segunda-feira, 28 de julho de 2014

Conceitos e Convenções

  “A Matemática apresenta invenções tão sutis que poderão servir não só para satisfazer os curiosos como, também para auxiliar as artes e poupar trabalho aos homens.”
[Descartes]
 
  Um debatedor ficou horrorizado por eu usar o termo Filosofia Matemática.
  Disse que tudo que escrevo é lixo por eu tentar “orientar as pessoas” com algum conceito matemático.

  Vejam seu principal argumento:
________________________________
👨 “A matemática é a Lei que rege as "coisas" e a Lei Moral é a lei que rege "pessoas".
   Ambas as leis são exatas e não são intercambiáveis, de modo que não aplicamos uma moral para coisas e nem aplicamos a matemática a pessoas.
  O que isso significa é que quando se trata do direito dos homens, é absolutamente proibido a menor interferência da matemática.”
 [Comentarista no Face]
_________________________________
 
  Moral é a “lei que rege as pessoas”!?

  Qual o conceito mais aceito de moral?


  “MORAL é o conjunto de regras adquiridas através da cultura, da educação, da tradição e do cotidiano, e que orientam o comportamento humano dentro de uma sociedade.
   O termo tem origem no Latim “morales” cujo significado é “relativo aos costumes”.
[Significados.com.br]

  Vamos filosofar um pouco mais sobre conceitos.
  Para você que gosta do Livre Pensamento tome cuidado com armadilhas/manipulações em debates.
  O que define os conceitos são as CONVENÇÕES e/ou PROVAS EMPIRICAS.

  “CONVENÇÃO, acordo sobre determinada atividade, assunto etc., que obedece a entendimentos prévios e normas baseadas na experiência recíproca.
[Dicionario Google]

  Muitos pensadores ignoram as convenções (acordos sociais) só para fazer valer suas argumentações.
  É algo como mudar arbitrariamente as regras do jogo durante o jogo.
  No mundo dos pensamentos podemos criar qualquer coisa, mas transforma-las em realidade palpável no nosso mundo tridimensional nem sempre é fácil, por vezes é impossível.

  
  

  Exemplo:
  Você quer anular a força da gravidade para sair flutuando...é um belo pensamento.
  Mas se você anular a força da gravidade se desprenderá da Terra e escapará para o espaço, morrerá por falta de oxigênio ou por congelamento em pouco tempo.
  Deduzimos que seu pensamento está incompleto, mal estruturado, se você fizesse esse pedido a um ser magico e ele lhe concedesse seria o seu fim.
  Se seu pensamento se transformasse em realidade seria seu fim.
  O pedido/desejo certo seria controlar a força da gravidade e não simplesmente anula-la.
  Como não temos seres mágicos o caminho é nos dedicarmos a pesquisas cientificas, desenvolver alguma tecnologia que nos permita controlar a força da gravidade.
  Perceba que ter o pensamento de flutuar é fácil transformá-lo em realidade no mundo tridimensional não é?


  Vamos voltar para as convenções.

  Se cada um faz o que quer de acordo com o próprio pensamento/vontade fica mais fácil caminharmos para o caos e destruição que para qualquer outra coisa.

  Precisamos sintonizar/harmonizar nossas ações e pensamentos.
  Por isso adotamos convenções e elas devem ser respeitadas.

  O que é 1 metro?
  É uma convenção de medida aceita pela maior parte da humanidade.
  Há lugares que ainda usam polegadas, a comunicação fica mais difícil porque precisamos de uma tabela de conversão.

  Olhe para esse símbolo: “2”
  Começamos a chama-lo de “dois”, ele representa um par de qualquer coisa.
  Mas esse símbolo é uma abstração de alguém que outras pessoas decidiram aceitar para facilitar a comunicação.
  Em algarismos romanos o par de coisas é representado pelo símbolo “II”, no entanto os símbolos arábicos foram se mostrando mais eficientes.
  No idioma inglês falamos “two”.
  O interessante é que se a grafia e o som do 2 muda de acordo com o povo, sua aplicação matemática é estável.
  Na Itália, Brasil ou Inglaterra 2 se mantem representando um par de qualquer coisa.

  O símbolo 2 como representação de um par virou uma convenção humana mundial.

  Apesar do “2” ser uma convenção, ele é um conceito muito bem “materializado” em nosso mundo uma vez que todos aceitamos seu valor e sua posição matemática.

  Eu digo que 2 + 2 é igual a 4, e um pensador arbitrariamente decide não aceitar essa convenção!
  Que não vai se submeter ao sistema!

  Convencionamos que Moral é o conjunto de bons costumes aceitos por uma sociedade.
  Daí um pensador vem e arbitrariamente decide que Moral é uma lei!

  Imagine que você vai prestar o vestibular e a banca arbitrariamente muda os valores dos símbolos ...4 agora é 3 e 3 agora é 5.
  Ficará difícil você conseguir um bom resultado nessa avaliação.

  Em debates filosóficos é a mesma coisa, se não respeitamos as convenções o debate fica árido ligando nada a lugar nenhum, um grande tédio para o Livre Pensador

 👨 “O que isso significa é que quando se trata do direito dos homens, é absolutamente proibido a menor interferência da matemática.”

