segunda-feira, 25 de abril de 2016

Segunda Guerra

  "Nós somos Socialistas, nós somos inimigos do sistema econômico Capitalista ... e nós estamos determinados a destruir esse sistema custe o que custar."
[Gregor Strasser – Importante membro do partido Nazista]




  Eu leio opiniões (no mínimo) muito estranhas a respeito da Segunda Guerra e seus principais personagens.
  Esse texto é um resumo geral das opiniões mais infundadas que já encontrei.
  Já começa com a aberração de muitos classificarem Hitler de Direita/Capitalista/Liberal.
  Hitler foi o Líder Supremo da Alemanha Nazista, o Estado controlava com mão de ferro tudo.
  Hitler permitia a existência da empresa privada, mas ai de você se não tivesse alinhado com o regime, era considerado um traidor da pátria e destituído de todos os seus bens.
  O Nazismo colocava um empresário amigo do regime em seu lugar.
  Totalitarismo é o oposto de Liberalismo.

  “Benito Mussoline criou o termo TOTALITARISMO.
  ‘Tudo dentro do Estado, nada contra o Estado, nada fora do Estado.’
  Se você quiser ser chamado de burro, ignorante por um Comunista é só dizer que Hitler na pratica era Comunista.
  Ele vai dizer que você é um idiota que confunde Nazismo com Marxismo.
  Nessa questão eu sou incrivelmente burro e ignorante.
   É que no Liberalismo o povo é dono do Estado e no Totalitarismo o Estado é dono do povo.”

  Se você tem a opinião que Hitler foi um representante da “direita” ... repense.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
A verdade é que a antiga URSS sob a liderança de Stalin derrotou sozinha a Poderosa Alemanha de Hitler. Ponto” [Comentarista no G+]
▬▬▬▬
  Não é a verdade histórica.
  Os aliados forçaram Hitler a gastar muitos recursos para manter sua posição na Europa.
  Lembrem-se que Hitler nunca conseguiu ocupar a Inglaterra.

  Se Hitler pudesse concentrar todo seu esforço contra Stalin provavelmente venceria.
  A única preocupação de Stalin era Hitler, Stalin pôde concentrar todos seus esforços em combater a invasão alemã.
  Stalin sabia que os recursos de Hitler lutando em vários frontes era finito, o forçava gastar munição matando russos “dispensáveis”.
  Quem venceu a Segunda Guerra inegavelmente foram os Aliados tendo como países principais USA, URSS e Inglaterra.
  No entanto se formos eleger o maior vencedor, foi o Estados Unidos.
  Guerra se faz com DINHEIRO.
  Se não fossem os recursos financeiros da América a Europa Ocidental teria sucumbido.
  Hitler saqueava os povos que conquistava e com esses recursos alimentava sua máquina de guerra.
  Se Estados Unidos não apoiassem financeiramente a Inglaterra ela teria sucumbido e seria saqueada.
  Hitler teria muito mais recursos que Stalin e um exército visivelmente mais eficiente.

  Se você tem a opinião que o principal pais responsável pela derrota do Nazismo foi a URSS e não os Estados Unidos ... repense.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  “Quem salvou a Europa foi a Rússia, eua666 só entrou pra rapinar.”
[Comentarista no G+]
▬▬▬▬▬▬▬▬
  Humm ... Hitler acabaria com Stalin se não fosse a resistência dos ingleses.
  Como Hitler não conseguiu dominar a Inglaterra foi obrigado a manter duas frentes de batalha.
  Os Russos tinham quantidade de soldados, mas lutavam muito mal.
  Stalin foi um sanguinário com seus soldados por isso morreram tantos.
  Os líderes soviéticos não se importavam em perder vidas, mandavam soldados em missões suicidas e quem não obedecesse a ordem era fuzilado como traidor da pátria.
  Morreram cerca de 10 milhões.
  A “estratégia” de Stalin era gastar munição do inimigo!!

  Vejam os números:

Inglaterra
Soldados mortos 383.700
Civis mortos 67.200
Total 450.900
Porcentagem de mortos 0,94%

Estados Unidos
Soldados mortos 416.800
Civis mortos   1.700
Total 418.500
Porcentagem de mortos 0,32%

URSS
Soldados mortos 10.922.000
Civis mortos 18.184.000
Total 24.000.000
Porcentagem de mortos 14,24%


  Por esses FATOS não resta dúvida que Stalin sozinho nunca foi páreo para Hitler.
  A URSS só resistiu porquê do outro lado do front Hitler era derrotado pelos aliados.

  Dizer que os Estados Unidos não foi decisivo nos rumos da segunda guerra é conto de carochinha dos Comunistas.

  Enquanto Stalin promovia uma verdadeira carnificina em seu povo os Estados Unidos preferiu desenvolver a Bomba Atômica.
  O Lançamento da Bomba Atômica foi crucial para que o Japão desistisse da guerra.

  Se você tem a opinião que Stalin foi um grande estrategista militar ... repense.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
“O socialismo estava bem consolidado (pós guerra e pós Stalin), nos anos 70/80 a URSS era potência econômica, não havia quase nenhum problema social, educação e saúde para TODOS sem discriminação, desemprego...” 
[Comentarista no G+]
▬▬▬▬
  Esse “paraíso na Terra” carece de fontes confiáveis.
  As notícias que vinham de trás da “cortina de ferro” eram todas controladas.

  Hoje com a Internet é difícil um país esconder sua real situação, sempre vaza alguma coisa.
 A Internet ficou mais abrangente no mundo a partir de 2000; a URSS já havia acabado há 1 década.
   A URSS gastava bastante nas forças armadas, tal qual faz a Coréia do Norte.
  Mesmo assim quando Reagan resolveu jogar pesado com o projeto Guerra nas Estrelas a economia da URSS abriu o bico.
   A Rússia sugava a economia dos países satélites, assim foi sobrevivendo até ter pouco para sugar.

