
  1, 2, 3... são números positivos.
  -1, -2, -3... são números negativos.

  Para quem conhece matemática os números negativos seriam seu lado sombrio/escuro.
  Eles não são o bem ou o mal, sem eles o uso da matemática fica muito limitado.
  Algumas pessoas tem uma habilidade matemática incrível, é um dom, se você é uma pessoa “comum” igual eu, por mais que se esforce não vai conseguir resolver problemas matemáticos com a eficiência dessas mentes melhor dotadas.
  Mas claro, a capacidade de lidar com a matemática está em todos.
  As contas primarias básicas como adição e subtração é raro que alguém mentalmente saudável não consiga entender.
  Humm... a Matemática envolve conceitos frios, você quer mais emoção?
  Vamos usar a Bíblia...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Vou transformar o conceito Yin e Yang ou Força e seu lado sombrio em elementos que você conhece na Bíblia.
  Deus será nossa Força aquela energia que está por todo universo tão grande e infinita que ninguém conhece totalmente.
  Cristo representará nosso lado iluminado/positivo da Força e Lúcifer nosso lado sombrio/negativo.
  Jesus basicamente nos ensina a ter uma grande preocupação com nosso próximo é meio Tom Jobim quando cantou: “é impossível ser feliz sozinho”.
  Amai-vos uns aos outros.
  Na prática sabemos que esse amar a todos pode nos trazer grandes problemas.
  Sim, se todos nós nos amássemos ou pelo menos nos respeitássemos viveríamos um paraíso social o problema é que não temos como exigir isso das pessoas.
 
 A maioria não nasce com uma capacidade tão grande de amar a tudo e a todos.

 Alguém amar o filho do vizinho como ama o próprio filho é algo raro de vermos.
  Tem pais que na pratica nem gostam tanto dos próprios filhos, se gostassem planejariam melhor o nascimento.

 Fazer o bem sem olhar a quem é outra coisa que pode prejudicar sua vida.
  Pense em dinheiro, você é uma pessoa responsável com os gastos, vive sua vida satisfatoriamente, faz até alguma poupança, seu cunhado é um gastador inveterado que sempre está endividado.
  Por mais conselho que você dê ele sempre está endividado e lhe pede mais dinheiro emprestado sem se preocupar em pagar... tanto amor pode te levar a falência, sacrificar aquela poupança que lhe seria útil em um momento de dificuldade.

  Lúcifer basicamente nos CONVIDA ao egoísmo, o importante é você se dar bem sem e preocupar muito com o próximo.

  “Geralmente” você não deseja o mal de ninguém, mas a prioridade é que você se dê bem se alguém for prejudicado é aceitável.
 Quando você para em fila dupla ao buscar seu filho na escola sua mente não está exatamente querendo que os outros motoristas se fo%am, apenas quer o melhor para você e seu filho.
   Acredito que todos nós concordamos que quanto mais pessoas desrespeitam as leis de trânsito, mais ele fica complicado.
  Se você respeita as leis está sendo um bom Cristão se não respeita está sendo Satânico.

   Ser egoísta, pensar primeiro em você e sua família não é algo tão ruim quanto pode parecer.

 Já disse que se cada um cuidasse bem da própria família não haveria orfanatos, gente morando em área de risco...
  Vamos aproveitar o exemplo da fila dupla.
  Aquele motorista folgado prejudica diariamente você e seu filho, se sentindo lesado você o denúncia ao órgão de transito e exige uma providência e ela vem em forma de multa.
  Note que você não foi satânico parando também em fila dupla, mas também não foi um cristão “exemplar” que deveria perdoar 70 vezes 7 ou deixar tudo na mão de Deus.

  A ambição/egoísmo não é algo mau se você age de maneira leal, tenta se destacar por mérito, trabalho, esforço, dentro da lei, mas se para você os fins sempre justificam os meios nem que você tenha que trapacear, roubar ou matar... está no lado bem sombrio/satânico da Força.

  Observem como as frequências se entrelaçam, de Jesus e de Lucífer todos nós temos muito.

  Por vezes temos que frear nossa ambição/egoísmo em outras temos que frear nosso amor/compaixão.

  O equilíbrio, a serenidade é a própria ILUMINAÇÃO sugerida por Buda e alguns outros.
  Não se iluda, o perfeito equilíbrio é impossível, a perfeição não existe e aqui entra seu “livre arbítrio”.
  Eu optei pelo lado “Cristão” da Força e deixo o lado “Satânico” para os momentos de necessidade.
  Não se esqueçam que os Gedais eram da paz, mas estavam sempre com seus destrutivos sabres de luz.
  [Para os nerds: Sei que se escreve Jedi, mas eu gosto do som “gedai” e se eu escrever “Jedi” é assim que 90% das pessoas irão ler.]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Algo extremamente fascinante é outra variação da Força.
  Estado Máximo é seu lado sombrio.
  Estado mínimo é seu lado Iluminado.