  Caraca, eu paguei 2 reais por um quilo de arroz, mas pesei o pacote e tinha apenas 900 gramas.
  Devo ignorar a matemática, ela não serve como prova de dolo!?
  O que são as multas e penas prisionais senão cálculos matemáticos?

 👨 “Moral é a lei que rege as pessoas.”

  Nossas leis podem ser baseadas em costumes, mas não necessariamente.
  Acredito que todos concordamos que o adultério em nossa sociedade é algo imoral, se você assumiu compromisso de fidelidade com uma pessoa deve respeitá-lo.
  No entanto não é ilegal.
  A moça não será presa por trair o companheiro.
  Em algumas culturas ela ser apedrejada pela traição é perfeitamente legal e defende a moral.
  Aqui no Brasil nada justifica uma mulher ser apedrejada é imoral e ilegal.

  Deduzimos que moral NÃO é uma “lei que rege as pessoas”.
  Moral são costumes considerados “bons” estabelecidos em uma sociedade.
  Tudo que fere esse “bom costume” é imoral.

  Nesse debate no Face o comentarista se mostrou simpatizante do Kardecismo, para ele a Moral é a que foi psicografada no Evangelho Segundo o Espiritismo, por isso ele a considera uma lei deixada por “espíritos superiores”.
  Quando a Doutrina Espirita for nossa Constituição pode até ser, mas espero que isso nunca aconteça... gosto do Estado Laico.

  “Um Estado secular ou Estado Laico é um conceito do secularismo onde o Estado é oficialmente neutro em relação às questões religiosas, não apoiando nem se opondo a nenhuma religião.” 


   

  O Kardecismo defende que tudo é ação e reação.
  Necessariamente “colhemos o que plantamos” ... será mesmo?
  [Repense]







Anterior          <>        Próximo

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Eletricidade e Filosofia

  “É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe.”
[Epíteto]

______________________________
👩 “Não acredito que hajam dois deuses iguais, um do bem e um do mal, pois se isso fosse possível, essas forças ter-se-iam anulado, e não existiria nada.
 [Comentarista no G+]
______________________________
 
  

  O pensamento linear é pouco útil na Filosofia Complexa.
  O indivíduo traça uma linha de raciocínio, coloca um ponto, tudo que está de um lado é o mal e do outro é o bem. 
      
  Vamos pensar em algo simples e conhecido como a eletricidade.

  Recebemos em nossa residência corrente alternada...energia “negativa” e “positiva”.
 [Quem é eletricista ... ignore os detalhes]

  A tomada tem 3 orifícios.

1 - Positivo
2 - Negativo
3 - Neutro

  Se energias iguais com polaridades diferentes se anulam, se através de 2 fios unirmos o polo positivo e negativo nada acontecerá, uma energia anulará a outra.

  Mas sabemos o que acontece.
  Ao tentar unir os dois fios na parte desencapada serão produzidas muitas faíscas.
  Se insistirmos os fios aquecerão até derreterem e pegar fogo.
  É uma “anulação” estranha!

  Lembremos que se colocarmos apenas o fio “negativo” em qualquer aparelho de certo ele não funcionará, o mesmo ocorrerá se colocarmos só o “positivo”.
  Logo, para a lâmpada acender, para o motor girar, para a tela produzir imagem, você precisa do positivo e negativo.

 Fica claro que esse clichê que duas energias opostas se anulam não corresponde à uma realidade observável.

  A vida não é exata, claro que há casos que se anulam, mas ISSO NÃO É O QUE MAIS ACONTECE.
  
  O que mais acontece em Filosofia é as pessoas pegarem o bonde andando e confundirem os conceitos.
  Em Filosofia discutimos tudo até os conceitos, mas devemos respeitar as convenções senão fica um samba do crioulo doido, algo que liga nada a lugar nenhum.

  “FORÇAS OPOSTAS SE ANULAM.”

 Esse conceito, essa dedução existe?

  “Em física, trabalho (normalmente representado por W, do inglês work, ou pela letra grega \tau) é uma medida da energia transferida pela aplicação de uma força ao longo de um deslocamento.
  A existência de uma força não é sinônimo de realização de trabalho.
  Para que tal aconteça, é necessário que haja deslocamento do ponto de ​​aplicação da força e que haja uma componente não nula da força na direção do deslocamento
  Portanto há duas condições para que uma força realize trabalho:

a) Que haja deslocamento;
b) Que haja força ou componente da força na direção do deslocamento.

  Esta definição é válida para qualquer tipo de força, independentemente da sua origem.” 


  Entendam que essa “convenção” que "energias" opostas se anulam NÃO EXISTE, porque não é observável.
  É só um clichê sem sentido, algo que acontece em algumas situações e as pessoas com pouco conhecimento acham bonito e generalizam.
  Para ser considerado trabalho, na Física, não basta você se esforçar você tem que conseguir.
  Se você pretende mover uma pedra por 10 metros e consegue seu intento, você realizou um trabalho.
  Se você aplicou força, mas não conseguiu... seu trabalho é nulo.

  Vou tentar facilitar ao máximo, escreverei algumas aberrações para você que não estudou física ou não se lembra mais possa acompanhar o raciocínio.
  Se você não conhece conceitos básicos de física...não dá para fazer milagre.

  Suponhamos que uma pedra para ser movida precise receber 10 kgf de força e você só disponha de 9 kgf.
  A pedra irá anular sua força até o limite de 10 kgf.
  A pedra só não vai deslocar você porque ela não está lhe aplicando nenhuma força, mas se ela rolar com uma força maior de 9 kgf você será deslocado ou esmagado.