  Eu admiro muito o povo alemão.
  Considero nossa experiência sobre Capitalismo e Comunismo tendo como ápice aquele povo.
  A diferença da qualidade de vida da Alemanha Ocidental em relação a Oriental foi gritante.
   Se os alemães não conseguiram fazer o Comunismo dar certo...

  Hoje em dia temos acesso fácil há um mundo de informações, você pode conhecer a 2ª Guerra pelos mais diferentes ângulos.
  Mudar nossas escolas é difícil porque nem ao menos se enxergam como Marxistas, mas você individualmente, não precisa pensar dentro dessa caixa, quando for protestar tenha CONHECIMENTO do que está defendendo e do que pretende colocar no lugar.
  O movimento Passe Livre na pratica luta pelo Totalitarismo.  
  Os meios de transporte totalmente nas mãos do Estado, o Estado Deus provedor de tudo.
  Sim porque se ônibus é algo tão essencial imagine água, luz, telefonia, Internet, cesta básica, mídia...vamos estatizar tudo, isso deu certo em algum lugar?
  A China é o tal paraíso na Terra?


  “Decifra-me ou te Devoro!”



“O sistema socialista acabará por substituir o sistema capitalista; essa é uma lei objetiva, independente da vontade do homem. Por muito que os reacionários tendem impedir o avanço da roda da história, tarde ou cedo a revolução se fará e conquistará inevitavelmente a vitória.” - Mao Tsé-Tung

“Comunismo não é amor, comunismo é um martelo com o qual se golpeia o inimigo” - Mao Tsé-Tung

“A bomba atômica é um tigre de papel que os reacionários americanos usam para assustar as pessoas.” - Mao Tsé-Tung

  “O poder nasce da ponta do cano de um fuzil.” - Mao Tsé-Tung

  “Para fazermos a revolução necessitamos um partido revolucionário. Sem um partido revolucionário, sem um partido fundado na teoria revolucionária marxista-leninista, é impossível dirigir a classe operária e as grandes massas do povo à vitória sobre o imperialismo e os seus lacaios.”
[Mao Tsé-Tung]


Anterior          <>        Próximo 

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Funcionário Superfaturado

   Se funcionários públicos não tivessem tantos benefícios e privilégios poderíamos contratar muito mais.

  “Se não aproveitarmos as experiências do passado para melhorar o presente...não esperemos um grande futuro.”


   “Um relatório de 2013 da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE, grupo que inclui as nações mais desenvolvidas do mundo) informa que o número de funcionários públicos no Brasil “é bastante limitado” em comparação com o dos países-membros da entidade, mas também que é “mais caro”.
  O problema, portanto, não está na quantidade de funcionários públicos, mas na qualidade deles – e dos serviços que prestam.” [Época]

►Falta professor, mas sobra chofer, assessor tem de sobra.

►Todos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) têm direito a motorista particular.
  Isso não ocorre na Suprema Corte dos Estados Unidos.
  Nos Tribunais de Justiça, nos Estados, a gastança se repete.
  Em São Paulo, há 311 motoristas à disposição dos juízes.

►Casos como esses reforçam a impressão de que há excesso de servidores públicos.
  Eles são ao todo 11,1 milhões. Um em cada dez brasileiros em idade de trabalhar está empregado em algum governo.
  Essa fatia é normal entre países emergentes e fica abaixo da usual entre países desenvolvidos.

►O governo brasileiro tem dificuldades para acomodar suas despesas dentro dos limites do orçamento e para contratar gente para algumas áreas com carência de pessoal.
  Por isso, assusta o número de contratações desnecessárias, que pesam sobre as contas públicas e sobre os ombros do contribuinte.

►Brasil gasta demais com funcionários públicos.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Uma colega estava indignada com a mudança que ocorreu no HC da Unicamp.

  O refeitório começou a fechar as 19 horas.
  Até algum tempo atrás ele permanecia aberto até as 19:30 e quem trabalhava no turno da tarde conseguia jantar.
  Minha colega estava ressentida de perder esse DIREITO.
  Ela quis saber o que eu achava, deixei claro que eu concordava com o novo horário.

  Primeiro entenda que sou funcionário público concursado e quanto mais direitos e benefícios melhor para mim.

  Um grande problema com meus textos é que os leitores não analisam o mérito da questão.
  Preferem simplesmente me taxar de idiota, sem noção, alienado... atualmente o que tenho lido muito é sobre minha “desonestidade intelectual”
  Nessa questão do funcionalismo público me chamavam de recalcado por não ter um cargo no Governo, por isso eu criticava tanto.

  Quando estou filosofando/meditando “tento” deixar de lado meus próprios interesses, acredito que alcanço alto índice de desapego, observo que minha “isenção” é bem maior que o da maioria.
  Então vem comigo, vamos olhar tecnicamente essa singela questão do refeitório, seja isento se for capaz...

  O turno da tarde inicia as 13 horas, se você chegar meio dia, meio dia e meio consegue almoçar.
  Veja bem.
  O funcionário pode almoçar em casa, mas prefere almoçar na empresa, ele tem esse “direito.”
  Eu almoço em casa, não dou mais esse gasto pra você contribuinte.
  Ganho o suficiente para me alimentar em casa e é o que faço.

  Na CLT não tem nenhuma lei dizendo que qualquer empresa é obrigada a dar almoço para o trabalhador antes do seu turno de trabalho, pelo menos eu não encontrei.
  Mas se você trabalha na Unicamp tem esse estranho direito.

