domingo, 4 de junho de 2017

Rei do Brasil

  Por eu ser um Livre Pensador não me encaixo bem em nenhum grupo.
  Entro em conflito ideológico com todos eles.

😞 Devido os esquerdistas (comunistas/marxistas/socialistas) dominarem nossa Cultura é o grupo que mais entro em conflito.


😞 Tem os direitistas (pregam ausência de estado ou estado bem mínimo).
  Sou de direita, mas defendo uma intervenção Estatal de até 25% ... não é um Estado “bem mínimo”.


😞 Tem os religiosos (das mais diversas crenças).
  Sou “espiritualista, mas não me prendo a nenhum dogma, não reconheço nenhum livro como “sagrado”.


😞 Tem os ateus, se me digo espiritualistas ... dispensa comentários.


😞 Tem os agnósticos, eles não se posicionam como ateus nem como espiritualistas, são “50% - 50%” por falta de dados concretos.
  Não sou agnóstico, já me posicionei como espiritualista, para base de comparação digamos que sou 80% espiritualista.

  Mas esse texto é para Monarquistas.


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
Eu sou Republicano.

  REPÚBLICA é uma forma de governo na qual o chefe do Estado é eleito pelo povo ou seus representantes, tendo a sua chefia uma duração limitada.

   A eleição do chefe de Estado, por regra chamado Presidente da República, é normalmente realizada através do voto livre e secreto.
  Dependendo do sistema de governo, o presidente da república pode ou não acumular o poder executivo permanecendo por quatro anos e ter a possibilidade de reeleição.

  Hoje em dia, o termo república refere-se a um sistema de governo cujo poder emana do povo, ao invés de outra origem, como a hereditariedade ou o direito divino.

  REPÚBLICA É A DESIGNAÇÃO DO REGIME QUE SE OPÕE À MONARQUIA.

  É comum vermos na Internet pessoas defendendo que a monarquia é a solução para os problemas da América Latina.
  Gostam de citar países desenvolvidos que não aderiram a república.
  O que não dizem é que na pratica esses países funcionam como repúblicas.

  Apenas por tradição decidiram manter uma família “real”.

  É difícil explicar uma tradição para quem não nasceu naquele contexto cultural.
  O que é a família real para os ingleses?
  Que poder de fato a rainha Elizabeth tem?
  Para brasileiros, americanos, alemães ... é difícil entender porque ingleses se apegam a essa tradição de acompanhar as “fofocas” sobre a família real.

  No Brasil se formos retomar a linha sucessória da nossa monarquia devemos olha para a família de Dom Pedro.
  Acontece que...

  A família Orleans e Bragança não me diz absolutamente nada.

  Duvido que a maioria dos brasileiros saiba o nome do “príncipe”.
(Eu não lembro, teria que usar um site de busca)
  Até essa família ter algum valor “moral” para nós precisará de muita propaganda, uma verdadeira lavagem cerebral por décadas.
  Sou um Livre Pensador, sou contra lavagem cerebral.
  Não aceito uma família ficar no poder por hereditariedade.

  Mas sou a favor da Monarquia parlamentarista, desde que o Rei seja eu. 😆
 
  Tem outra possibilidade que aceito.

  Quem poderia ter o poder por direito divino?

Jesus Cristo

  Nos meu debates com monarquistas não os vejo defender a monarquia absolutista [Aquela que o Rei tem plenos poderes]
  Eles defendem o Rei como um “símbolo moral”, o poder de fato estaria no parlamento eleito.
  Jesus é um ótimo símbolo moral.
  A maioria de nosso povo é evangélico ou católico, já reconhecem e se curvam diante do Rei Jesus.
  Seria apenas uma oficialização do que já ocorre em nossa Cultura.

  Mas e o Estado Laico?

  Jesus é um Rei sem poder de fato [pelo menos em nosso mundo material] é um símbolo moral como querem os monarquistas.
  Lembremos que o parlamento será eleito democraticamente, as leis não serão condicionadas a nenhuma religião ou livro sagrado ... o Estado Laico permanece.

 Como proceder em visitas oficiais?

  O Presidente eleito receberá os chefes de Estado sobre as bençãos de Jesus.
  Milhões de súditos nos mais diversos templos estarão orando para que Jesus oriente nosso Presidente.

  E os ateus?

  Nos países tão citados pelos monarquistas não sei de nenhum cuja a aprovação da monarquia seja de 100%.
  Os ateus são minoria e continuarão sendo, mas serão respeitados em sua “descrença”.

  E os Livre Pensadores?

  Não posso falar por todos, até porque esse é o grupo mais disperso.
  Eu não me oponho a termos Jesus Cristo como Rei do Brasil.
  Na pratica manteremos uma Republica Parlamentaristas/Presidencialista.
  Sou um humano pragmático.
  Se a maioria dos brasileiros sentem essa necessidade de um “símbolo moral”.

  SINCERAMENTE, analisando nossa tradição, usando a lógica/bom senso ...

Jesus Cristo seria um ótimo Rei.



Obs: Esse texto é sério, eu realmente PENSO isso, por mais louco ou idiota que você possa me achar.
  Por favor, o leia sem preconceitos, limpe sua mente, por instantes seja um Livre Pensador.
  NÃO, eu não tenho necessidade de “símbolos morais”, mas quem tem eu RESPEITO.

   Nada melhor para “símbolo moral” que um ser intangível.

  Mas se alguém me mostrar cientificamente que a família Orleans e Bragança é geneticamente muito melhor que outras famílias eu cedo a essa prova cientifica.

  Acreditar que um família hereditariamente tem uma elevação moral melhor que todos os outros é por si só intangível.

Intangível por intangível prefiro que os brasileiros adotem Jesus como Rei.


[Intangível: Que não apresenta características suficientes para ser percebido ou entendido; que tende a enganar a percepção ou o entendimento.]


  CORRUPÇÃO SEMPRE EXISTIU E DIFICILMENTE DEIXARÁ DE EXISTIR, A DIFERENÇA É QUE ALGUNS POVOS A COMBATEM COM EFICIÊNCIA, OUTROS NÃO.

  “No dia em que Dom João desembarcou no Rio de Janeiro, em 1808, ele recebeu “de presente” de um traficante de escravos a melhor casa da cidade, no mais belo terreno.
 Ceder a Quinta da Boa Vista à família real assegurou a Elias Antônio Lopes um status de “amigo do rei” e foi seu visto de entrada para os privilégios da Corte.”
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
 D. Pedro I mesmo nascido numa família real, mantinha negócios paralelos, alguns até mesquinhos que não combinavam com as altas responsabilidades da função de imperador.

  Na juventude, D. João VI o repreendeu ao descobrir que comprava cavalos comuns no Rio de Janeiro, marcava-os com o selo da Fazenda Real de Santa Cruz e os revendia por um preço muito maior para as pessoas que queriam ostentar proximidade com a corte.





Você brasileiro deve decidir que tipo de povo quer ser ...
--------------------------------------------------------------------