  Força é o mesmo que energia?

  Força: Qualquer agente externo que modifica o movimento de um corpo livre ou causa deformação num corpo fixo.

  Energia é algo bem mais amplo, difícil de definir.
  Vamos dizer que é a capacidade de realizar um trabalho, produzir força ou transformar uma situação.

  Geralmente as pessoas associam a força a mecânica, ao contato de dois corpos um movendo o outro...se eu pego um objeto e o mudo de lugar eu exerço nele uma força mecânica.
  Com meus músculos fecho os dedos prendendo o objeto e o transporto para outro lugar.
  Para meus músculos exercerem essa força eles retiram energia de algum lugar, no caso do nosso corpo é da “queima da glicose”.

  Você consegue empurrar a pedra usando luz?
  Oras, a luz é uma modalidade de energia radiante, ela produz uma “força luminosa”, mas objetos sólidos como a pedra não são movidos com esse tipo de força.
  Você pode gastar muita energia iluminando a pedra com uma lâmpada de 200 watts se seu intento é move-la...não realizará nenhum trabalho.
  Se seu objetivo é iluminar o local então realizou um belo trabalho.

  Você consegue mover a pedra esquentando ela?
  O calor é o que chamamos vulgarmente de “energia térmica”.
  Se a pedra estiver em temperatura ambiente a “força térmica” que aplicarmos a ela irá ser absorvida, não será anulada.


  Diante do exposto deduzimos que a comentarista confunde conceitos, confunde força com energia.
  Essas falhas estruturais no entendimento dos conceitos desestrutura toda argumentação que você apoia sobre elas.

  Se juntarmos dois fios com polaridade elétricas contrarias elas não se anulam, entram em uma “guerra eterna” até que o meio que está forçando essa junção seja destruído.

  Outra opção é usar essa energia para realizar trabalhos...e é o que fazemos na maior parte do tempo, o curto circuito é algo que evitamos a todo custo.

  As interações de energia são muito complexas e variadas.
  Veja a energia luminosa.
  O verde é positivo e o vermelho é negativo!?

  

  Entendem agora que não dá para definir tudo entre bem e mal?

  Se você “opor” o verde ao vermelho aparecerá o amarelo que pode ser útil para alguma coisa e inútil para outra...depende da situação.

“Há males que vem para bem.”

  Verde e vermelho são energias luminosas em frequências diferentes, mas não dá para definir uma como positiva e a outra negativa, são essencialmente luz, mas com características diferentes que não chegam a ser “opostas”.
  Produzem até um filhote, o amarelo.

  Quem pensou em homem e mulher vibrando em frequências diferentes e tendo um filho...fez muito bem.
  Podemos dizer que homem e mulher em um ato sexual são energias “opostas” que não se anulam.
  Estou insistindo nisso porque será muito importante para você entender o próximo texto.

  “É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe.”

  Se você tem certeza que energias opostas se anulam ... não vai aprender nada que se apoie em um entendimento diferente.

  Se não limpa certos clichês de sua mente fica difícil avançar para uma Filosofia eficiente, de boa qualidade.

  O “negativo” da luz seria a escuridão, uma “energia escura”.

  Luz e escuridão se anulam?
  Em um plano de pensamento essa pergunta é ridícula, a escuridão não é uma energia/força.
  A escuridão é uma ausência de luz.

  Mas quando falamos em “energia escura” a conversa vai para outro plano.

  “Em cosmologia, a energia escura (ou energia negra) é uma forma hipotética de energia que estaria distribuída por todo espaço e tende a acelerar a expansão do Universo.
  A principal característica da energia escura é ter uma forte pressão negativa.”


  Vamos parando por aqui.
  Forças opostas se anulam?
  Depende do tipo de energia envolvida, depende da situação, depende da interação; quem lembrou da teoria da relatividade fez muito bem.

  Voltando a provocação “metafisica” do comentarista...

  “Deus e Lúcifer” são energias opostas que se anulam?

  “Deus e Lúcifer” são energias opostas que interagem?

    “Decifra-me ou te Devoro!”




 




  “Ser rebelde e contestador é fácil.
   O difícil é canalizar esta energia na criação de algo produtivo.
  [Hélder Sena]


  Inúmeros pensadores estão mais ocupados em criar “curto circuito” nas deduções que realizar um “trabalho” ... apresentar uma Filosofia que faça sentido e não tenha a única intenção de provocar um choque.

Anterior          <>        Próximo

sábado, 19 de julho de 2014

Valor Monetário e Salários

  “O que certamente nunca houve no Brasil foi um choque liberal.
   O liberalismo econômico assim como o capitalismo não fracassaram na América Latina.
   Apenas não deram o ar de sua graça.”
  [Roberto Campos]

  


  Sou um admirador de “mato”, essa vegetação que nasce em qualquer lugar.

  Ele nasce por entre o concreto, em trincas no asfalto, em terrenos rochosos ou arenosos.
  É encantador e até um pouco assustador a força vital dessas espécies.
  No entanto, apesar de toda sua importância para o ecossistema terrestre o mato é algo sem valor monetário por ser muito abundante.
  O mato não resiste a neve e nem a seca extrema, em algumas regiões ele é armazenado em forma de feno e na sua escassez passa a ser mais valorizado.