  Até pouco tempo atrás o funcionário tinha o direito de almoçar e jantar, imagine o custo.
  Em uma empresa privada na mesma situação de 6 horas de trabalho ela só é obrigada a conceder 15 minutos para um lanche sem obrigação nenhuma de fornecer o lanche.
  Na Estatal você tem direito a almoço e “janta.” (Janta não mais)

  Minha colega disse que não era de graça, eles pagavam.

  Lhes garanto que é um valor quase simbólico.

Quem paga essa festança nas Estatais é VOCÊ.

  É interessante você entender como esse tipo de coisa acontece.
  O fator principal é sua alienação, trabalhador da iniciativa privada.
  Você acredita que o dinheiro do governo aparece por mágica, não consegue entender que a refeição que a Unicamp serve sai do seu bolso.

   “Fórum das Seis segue atuando para reajustar o percentual do ICMS repassado às universidades paulistas, congelado há quase 20 anos.”

  Quem paga o ICMS?
  Você, em cada compra que faz.
  Se você que dá o dinheiro não está nem aí com a utilização porque quem recebe iria estar!?

  Na Universidade os reitores são escolhidos por votos e referendados pelo Governador.
  Os votos tem diferentes pesos, mas cada voto é importante.

  Para ser eleito o candidato a reitor promete mundos e fundos, um promete mais benefícios que o outro.

  É bem possível que algum dos próximos candidatos a reitor prometa voltar a abrir o refeitório até ás 19:30 ...  tudo pelo voto.
  Os reitores da USP em busca de votos foram aumentando os salários de todos, concedendo benefícios, dando bônus de natal vultuosos.
  Claro que chega uma hora que não tem mais de onde tirar dinheiro.
  O atual reitor da Unicamp para ganhar votos prometeu “isonomia” com a USP. [Pagar os mesmos salários que a USP]
  Acontece que a entrada de dinheiro nas Universidades está diretamente ligada à arrecadação de impostos.
  A partir de 2013 a economia começou fazer água, mas o PT manteve uma boa maquiagem através de fraudes fiscais, no entanto até as maquiagens tem limite.
  Por mais maquiagem que você use não vai transformar uma mulher feia em uma Aline Riscado.



  Em resumo, se nem a USP tem dinheiro para pagar a festa dos salários a promessa de Isonomia na Unicamp ficou sem lastro.
  A solução dos sindicatos é querer que a sociedade aumente a porcentagem de impostos destinados as universidades.
  É, eles fazem a festa, mas como sempre quem paga é toda a sociedade.

  E aqui estamos em mais uma parte fascinante dessa meditação.

Cheguei à conclusão que sou contra a Democracia!!

  Me surpreendeu também, nunca pensei chegar nesse plano de pensamento.

A Democracia só é eficiente para eleger governos fora disso deve ser evitada.

  Esse pensamento é complexo, fiquei receoso de torna-lo público, entretanto já o revisei várias vezes não tenho argumentos para defender a Democracia em outros meios que não seja a eleição de políticos.

  Em uma empresa privada ou estatal não pode haver democracia as coisa ficam muito complicadas.

  A empresa deve ter um líder e ele ter a palavra final mesmo que não esteja de acordo com a maioria.
  No caso da empresa privada essa situação acontece e é mais simples, o dono é o líder e dele é a palavra final.
  Em empresas maiores há um conselho administrativo que em último caso pode escolher outro diretor presidente, mas enquanto ele for o presidente tem a palavra final.
  Porque isso é importante?
 
  Administrar empresas é antes de tudo uma Arte e nem todos tem o dom ou o conhecimento necessário.

  Pense no Manuel que administra muito bem a padaria perto da sua casa, se seu negócio é próspero podemos dizer que ele tem o dom.
  Mas e se o Manuel tivesse que comandar uma empresa grande como o Extra Supermercados?
  Provavelmente o Manuel não tem conhecimento para dar conta de uma empresa tão grande o jeito seria tentar adquirir muito conhecimento e rápido ou contratar técnicos.

  Por outro lado tem aquele cara que estudou em boa faculdade, fez MBA é um bom técnico, mas não tem jeito para tocar um negócio, não tem o dom, não tem a arte.
  [Por vezes falta “sorte”, mas não vamos complicar ainda mais esse texto.]

  De qualquer forma o sucesso de uma empresa depende muito do conhecimento e arte do seu líder.
  Se você pegar as grandes empresas verá que todas elas surgem de um empresário talentoso (ou sortudo).
  Não lembro de empresas democráticas que deram muito certo.
  Por um tempo as democráticas cooperativas parecia que seriam o futuro das empresas, mas poucas vingaram.

  “Em seus primórdios, no século XVIII, o cooperativismo pretendia constituir uma alternativa política e econômica ao capitalismo, eliminando o patrão e o intermediário, e concedendo ao trabalhador a propriedade de seus instrumentos de trabalho e a participação nos resultados de seu próprio desempenho.
   Reformadores sociais, socialistas utópicos ou socialistas cristãos como Robert Owen e Charles Fourier criaram cooperativas de produção.
  Louis Blanc fundou o que chamou de "oficinas sociais", ao agrupar artífices do mesmo ofício.”  [Wikipédia]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  A empresa não pode ser uma Democracia, mas seu líder deve ser o mais democrático possível.

  Já cansei de ir em reuniões onde o Líder já definiu tudo e só quer comunicar sua decisão.
  Um líder democrático faz reuniões para sentir a equipe, coletar informações/sugestões/opiniões/argumentos.
  A arte esta em tomar uma decisão depois de ouvir os subordinados.
  O que mais vemos é líder que toma uma decisão e depois tenta convencer os subordinados ou impõe sua decisão.
  Por isso no Brasil as empresas são mal administradas.
  As “soluções” são ineficientes porque são arquitetadas no “escritório”, na “burocracia” não levam em consideração o que o trabalhador na ponta do processo tem a dizer.