  Os descendentes [da frequência] de Ismael gostam de um Estado máximo, um líder supremo, simpatizam muito com a ditadura de um exército, homem ou partido. [Historicamente China e Rússia entre outros.]

  Os descendentes de Isaque gostam da Democracia, alternância de poder, de um Estado o mínimo necessário. [Historicamente Judeus e Ingleses]

  O que acontece quando um espirito da frequência de Ismael nasce em um povo predominantemente da frequência de Isaque?

  Oras, esse espirito que pode estar no corpo de um homem ou mulher busca se juntar aos seus, aos da sua frequência.
  A Liberdade e Democracia de uma Inglaterra é incomoda para esse espirito que gosta mais de alguém que lhe diga exatamente o que fazer.
  Esse espirito se sente muito mais confortável em um Estado Islâmico ou Comunista onde te dizem até o que vestir.

  Como sou um Livre Pensador a Liberdade e a Democracia são essenciais para mim.
  Se eu vivesse na Rússia, na China, ou em algum desses Estados Islâmicos, meu sonho de consumo seria migrar para o “Ocidente”.
  Me juntar aos de minha frequência.
  Por isso o Liberalismo que eu chamo de lado Iluminado/Positivo é as trevas [Lado Sombrio/Negativo] para quem prefere uma intervenção militar ou partidos socialistas/bolivarianos no poder.
  O Brasil é um país com boa liberdade de imprensa, uma Democracia de razoável qualidade, mas sempre teve uma economia engessada por um Estado muito maior que o necessário.
  Aqui descendentes de Ismael e Isaque vivem atualmente em uma grande queda de braço.
  Claro que estou no time do Isaque, gosto da liberdade da mídia, quero regras mais transparentes na política como voto distrital, sou fã de carteirinha do liberalismo econômico.

  Se eu tivesse que sair do país iria para Holanda, Estados Unidos, Inglaterra, Canadá...gente da minha frequência.
  Estados islâmicos em geral e Rússia, China, Cuba...NEM PENSAR!

  O que fazer com um cidadão americano que quer porque quer embarcar para lutar na causa muçulmana?

  Sei que é triste para os familiares, tenho filhas, seria algo muito triste para mim.
 Como Liberal vou aconselhar a não ir, mas não posso impedir que alguém por livre vontade queira se juntar aos de sua frequência.
  Por outro lado defendo como justo que essas pessoas sejam impedidas de voltar ao país, não podemos desconsiderar a ameaça de terrorismo interno.
  Não defendo que seja impossível o retorno delas, mas que tenha uma análise rigorosa, na dúvida é melhor proibi-las de voltar ao Ocidente.
  Minha filha contra tudo e contra todos decide ser esposa de um extremista islâmico, a frequência que ela vibra fica bem clara para mim.
  Meu coração de pai gostaria de perdoa-la 70 vezes 7, gostaria que meu país a recebesse sempre de braços abertos.
  Mas eu “não paro em fila dupla”, não sou egoísta o suficiente para só pensar em minha família.
  Próximo a mim tem outras famílias e se minha filha se torna um risco para segurança do país é justo que a segurança de muitos fique acima do meu desejo de pai.

  Uma coisa interessante que difere “Isaque/Liberalismo” de “Ismael/Comunismo” é:

  No liberalismo você vive e deixa viver, o Comunismo é a opção de alguns povos, opção essa que deve ser respeitada.

  No Comunismo é viva e acabe com outras formas de vida, o Comunismo é a solução para o mundo e liberais devem ser destruídos, presos.

  No próximo texto veremos que se você é comunista não corre grande risco nascendo em um país Liberal, mas se é Liberal e nasce em um país Comunista dependendo de quanto fechado ele é você vai estar em péssimos lençóis.
  Um Blog como o meu é possível no Brasil, mas em uma Venezuela, Irã, China, Coréia do Norte... seria uma sentença de prisão ou morte.
  Imaginem eu questionando Maomé na Arábia Saudita como questiono Jesus aqui no Brasil.
  Imaginem eu criticando o Puttin como crítico o Lula.
  Imaginem eu criticando o Partido Comunista Chinês como crítico o PT.

  Muitas vezes nós não somos o que queremos ser, somos o que conseguimos ser.

  Se a liberdade o assusta tanto talvez a Democracia não lhe seja o melhor regime, seu desejo por um Estado que cuide de você e lhe diga o que fazer vai além da sua vontade.
  Você sempre vai buscar um salvador da pátria, alguma ideologia que o proteja até de você mesmo, você não está sozinho muitos, talvez a maioria seja igual a ti.

  Eu “funciono” em uma frequência oposta, vai além da minha vontade.
  Sou um homem livre, obedeço as leis, mas se não as acho eficientes tento muda-las.
  Cuido de mim, me responsabilizo por meus atos.
  Morro de pé para não viver de joelhos.
  Viver sem Liberdade não vale a pena.





Anterior          <>        Próximo