  Percebem o paradoxo da coisa?

  O mato, vegetação “selvagem”, é de extrema importância, serve de alimento aos animais herbívoros que alimentam os animais carnívoros.
  No entanto sua grande abundancia tira dele seu valor monetário, você até paga para alguém tirar o mato do seu quintal, do seu jardim.

  Algo muito importante pode ter baixo valor monetário?

  Sem oxigênio eu não vivo, mas nunca paguei nada para respirar.
  Em quadros clínicos graves podemos utilizar cilindros de oxigênio, esse tem um custo, mas em termos gerais oxigênio é essencial a nossa sobrevivência sem ter um valor monetário.

  Água é algo de suma importância?
  Claro que é.
  Mas se a conta domiciliar vem um pouco mais alta você reclama bastante.
  Oras, água é um liquido tão precioso que você deveria aceitar pagar muito por ela mesmo que seja abundante e fácil de ser encontrada.
  Hã, isso você não concorda?
  Você está certo.

  O que define o preço de um produto não é só sua importância ou essencialidade, mas a facilidade ou dificuldade em consegui-lo e quantas pessoas querem ou podem consumir esse produto.

  Isso foi uma introdução básica sobre a lei da Oferta e Demanda, mas esse texto é para ser mais audacioso.
  Essa lei se aplica a vida profissional?
  Eu defendo e observo que sim, vamos filosofar sobre isso.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Professores do ensino fundamental são importantes para nossa sociedade como ela é organizada?
  Sim, são.

  Devemos por conta dessa importância pagar salários vultuosos a eles?
  Humm...já vimos que não podemos definir o preço/valor de alguma coisa apenas por sua essencialidade.
  Eu me sinto capaz de lecionar qualquer matéria do ensino fundamental...menos inglês e português, não sou bom com idiomas.
  De certo há pessoas com habilidade em idiomas que cobririam essa minha deficiência.
  Com o livro do professor na mão eu ministraria fácil aulas de Geografia, História, Ciência, Matemática, Física...
  Sol, vales, capitais, propriedades químicas, números inteiros, fração, potenciação, força, trabalho...
  Enfim, são definições que nunca mudam, dois mais dois continuará sempre sendo quatro.
   Ilha continuará a ser uma porção de terra cercada de água por todos os lados.
  Depois de uns 3 anos dando aula de qualquer matéria nem do livro do professor eu precisaria mais.

 Não entendo muito bem essa cantilena de “ter que preparar cada aula”.
  Eu me acho em totais condições de alfabetizar crianças e de certo não sou o único, a maioria de nós que nos dedicarmos a isso somos capazes, encontramos uma abundância de pessoas com capacidade para alfabetizar.
  Ensinar criança o básico do conhecimento humano não é tão complexo quanto alguns fazem parecer.

  Por outro lado não me sinto capaz de fazer uma cirurgia, qualquer que seja ela, não me sinto capaz de projetar um automóvel ou construir um edifício, não me sinto capaz de ser eleito Governador nas próximas eleições.

  Isso é uma Filosofia Complexa e muito importante de ser entendida.

  Algo como água e oxigênio são de extrema importância sem com tudo alcançar um grande valor monetário.

  O professor do ensino fundamental é de extrema importância sem que isso signifique pagarmos salários astronômicos.

  Esse entendimento é muito importante quando pretendemos elevar os investimentos em educação sem definir direito quais as prioridades, se nos limitarmos a reformar escolas e pagar maiores salários aos professores...criará mais distorções do que acerto.
  Nossa falha é na metodologia de ensino e se essa mentalidade não mudar será só mais um desperdício do dinheiro dos impostos sem o retorno satisfatório.

  “Do norte ao sul do país falamos o mesmo idioma, o Português.
  Isso deveria ser uma grande vantagem competitiva nossa em relação a outros países que falam vários idiomas e dialetos.
  Preciso explicar porque? Vamos lá.
  Se você escrever ou falar a palavra “casa” ela será bem entendida do Rio Grande do Sul ao Amapá, deve ter gírias regionais, mas o Português reina absoluto no país inteiro isso facilita muito a comunicação, diminui os custos com traduções.
  Diminui os custos com ensino...bem deveria, mas não acontece.
  Porque temos várias cartilhas de alfabetização!?
  Poderia ser uma única distribuída para o país inteiro, mas cada Prefeitura ou Estado tem seu pedagogo de plantão querendo ensinar “cientificamente” diferente.”


  Por favor, eu peguei o profissional professor por ser um exemplo fácil, onipresente em nossa sociedade.
  Ninguém duvida da importância de um vendedor para uma loja ou de um balconista para uma lanchonete, são fundamentais para esse tipo de negócio, mas os salários tem a ver com oferta e demanda, esse texto tem mais a ver com reforçar em você conceitos básicos sobre Capitalismo/ Liberalismo Econômico.

  "Condenar os capitalistas, considerando-os inúteis para a sociedade, é revoltar-se irrefletidamente contra os próprios instrumentos do trabalho.” 
  [Henri Mirabeau]

  



Texto Complementar (outra profissão)





Anterior          <>        Próximo


domingo, 13 de julho de 2014

Mulher na Direção...do Culto?

   Quem segue a Bíblia ao pé da letra NÃO tem como defender mulher dirigindo culto.