  Não, não estou falando que o trabalhador do escritório deva ser excluído do processo decisório ... não seja radical.
  É ótimo alguém de “fora” planejar tecnicamente um processo.
  Tipo um arquiteto que desenha a planta de uma pizzaria sem necessariamente saber fazer pizza.
  O que não pode é desconsiderar quem vai fazer a pizza.
  Algo que fica muito bonito no projeto técnico pode não ser eficiente na pratica.
  Uma cadeira que o arquiteto ache muito bonita pode não ser confortável para quem vai ficar cerca de 7 horas sentado nela.

  Sinceramente eu não imagino um Steve Jobs se limitando a teoria e a técnica.
  Dizem que Jobs não inventava nada, ele “roubava” ideias de seus colaboradores, o mesmo dizem de Thomas Edison e outros.
  Oras, observando, pesquisando, ouvindo ... eles contratavam pessoas talentosas, prestavam atenção em suas ideias, seus projetos.
  Democraticamente ouviam a todos, mas ditatorialmente tomavam decisões ... mas esse seria outro texto.

  “A ditadura não é um mal em si, ela depende da qualidade do Ditador”

Vou forçar o desligamento desse texto.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  O reitor deveria ser escolhido por um conselho administrativo.

  Conselho Administrativo é um corpo de membros eleitos ou designados, que conjuntamente supervisiona as atividades de uma empresa ou organização.

  Qual a vantagem do Conselho?
  Eu defendo que o Conselho deva ter de 10 a 20 membros.
  A grande vantagem é que nenhum pode prometer mundos e fundos porque nada depende só de um indivíduo.
  A Comunidade da Universidade votaria nos membros do Conselho, mas não no Reitor em si.
  Os membros do Conselho deveriam aceitar inspeção anual em seus rendimentos e aquisição de bens, nada “inexplicado” pode ser encontrado.
 
  Paralelo a isso a RESPONSABILIDADE FISCAL deve começar a ser uma pedra fundamental em nossa CULTURA.
  Essa Cultura de gastar a vontade e esperar que o dinheiro caia do céu ... tem que acabar.
  Isso serve para você pai ou mãe e serve para você administrador de qualquer empresa privada ou estatal.

  O Reitor que gastar mais do que permite o orçamento deve ser considerado CRIMINOSO.

  Um crime contra a ordem pública, sujeito a prisão.

  Sei que muitos estão alegres/satisfeitos com a queda de Dilma devido sua irresponsabilidade fiscal.
  Uma boa pergunta que você pode se fazer para realmente melhorar esse país é:

  Estou sendo responsável com meus gastos?

  Tem muita gente que deveria se impedir de si mesmo...



Viva o Impeachment!

  No novo tempo, apesar dos castigos
  Estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos
  Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
  No novo tempo, apesar dos perigos
  Da força mais bruta, da noite que assusta, estamos na luta
  Pra sobreviver, pra sobreviver, pra sobreviver
  Pra que nossa esperança seja mais que a vingança

  Seja sempre um caminho que se deixa de herança ♫♫♫♫

  Boa sorte a minhas filhas Aléxia, Ellen e a todos da nova geração.
  Que nós lhes deixemos um ótimo caminho de herança...
  
Anterior          <>        Próximo 

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Sobre Meditação

  "Em vez de relaxar, meditação pode provocar crises mentais."
     [BBC]

  Afirmam que meditação é eficaz no tratamento de doenças mentais, mas também pode beneficiar a qualquer pessoa, inclusive aquelas que estão bem.
  Afinal, sentar-se em silêncio e respirar não pode fazer mal. Será?
  Foi o que Suzanne (nome fictício), uma francesa de 20 anos, pensou.
  Há pouco mais de um ano, ela decidiu ir a um retiro de meditação em silêncio em Manchester, Reino Unido.
  O plano de meditação era bastante intenso: dez dias seguidos; estava proibido falar ou fazer contato visual com outras pessoas, inclusive quando terminavam as sessões diárias.
  Tudo estava bem até o sétimo dia, quando Suzanne teve um ataque de pânico.
  "Senti como se meu cérebro tivesse explodido", disse. "Senti como se estivesse completamente separada do meu próprio corpo."
  Foi buscar a ajuda de seus professores, que a aconselharam a continuar meditando.
  Ao fim do curso, voltou, com dificuldade, a França, onde, na casa de sua mãe, piorou.
  "Tentei seguir adiante com a minha vida, mas foi impossível. Não podia sair da cama, não conseguia comer.
  Estava tendo sintomas de terror e pânico.
  Tinha muito medo e tive 'despersonalização' - isso é, basicamente, quando você se olha no espelho e é incapaz de reconhecer-se- e 'desrealização', que é quando o mundo parece irreal."
  Suzanne deu entrada em um hospital psiquiátrico, onde deram a ela medicação antipsicótica.
  Um ano depois, ainda a toma.
  Disse que se sente muito melhor, mas '"ainda tem um longo caminho a seguir".
  "Nem boa nem má"
 O caso de Suzanne é extremo, mas não tão incomum como se poderia pensar.
  A BBC conversou com várias pessoas que aparentemente estavam em bom estado de saúde mental antes de provar a meditação, e que tiveram graves crises durante e depois de praticá-la.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Essa reportagem demonstra mais uma vez o que escrevo a exaustão:  A vida não é exata.

  A proposta do conhecer a si mesmo faz cada vez mais sentido.
  Se conhecer a ponto de saber no que não deve insistir.

  Não devemos obcecadamente meditar sobre questões existências se não nos sentimos confortáveis com isso.

  Eu vou nas profundezas do abismo porque faço isso desde que me conheço por gente talvez seja um dom ... ou uma maldição.
  Faz tempo que não tenho a ilusão que tamanha imersão é possível a todos.
  É evidente que conheço minhas incapacidades coisas que são fáceis para maioria das pessoas e eu tenho grande dificuldade não consigo passar de certo ponto, nem insisto.

  Vou ilustrar com um exemplo, o primeiro que me vem à mente.

  Todos acham a amizade uma coisa maravilhosa eu também, mas não sei porque é algo que não busco, não tenho necessidade de fazer amigos.
  Eu acho tão bonito aquele grupo de amigos que parecem mais que irmãos.
  Eu assistia Friends e achava aqueles relacionamentos algo encantador.
  Eu lia Sherlock e tinha inveja da sua amizade com Watson.
  A minha volta já observei grandes amizades.
  Na minha adolescência pensei que naturalmente surgiria um grupo de grandes amigos o qual eu me encaixaria, mas nunca surgiu.
  Pensei que iria ter pelo menos um amigo de fé um irmão camarada, mas nunca aconteceu.
  O problema não são as pessoas.
  A amizade exige um nível de entrega o qual tentei, mas não sou capaz.
  Pessoas vão passando por minha vida e tenho um enorme carinho por todas elas, mas sabe aquela vontade de desabafar com um amigo ... eu não tenho.
  Aquela vontade de ir à casa de alguém, eu não tenho.
  Aquela sensação de alguma coisa ser mais legal se um colega estiver junto, eu não tenho.
  Se eu e um colega queremos ver o mesmo filme sua companhia me é agradável.
  Ele ir só para me agradar ... sua companhia se torna desagradável.
  Eu não vou só para agrada-lo.
  Resumindo:
  Se eu tenho um interesse e o colega outro, cada um vai para seu lado.
  Sei que para você que é “normal” o que estou escrevendo é no mínimo muito estranho, mas eu sou assim.
  Não me apego aos colegas a ponto de a presença de qualquer um deles ser essencial para mim, pelo menos ainda não aconteceu.

  Se eu estabelecesse como meta fazer amigos, conhecer pessoas isso me provocaria crises mentais porque exigiria de mim algo que em minha essência não tenho para dar.

  Uma das últimas vezes que fui à casa de um colega [Havia um churrasco] ele sugeriu que o próximo encontro seria na minha casa.
  Eu disse a ele que não dava festas.
  Ele riu, pensou que fosse piada...
  Minha esposa fez alguns aniversários de minhas filhas no salão de festas, não tenho porque mentir, participei o mínimo possível.  
  Eu não tenho paciência para receber e nem dar atenção as pessoas.
  Preparar qualquer festa dá um trabalho danado, quando estou em casa só gosto de meditar.
  O cheiro prolongado de comida me é bastante desagradável.
  O som prolongado de pessoas conversando me é bastante desagradável.
  Na festa dos outros eu ficava por umas 2 horas e ia embora, festa em casa você tem que ficar do início ao fim ... é osso

  Mas quem não conhece pessoas que adoram dar festas?

  Uma meditação mínima que você pode fazer nesse texto é que não somos iguais.
  O seu PRAZER por mais intenso que seja, por mais que te satisfaça:
É o “seu” prazer, não o de todos.
  Ninguém é a medida de todas as coisas.

  Você que não me conhece pessoalmente pode me achar um cara infeliz, um tremendo chato.
  Quem convive comigo sabe que não sou tão desagradável, já me disseram que sou um “chato simpático”.
  Eu não acredito em felicidade então por coerência não me acho feliz.
  Me dizer infeliz ... não dá ... minha vida no geral é boa.
  Vivo bem, gosto de centenas de pessoas que estão e que já passaram pela minha vida.
  Tenho muitos colegas, sou querido por muitos, eu sinto isso.
  O que chateia as pessoas é esse meu desapego, essa falta de entrega que não permite que o coleguismo se torne uma grande amizade.
  Minha grande parceira na vida é minha esposa.
  Minhas “Friends” são minhas filhas.
  Não consigo ir além disso, não insisto.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  E aqui chegamos a meditação e porque ela não tem como ser um prazer de todos.

  A Filosofia Complexa exige um tipo de entrega que se você não consegue é melhor não insistir.
 
  "Tentei seguir adiante com a minha vida, mas foi impossível. Não podia sair da cama, não conseguia comer.
  Estava tendo sintomas de terror e pânico.
  Tinha muito medo e tive 'despersonalização' - isso é, basicamente, quando você se olha no espelho e é incapaz de reconhecer-se- e 'desrealização', que é quando o mundo parece irreal." [Suzane]

  Eu entendo profundamente o que a mulher da matéria diz.
  Por vezes tenho pânico de sair de casa.
  É muito difícil sair da cama.
  Acho um tédio ter que comer.
  Não reconheço minha voz e se eu visse algum clone meu na rua eu não reconheceria.
  Se estou em frente ao espelho sei que pela lógica sou eu, mas é tão estranho...
  O pânico de sair de casa vem de observar a falta de lógica lá fora, por vezes duvido da realidade ... isso está acontecendo mesmo!?  
  O mundo parece tão surreal ... muitas vezes por alguns segundos faço testes para saber se estou acordado.