  “A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição.
   Não permito que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio.
  Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.
  Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.
  Salvar-se-á, porém, dando à luz filhos, se permanecer com modéstia na fé, no amor e na santificação.”
 [1 Timóteo 2:11-15]

  “O teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.”
[Gênesis 3:16]

  


___________________________
👨 “Eu congrego em um Ministério da Assembleia de Deus em Minas; aqui em nosso meio as irmãs, que cooperam na obra de Deus, dirigem o culto.”
[Comentarista no G+]​​
___________________________ 

   “Em 1930, depois de calorosos debates na Convenção, foi declarado acerca do ministério feminino:
   As irmãs têm todo o direito de participar na obra evangélica, testificando de Jesus e a sua salvação, e também ensinando quando for necessário.
  Mas não se considera justo que uma mulher tenha função de pastor de uma igreja ou de ensinadora, salvo em casos excepcionais mencionados em Mateus 12:3-8 (em alusão ao princípio do estado de necessidade). 
  Isso deve acontecer somente quando não existam na igreja irmãos capacitados para pastorear ou ensinar”.
  Anos depois o ministério das mulheres foi novamente discutido em 1983 e 2001, os irmãos nacionais da missão rejeitaram a proposta de ordenação feminina.
   Muito diferente do ministério de Madureira, onde Deus tem abençoado as mulheres de forma gloriosa em seu ministério.”


  A Assembleia de Deus Nacional interpreta a Bíblia corretamente.

  Já o Ministério de Madureira dá uma ajeitadinha para atender seus interesse locais.

  Claro que há excelentes mulheres oradoras, elas atraem participantes e DIZIMOS.
  Hoje nem o Silas Malafaia ousa falar contra “pastoras” na Assembleia de Deus, mas de certo ele sabe que não é bíblico.

  A grande provocação desse texto é:

  Com que moral os evangélicos podem condenar imagens na igreja Católica se eles contra os preceitos Bíblicos aceitam mulheres como pastoras?

  A Bíblia [contraditória como é] atira para todos os lados, é possível fundamentar nela qualquer ideologia.
  Mas no geralzão NÃO é aconselhável idolatrar imagens, nem mulheres dirigirem culto.

  Como esperar que a Igreja Católica acabe com o culto a Maria que dá tanto lucro, traz tantos fiéis?

  Como esperar que os evangélicos ignorem excelentes oradoras femininas que trazem tantos dízimos, tantos fiéis?

  O ministério de mulheres só tende a crescer porque dá LUCRO.

   “A Igreja Universal do Reino de Deus em Moçambique, tem a primeira pastora moçambicana consagrada.
  Tratando-se de um ato que acontece pela primeira vez em Moçambique, a consagração foi testemunhada com júbilo, pois é considerada algo inédito na história desta congregação religiosa desde a data da sua fundação no nosso país em 1992.
  O bispo João Leite, líder espiritual e responsável pelo trabalho evangélico nesta bela pátria de heróis, esteve num encontro especial, no Cenáculo Maior (sede nacional), onde consagrou à pastora a dona Wanda Machungo.
  Nos últimos anos, a IURD em Moçambique tem ganhado maior número de almas na nossa sociedade para o reino dos céus, graças à maior manifestação do poder de Deus neste Ministério que é muito honrado por Deus e todas as vezes que um pastor (a) é consagrado (a), este Ministério se torna cada vez mais forte para estremecer o reino do diabo.

  Antes da realização da consagração, o bispo João fez questão de explicar aos presentes sobre a importância de se dar prioridade à voz de Deus.”


  Se alguém ainda tem dúvidas leia a matéria acima é só clicar no link.
  Para atrair fiéis vale quase tudo de trazer samba rock para o culto até ordenar mulheres.

  Por favor, não estou condenando a pratica de tornar os cultos mais interessantes, a Bíblia é um livro antigo NÃO deve ser levado ao pé da letra.

  Só estou mostrando que o objetivo das igrejas ao ungir pastoras é basicamente trazer mais adeptos e contribuições.
  Não esqueçamos que mulheres são cerca de 50% da população, é um mercado consumidor muito grande ... mulheres atraem homens até as casas noturnas sabem disso.
  😊
  Pensei algo engraçado.
  Se a maioria da população começar a aprovar homossexuais dirigindo culto, a Assembleia e a IURD irão dar um jeitinho de se virar ...de bruços...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
   “Segundo ficou acertado na convenção de 1930 da Assembleia de Deus, uma mulher só pode dirigir culto em situações excepcionais onde faltar homem para dirigi-lo.”

  Isso pode ocorrer em situações de guerra quando muitos homens são convocados.
  Em tempos de paz como ocorre hoje no Brasil "segundo a Bíblia" uma mulher NÃO deveria comandar cultos.

  Porque isso acontece inclusive na Assembleia de Deus, uma corrente evangélica mais tradicional?

  Suponhamos que você seja daqueles homens que não gostam que a esposa trabalhe fora de casa, no entanto sua esposa ocupa um cargo de gerencia e ganha 2 vezes mais que você.
  Se tu és um cara ciumento o dinheiro que ela ganha a mais vai lhe deixar ainda mais inseguro, sua vontade é que apesar da grana ela deixe de trabalhar e fique só cuidando de casa.
  Mas tem um fato complicador, estamos no Brasil e aqui as mulheres gozam de tanta liberdade quanto os homens.
  Não basta você querer que sua esposa deixe o emprego, ela tem que aceitar a sua vontade.
  Ela fará isso se for incrivelmente apaixonada ou tiver uma personalidade muito submissa.
  Humm...não é por essa brecha que quero flutuar vamos por outra que encurtará o texto.