  Essas sensações são intensificadas dependendo da meditação.
  Eu nunca sei bem para onde vai um texto e muitas vezes o resultado final é uma depressão profunda que pode durar 3, 4 dias.
  Se posso ficar em casa, gosto de ficar na cama, no escuro, mas isso é raro... sou pobre.
  Tenho que trabalhar então coloco minha máscara de “super homem” mesmo me sentindo um garoto de 5 anos que se perdeu da mãe e tudo se transforma em lagrimas, um rio interno de tédio, fraqueza, impotência diante da vida.
  Vou me arrastando porque sei que vai passar.
  Igual àquela gripe que nos derruba por alguns dias, mas a saúde sempre volta.

  Claro que tem o outro lado, por vezes o resultado final de um texto me faz rir por 3, 4 dias, gostaria que o resultado sempre fosse esse.
  Não vou colocar link para nenhum dos textos que me provocaram grande depressão, eu evito lê-los.
  Mas posso dar exemplo de um que me fez ri por dias: “Portinha da Felicidade.”
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Se a meditação pode ser tão “dramática” porque eu faço?
  Não sei, só sei que é assim.

  Quem bebe muito sabe que no outro dia pode ter uma enxaqueca terrível.
  Então porque bebe?
  Sei lá, o prazer de beber vale o risco de uma possível enxaqueca.

  Quem joga sabe que pode perder muito dinheiro.
  Porque joga?
  O prazer do jogo compensa a possível perda de dinheiro.

  Quem fuma sabe que aumenta bastante as chances de ter câncer de pulmão na velhice.
  Mas quando se é jovem a velhice parece algo tão distante e o cigarro proporciona tanto prazer, para quem gosta é evidente.

  Quem ama sabe que pode ter uma grande depressão ao não ser correspondido.
  Porque ama?
  Evitar o amor não é algo que esteja sob total controle.

  Eu tenho muito prazer em meditar e a filosofia vem meio que no automático, eu não tenho controle.
  Como no caso da bebida, do jogo, do cigarro, do amor ... quando a dor está sendo maior que o prazer é hora de buscar ajuda.
  Parar de beber, parar de jogar, parar de fumar, se afastar do amor que está te magoando.
  Se não dá para parar, pelo menos diminuir bastante a atitude é recomendável.

  A Filosofia ainda não está destruindo minha vida, eu tenho muito mais prazer que dor.
  Quando o pânico acontece não me prende em casa.
  Eu trabalho com muita eficiência.
  Não sou o melhor pai do mundo, mas sou um bom pai, alguém que minhas filhas podem contar.
  Meu casamento não é o melhor do mundo, mas é melhor que a maioria dos relacionamentos que conheço.
  Meu relacionamento com os vizinhos é extremamente cordial.

  Até porque essa coisa de “melhor do mundo” é muito subjetiva.
  Para um Cubano o melhor país é Cuba.
  Para um brasileiro é o Brasil.
  Para um chinês é a China.

  O que eu posso dizer para fechar esse texto?

“Meditar é preciso se entregar a meditação não.”


  Só faça isso se tiver prazer.


   Se não estou com vontade de dividir eu nem ofereço☻
   Um colega passou perto, me cumprimentou e eu estava comendo chocolate.
   Eu o cumprimentei e disse:

   “Não vou oferecer porque está muito gostoso, eu só tenho esse.”

     Ele riu, disse tudo bem, continuamos colegas.

  Um amigo pensaria primeiro no outro, deixaria de comer para atender ao outro ... eu não sou assim.
  Se um conhecido ou desconhecido estivesse passando fome não hesitaria em dar meu chocolate para ele, mas meu colega já está meio gordinho☻

  Sou um chato simpático com uma sinceridade detestável.
  Ou tenho uma sinceridade simpática com uma chatice detestável?
  Ser ou não ser ... haja meditação...


Anterior          <>        Próximo 

segunda-feira, 4 de abril de 2016

IRRELIGIOSOS

  “Em 2008, o pesquisador britânico Richard Lynn concluiu que países com alto QI são mais ateus.
  É o caso da população japonesa, que mantém a média 105 - uma das mais altas já registradas.”
  Japão:
  População127 milhões
  Ateus82 milhões = 65%
_________________________________________________
_________________________________________________
  Parei de assinar a Superinteressante porque ela tem uma tendência ao Ateísmo e Socialismo, duas correntes de pensamento as quais não tenho bons argumentos para defender.

  No futuro seremos a maioria ateus?

  Essa é a aposta, o sonho dos ateus, mas acho que irão quebrar a cara mais uma vez, vamos entender porque.
  Os ateus tem a ilusão que eles são os responsáveis pelo desenvolvimento de algumas nações, mas isso não confere eles são apenas subprodutos.
  Mas Socialistas e Ateus são hábeis na arte de sofismar.

 SofismaArgumento ou raciocínio concebido com o objetivo de produzir a ilusão da verdade, que, embora simule um acordo com as regras da lógica, apresenta, na realidade, uma estrutura interna inconsistente, incorreta e deliberadamente enganosa.

  Vejam como a religiosidade no Japão é tratada bem diferente na Wikipédia:

  “As maiores estimativas para o número de budistas e xintoístas no Japão são de 84-96% da população, representando um grande número de crentes em um sincretismo dessas duas religiões.
  No entanto, essas estimativas baseiam-se em pessoas com uma associação com um templo, ao invés do número de pessoas que realmente seguem a religião.
  O professor Robert Kisala da Universidade de Nanzan sugere que apenas 30% da população do país se identifique como pertencente a alguma religião.” [Wikipédia]

 Enquanto para Superinteressante 65% da população japonesa é de ateus, a Wikipédia praticamente não fala da existência de ateus no Japão.

 Qual publicação está mais próxima da verdade?