  Você é um homem ciumento, possessivo, mas PRAGMÁTICO.

  “Ser pragmático é ser prático é ter objetivos definidos, é fugir do improviso.
  O pragmático se baseia na lógica, no conceito de que as ideias e atos só são verdadeiros se servirem para a solução imediata de seus problemas.
  O pragmatismo é uma doutrina filosófica que se baseia na verdade do valor prático.
  Uma pessoa pragmática é aquela que busca resolver seus problemas de maneira ágil, prática, que visa mais as soluções do que os obstáculos.”

  Quer que sua esposa fique em casa, no entanto você ganha 1500 e ela 3000.
  Por ano serão 36 mil que deixarão de entrar na sua casa, não é uma quantia para ser desprezada por quem ganha 1500 por mês, 18 mil por ano.
  Mesmo que ela ganhe igual a você... é dinheiro que deixa de entrar.

  Não pense que esse texto é ficção, a maioria dos homens que eu conheço gostaria que sua esposa trabalhasse só em casa, mas geralmente quando você conhece uma garota ela já trabalha e o dinheiro dela ajuda a custear o casamento, se com o casamento as dividas diminuíssem...mas só fazem aumentar ainda mais depois que vem os filhos.
  O dinheiro a mais que a mulher deixa de trazer faz muita diferença.
  Essa situação só muda se o sujeito ganha muito bem.
  Entretanto esse "ganhar bem" é muito relativo, 5 mil pode ser um bom salário para alguns e insuficiente para o padrão de vida [ambição] de outros.

  Se isso é um tanto complexo em se falando de homens, mulheres e casamentos... se relacionarmos com a igreja fica mais simples entender.

  Entre os fiéis uma mulher boa de oratória [cheia de fé] se destaca, ela atrai pessoas para igreja.
  Em uma igreja bem estabelecida como a Católica ou Batista o dogma fala mais alto.
  Mas nessas igrejas "independentes" que estão se estabelecendo a sobrevivência depende de atrair fiéis, de preferência que contribuam financeiramente.
  O pastor para se dedicar integralmente aos trabalhos da igreja precisa de algum rendimento, isso é mais do que justo e necessário.
  O pastor ou líder da Igreja, conhecedor da bíblia que é, preferia que um homem se destacasse, mas já que é uma mulher...que seja.

  Glória a Deus!





Anterior          <>        Próximo


terça-feira, 8 de julho de 2014

Música

"A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição.” 
[Aristóteles]

  No programa Provocações, Abujamra pergunta ao entrevistado.

  “Você chora diante da beleza?”

   Como se a pergunta fosse para mim, respondo sim.​​
   Por quê?
   Aí eu não sei dizer...é meio bobo não é mesmo?
   A música do texto anterior não fez grande sucesso, a maioria das pessoas não vê nada demais nela, mas na frequência em que vibro é algo "divino", um presente dos deuses para meu ouvido, para minha mente.

  Isso me faz pensar:

  Se uma mente lógica como a minha é influenciada tão fortemente pela música imagine mentes mais instintivas.

  É difícil encontrar um ritual religioso que em seu ponto alto não tenha música, mesmo só cantada ou ao som de tambores.
  Será que quando o religioso está se dizendo tocado por algum espirito é apenas emoção com alguma frequência de som?

  Será que quando o cristão [ou qualquer outro crente] está eufórico se dizendo tocado pelo Espirito Santo de Deus está apenas tomado pela frequência de um som, de uma música?

  Ou será que a música [assim como certos tipos de drogas] abre alguma brecha em nossa mente para que nos conectemos a alguma realidade paralela?

  "As pitonisas não faziam previsões sem estar sobre efeito de substancias tóxicas.
  Isto é fascinante por ser um padrão que se repete ao longo da história da humanidade.
  É muito difícil encontrar alguma tribo em algum lugar do planeta durante toda a história da humanidade que não tenha surgido a figura do pajé, do curandeiro.
  Em comum todos eles se utilizavam de substancias tóxicas, que provocavam alucinações.
  Até que ponto tudo que esses pajés viam era alucinação, fruto da imaginação deles em um cérebro desgovernado?" 

  As frequências/radiações são as músicas do Universo tocando das mais infinitas formas.

  Por vezes paro em um lugar agradável que não esteja muito frio ou muito calor, com muito barulho ou muito silêncio e sinto a frequência das pessoas, da vegetação, dos animais, das pedras, as frequências que vem do espaço e as que flutuam pelo ar.
  O que eu sinto?
  Não dá para explicar, é como se o Universo fosse uma grande orquestra sinfônica, a maioria dos músicos tocam de forma caótica, como se cada um tocasse uma música diferente, mas em meio a esse caos encontro ilhas de harmonia e me emociono diante de tanta beleza.

  “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” 
[João 1:1]



  Leitura restrita a mentes muito abertas e com grande conhecimento...
 