  Vamos sair um pouco do Japão, vamos explorar outros povos outras civilizações, audaciosamente indo onde poucas mentes vão...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Inglaterra e Estados Unidos são bons exemplos de estados laicos e democráticos.
  Não consta que ateus tenham contribuído significativamente com o progresso dessas nações.

  Será que no futuro Inglaterra e Estados Unidos terão ao menos 51% de pessoas “se declarando” ateias?
  Se declarar sem-religião não pode ser sofismado como se a pessoa se declarasse ateia.

  “Embora povos classificados como irreligiosos podem não seguir qualquer religião, nem todos necessariamente não acreditam no sobrenatural ou em deidades; assim como uma pessoa pode ser um teísta sem uma religião ou ser um não praticante.
  Em particular, aqueles que associam religiões organizadas com qualidades negativas, mas ainda mantêm crenças espirituais, poderiam ser descritos como irreligiosos.
  Atualmente [2007], 16% da população mundial (1,1 bilhão de pessoas)” [Wikipédia]

  As nações são constituídas de pessoas, as pessoas passam por certos estágios e as nações são reflexos desses estágios.
  Eu não sou a medida de todas as coisas, mas vou me expor como referência.

  Eu tenho um pensamento “plagiado” dos meus amigos mortos.

  SEM FILOSOFIA/CONHECIMENTO somos presas fáceis de dogmas, de fanatismos.

  POUCA FILOSOFIA/CONHECIMETO nos aproxima do determinismo dialético.

  MUITA FILOSOFIA/CONHECIMENTO nos faz perceber que ... há mais mistérios entre céu e a terra do que supunha nossa pouca filosofia.

  Sem conhecimento e com pouca meditação eu fiquei por muito tempo fortemente influenciado por dogmas, até coisas bobas como não deixar o sapato de cabeça para baixo que a mãe morre ou não quebrar espelhos porque isso provoca 7 anos de azar...

  Confesso que não tive uma fase de ateu, foram momentos.
  Como desde uns nove anos me interesso por filosofia, com 10 anos já tinha lido muito Sócrates.
  Só sei que na adolescência eu já tinha uma dose cavalar de Filosofia/Conhecimento eu saí quase que automaticamente da fase dogmática para a que tenta analisar com isenção os “mistérios”.

  Quando ocorre uma melhora econômica, democrática e educacional, mais pessoas se interessam por analises existenciais ... adquirem “pouca” filosofia e questionam dogmas.
  A princípio se revoltam por permanecerem cegas, se sentem enganadas por padres, pastores, líderes religiosos em geral.
  O ateísmo surge como opção.
  É como se depois de um longo relacionamento você fosse traído e colocasse fim em tudo jurando nunca mais se apaixonar ou ter um relacionamento sério.

  No entanto a maioria de nós acaba se envolvendo com outra pessoa.
  Da mesma forma ao nos desencantarmos com os livros sagrados queremos distância de tudo que um dia acreditamos ser "divino".
  Mas assim como nossos antepassados distantes perceberam "interferências"... nós percebemos interferências.

  Os povos desenvolvidos passam por um aumento dos questionamentos e consequentemente muitos se afastam de dogmas religiosos baseados em percepções de pessoas que viveram há milênios, no caso dos cristãos há uma decepção natural com os evangelhos e suas historinhas mal amarradas.
   Porém, em persistindo numa filosofia de melhor qualidade o futuro nos aponta uma população agnóstica que não pode ser confundia com ateia.

Cada um terá sua maneira de viver a "espiritualidade".

  Sempre haverá pessoas que gostam de rituais, de participar de uma comunidade.
  Um jeito de muitos vivenciarem a espiritualidade será frequentar igrejas tal qual acontece hoje, mas sem fanatismos.
  Vemos muito isso na igreja católica.
  O católico se sente bem ouvindo músicas sacras, o sermão do padre, os rituais de batismo, crisma, casamento, a reunião em comunidade para obras de caridade ou para arrecadar fundos para manutenção da igreja.
  Mas católicos não são fanáticos.
  Sexo antes do casamento, fazem.
  Carnaval, participam.
  Não se privam da bebida, apenas condenam o excesso.
  O Papa não aprova o uso de camisinha, mas os católicos que não concordam com a opinião do Papa ... usam camisinha.
  Enfim, o católico é um religioso Light.
  O Catolicismo teve sua fase infantil, de selvageria, seus críticos adoram falar do tempo das Cruzadas e da Inquisição, mas isso já foi há tanto tempo.

  O importante é que houve uma evolução, o Vaticano não tem mais exércitos e faz séculos que não queima ninguém na fogueira.

  Uma questão atual é a pedofilia.
  A igreja tem pago indenizações milionárias e parece que há um firme propósito de combater esse desvio moral de tantos padres.
  Confesso que depois desses escândalo eu esperava um esvaziamento maior da igreja católica, mas o fundo do poço não foi tão fundo assim.
  Com o movimento carismático acredito que a igreja se estabilizará e até voltará a crescer modestamente.
  Eu acredito que uma ótima decisão do Vaticano seria liberar os padres do celibato.
  Deveria fazer igual Paulo, recomendar o celibato, mas não torna-lo obrigatório.
  Não acredito que o atual Papa tenha tal força e coragem, quem sabe o próximo.
  Uma outra mudança interessante seria permitir que freiras comandassem missas e até fossem líderes em paróquias.
  Estatisticamente as mulheres são muito mais “crédulas” que os homens.

  Eu gosto da Igreja Católica, tenho um ótimo motivo para isso ... ela nos proporciona muitos feriados☻

  Os religiosos ainda serão maioria por muito tempo, os sem religião crescerão cada vez mais e aposto que serão maioria, já são em vários países.
  Os ateus ficarão com seus 10 até 15%, entre os ateus muitos serão “lights” ... sem esse fanatismo expresso atualmente em seus sites.
  É a lógica:

  Se a Religião perde importância o combate feroz a ela também perde.


  Quando você estiver em um site ateu e eles colocarem números altos com relação ao ateísmo ... tome cuidado!
  Entenda que mesmo em uma publicação com ares de “isenta” como a Superintessante [só um exemplo] o repórter ou o editor pode privilegiar seu ponto de vista pessoal.
  Eu parei de assinar a Super porque ela tende para o ateísmo e socialismo, duas correntes de pensamento que eu não simpatizo.
  Analisem comigo essa matéria:
▬▬▬//▬▬▬
  Qual é o país com mais ateus no mundo?

  É a Suécia. Lá, 85% da população não tem nenhuma crença ou não acredita em Deus.

  Esse foi o resultado da pesquisa Ateísmo: Taxas e Padrões Contemporâneos, do sociólogo norte-americano Phil Zuckerman. Segundo ele, os suecos aprendem sobre cada uma das religiões na escola e são livres para escolher seguir ou não uma delas.
  E isso se repete na maioria dos países com alto índice de ateísmo.
  Vale lembrar que o estudo engloba ateus, agnósticos e não-crentes em Deus e o ranking é baseado na porcentagem populacional de cada país.
  Enquanto os ateus negam a existência de Deus, os agnósticos garantem não ser possível provar a existência divina.



Suécia: 85%

População: 8,9 milhões
Ateus: 7,6 milhões
▬▬▬//▬▬▬
  Essa matéria é sofisma de péssima qualidade.
  A Thais Sant’ Ana [responsável pela matéria] faz uma pequena ressalva que o leitor mais apressado nem vê.
  Depois é uma exaltação escancarada ao ateísmo.
  Por conta própria ela taxa agnósticos e deístas de ateus.

  Escolhi essa matéria em especial porque ela serve de fonte para muitos defensores do ateísmo, mas esse tipo de matéria tendenciosa tem de monte na Internet.
  Sei, sei você vai falar que sites pró religião também existem aos montes.
  Acontece que nesse texto estou escrevendo sobre ateísmo.
  Se você colocar a palavra “Bíblia” no campo de pesquisa do Blog verá facilmente que eu critico duramente o fanatismo religioso.
  Dito isso entenda a diferença:

Agnósticos Entendem que as questões metafísicas ou religiosas não são possíveis de análise pela razão humana.
  O agnóstico não tem uma crença certa nem uma descrença certa em uma divindade, mantendo que não é possível resolver o problema(incognoscibilidade).

 [Não me declaro agnóstico porque minha aposta é que existe “espíritos” os quais eu considero “outras formas de vida”, se somos essencialmente espíritos ou se nunca seremos essa forma de vida ... é uma outra aposta... não sei.]

AteusNão creem na existência de qualquer deus.
  Ateus podem ser materialistas, isto é, não acreditam na existência de deus algum, nem da alma humana, nem qualquer outro tipo de coisa que não seja material, ou podem não acreditar na existência de deus(es) podendo eventualmente aceitar certas idéias imateriais como a alma humana.
  Ateísmo não é religião, mas algumas religiões como o jainismo e o budismo também não acreditam na existência de deus(es).

  [Não me declaro ateu porque eles acreditam que somos apenas uma máquina biológica, eu não nego essa possibilidade, mas não é minha principal aposta.]

Deístas Acreditam na existência de um ser superior (ou deus), e defendem que a existência de deus pode ser compreendida por intermédio da razão.
  Contudo, os deístas não seguem qualquer religião denominacional.  
  Para o deísta, as pessoas devem assumir a responsabilidade pelos seus atos, e procurarem a felicidade nesta vida terrena, ao invés de aceitarem os tormentos das injustiças sociais em procura de uma vida eterna de caráter duvidoso. Os conceitos de "inspiração" e "revelação divina" não são negados, mas o deísta dúvida se realmente a pessoa as recebeu.

[Não me declaro deísta porque não credito em um “Deus Pessoal”, acredito em Deus como um sistema]

  Eu me declaro um Livre Pensador, meu foco principal é o mesmo dos deístas:

  “As pessoas devem assumir a responsabilidade pelos seus atos, e procurarem a felicidade nesta vida terrena, ao invés de aceitarem os tormentos das injustiças sociais em procura de uma vida eterna de caráter duvidoso.”

  De onde viemos é mistério.
  Para onde vamos é mistério.
  O fato concreto é que estamos aqui.


  Essa lógica entra em sus mente?


▬▬▬//▬▬▬

 “(William) vá no Wikipédia de novo e procure budismo, achará uma filosofia de vida não teísta.
  Procure não teísta no Wikipédia e entenderá um pouco melhor a descrença em deuses característica do budismo praticada no Japão, mesmo sendo um ateísmo " fraco " ou agnosticismo, o teísmo é minoria.”
  [Comentarista no G+] 
▬▬▬▬
Os budistas acreditam que Buda reencarna.
O que pode reencarnar que não seja o “espirito”?

  A maioria das correntes budista tem a concepção de Karma como resgate de “vidas passadas”.

  QUAL ATEU “CLÁSSICO” DEFENDE ISSO?

  Os budistas na pratica tem a mesma concepção (aposta) que eu.
  Não existe um “Deus Pessoal”, um senhor de barba branca todo poderoso, criador de tudo, lançador de raios...

  Existe um sistema que podemos denominar de “deus” ou “universo”.

  Budistas são ateus light?

  Ateus que acreditam em “espíritos” que reencarnam!


Anterior          <>        Próximo