  As frequências/radiações são as músicas do Universo tocando das mais infinitas formas.
  Elas nos trazem som, imagem, luz, mutações ... alteram a matéria.
  Em uma meditação profunda eu entendi que o som/frequência pode alterar a matéria e até transubstancia-la, mas como fazer?
  Eu não tenho esse conhecimento, não tenho esse poder...algum dia tive, algum dia teremos?

Transubstanciaçãotransformação de uma substância em outra.

  “A substância que é formada por átomos de um único elemento químico (denomina-se elemento químico todos os átomos que possuem o mesmo número atômico (Z), ou seja, o mesmo número de prótons) é denominada substância simples.
  Uma substância composta por mais de um elemento químico, numa proporção determinada de átomos, é denominada substância composta.”

  A água é uma substancia formada por 2 átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio.
  Se aplicarmos corrente elétrica de uma certa maneira podemos tirar da agua os átomos de oxigênios sobrando apenas hidrogênio que é altamente explosivo.

  Entenda que tudo a nossa volta são “ligações/receitas atômicas”.
  Transformar agua em vinho é “impossível” se tivermos apenas agua.
  No entanto se tivermos uma boa quantidade de moléculas de vinho e conseguirmos replica-las ... olha a transubstanciação aí geeente!
  Isso pode ser feito através da aplicação de algum som/frequência?
  É a sensação que tenho, mas tudo isso é muito difuso em minha mente.
  Meu cérebro limitado ainda não consegue organizar de maneira inteligível esse pensamento.

  Existem sons que não podemos ouvir

   O ouvido humano possui um limite inferior e superior de frequências audíveis. Qualquer frequência sonora entre 20 Hz e 20.000 Hz pode ser percebida pelo aparelho auditivo humano.
  Os sons abaixo de 20 Hz não sensibilizam o ouvido e são denominados de infrassons.
   Frequências maiores que 20.000 Hz são altas demais para serem captadas pelo ouvido e são denominadas de ultrassons.

  O espectro sonoro é variável para os diversos seres vivos.
  Sendo assim, o que não é audível para um ser humano pode ser perfeitamente audível para outro ser vivo.
  Os cães, por exemplo, possuem seus limites de audibilidade entre 15 Hz a 50.000 Hz aproximadamente.

  O som é mais rápido nos sólidos

  As ondas sonoras são mecânicas, o que significa que precisam de um meio de propagação.
  A proximidade das moléculas que compõem o meio de propagação influencia a velocidade do som.
  Assim sendo, a velocidade do som é maior em materiais sólidos, pois nesse estado físico a proximidade entre as moléculas é máxima.

VSÓLIDOS > VLÍQUIDOS > VGASES

Velocidade do som no ferro ≈ 5000 m/s
Velocidade do som na água ≈ 1500 m/s
Velocidade do som no ar ≈ 340 m/s


  Entendeu que as ondas sonoras são mecânicas e só ouvimos uma fração mínima delas?
  Se potencializarmos isso com os tipos de radiações ... melhor encerrar o texto.

  É como se o Universo fosse uma grande orquestra sinfônica, a maioria dos músicos tocam de forma caótica, como se cada um tocasse uma música diferente, mas em meio a esse caos encontro ilhas de harmonia e me emociono diante de tanta beleza.



“Música, música
Irmã, imã, irmã
Feroz como a ira do Irã
Ou mansa como o último carinho
Quando já chega a manhã.”







Anterior          <>        Próximo

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Frequência Externa

  “Depois do silêncio, o que mais se aproxima de expressar o inexprimível é a música.” 
 [Aldous Huxley]

_________________________________
 Minha Esposa escreveu esse pensamento:

  "Perceber se uma coisa é certa ou errada não é julgamento, é discernimento.
  Julgamento é tentar definir os motivos que levam ao erro.
  Deixar de se posicionar quando acontece alguma coisa errada é omissão e desamor.
  Portanto, desejo ter sabedoria para discernir o certo do errado, desejo ter coragem para me posicionar pelo que é certo, mas sobretudo desejo fazer isso com amor.”

  Depois de me mandar esse pensamento, resolvi escrever, não sem relutar o seguinte:

  Vivemos uma crise dentro da igreja de Cristo.
  Baderneiros, irresponsáveis, desespiritualizados e mundanos tentam trazer o mundo para dentro do arraial do Senhor.
  Com seus gritos, pulos, luzes e danças querem impor a igreja de Deus que toda forma de adoração é válida; e que não devemos discordar disso sob pena de sermos execrados publicamente.

  Aqui quero me posicionar sobre esse assunto:
  DEUS NÃO ACEITA QUALQUER COISA COMO ADORAÇÃO.
  Servimos à um Deus Santo, Santíssimo e nós somos pecadores miseráveis.
  Eu o adoro com minha vida, com minhas escolhas, obedecendo suas orientações, amando minha família.
  Isso é a verdadeira adoração!

  A adoração a Deus nada tem a ver com música ROCK e suas variações.
  Sim, eu não concordo, não aceito e repudio a mundanização da igreja.
  Por incrível que pareça Satanás não está lutando contra a igreja, mas fundindo-se a ela.
  Seu objetivo é maculá-la, suja-la, contaminá-la.

  E nós? Nos calaremos? Silenciaremos?
  Omissão também é pecado.
  Paulo nunca se omitiu quando a igreja errava.
  Ele condenou práticas abusivas, corrigiu distorções, admoestou, questionou e completou seu ministério sob a proteção de Deus e não de homens.

  Por isso amigo, todas as vezes que você observar algo errado na igreja não tenha medo de falar, de escrever em redes sociais, de se posicionar pelo certo.
   Mesmo que você seja alvo de críticas, mesmo que o reputem por fariseu, por legalista, mesmo que o rotulem por conservador.
  Não importa. Defenda o certo até o fim! Sua coroa está reservada!

Com Carinho e preocupação,

__________________________________

  Rock não é música de Deus?
  Sei lá, todo tipo de música que fala de amor romântico...é de amor romântico.
  Se um rock fala do amor do incomparável Deus...então é de Deus.

  Tirando a letra, não sei como classificar se um “som” é de Deus ou de Lúcifer.

  Violão é de Deus, guitarra é de Lúcifer?
  Volume baixo é de Deus, volume alto é do Demo?
  Piano é de Deus, teclado é do Demo?

“Olho no céu e vejo
Uma nuvem branca
Que vai passando
Olho na terra e vejo
Uma multidão
Que vai caminhando

Como essa nuvem branca
Essa gente não sabe aonde vai
Quem poderá dizer o caminho certo
É você, meu Pai

Jesus Cristo, eu estou aqui!”


  Essa música é muito bonita, simples e bonita.
  Continuaria bela se o sujeito principal não fosse Jesus Cristo?
  Se você é Cristão acredito que não.
  "Só Deus/Jesus/Espirito Santo são dignos de todo louvor e toda glória".

  No entanto se você for islâmico e o sujeito principal for Alá a música permanecerá bonita.

  Podemos dizer que a música e a letra tem uma beleza intrínseca independente de quem é o sujeito principal?
  Nas minhas meditações eu deduzi que sim, a música é bonita por si só.
  Se você concorda com minha dedução...vamos audaciosamente onde nenhuma mente jamais esteve.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

Chorando você vem
E pede pra ficar
E diz que já chorou tanto
Que o seu pranto virou um rio rumo ao mar



 Imagine que cada mente vibre em uma determinada frequência, essa frequência não é imutável embora desde o nascimento traga características muito particulares.

  Essa frequência pode ser alterada internamente em algumas situações, adquirir conhecimento é uma delas, mas isso fica para outro dia.
  Hoje vou falar da alteração de frequência por forças externas.

  Imagine agora que seu humor está "neutro", você não está alegre, mas também não está triste.
  Precisa trabalhar e está empregado, conhece bem o serviço, não está com problema de saúde ou algum grave problema em casa.
  Você está neutro...vibrando na frequência que o caracteriza.
  Chegando no trabalho as pessoas estão alegres o ambiente é bom, essas frequências externas te contagiam, você fica numa boa também.
  O inverso é verdadeiro...no sentido de observável.
  Se você chega e o ambiente está tenso isso o afeta.

  Isso também acontece quando ouvimos música.
  Em frequência externa afeta nossos sentimentos.

  A música é um exemplo de frequência externa que nos afeta de maneira indescritível.

  Pode nos deixar tristes, alegres, bem dispostos, preguiçosos, com medo...
  Certo dia estava sozinho em casa, cliquei em um link com músicas de cinema, tinha uma lá de filme de terror, caraca, tinha efeitos como porta rangendo, gente gemendo...minha respiração alterou na hora, sai do site e coloquei músicas "alto astral".

 Músicas me deixam irritado se não gosto do tipo e sou obrigado a ouvir.
  Até gosto de algumas músicas do Chitãozinho e Xororó, mas música "sertaneja" no geral não vibram na minha frequência.
  Trabalhei perto de um colega que colocou um pendrive da dupla, tive que ouvir aquilo por quase 6 horas... se existe TPM masculina, aquele dia eu menstruei...se eu urinasse sangue acharia normal.

  Algumas coisas que sinto não escrevo porque sei que poucas pessoas sentem e sentimentos são difíceis de explicar, colocar no papel.
  Se estou escrevendo sobre música é porque sei que esses sentimentos em relação a elas é comum a maioria das pessoas.
  Sei que pelo menos 90% dos leitores entendem o que estou escrevendo, as frequências variam, mas os sentimentos são semelhantes.

  O indivíduo esta quieto na festa, de repente toca aquela música do seu agrado, ocorre a transformação, parece outra pessoa.
  Você está de boa no seu carro, até meio irritado com o transito, mas toca aquela música que faz seus olhos encherem de lágrimas.
  Alguma lembrança, a beleza da harmonia.

  Saí de uma reunião de trabalho, faltava algum tempo para começar meu expediente, sentei em um banco perto das arvores, comecei ouvir meu MP3 no modo aleatório.
  São tantas músicas que eu fico muito tempo sem ouvir algumas, gosto que seja assim para não enjoar da melodia.
  Terminou uma música animadinha, começou outra que acho maravilhosa.
  Meus olhos encheram de lágrimas e justo nesse momento duas colegas puxaram meu fone de ouvido, não deu nem tempo de disfarçar, fiquei estático, dei apenas um sorriso sem jeito.
  Ainda bem que elas foram educadas e não forçaram nenhuma barra como zombar de mim, simplesmente se afastaram.
  Talvez tenham imaginado alguma dor, alguma crise familiar, alguma paixão não correspondida...
  Porque eu estava tão emocionado deve ser um mistério para elas, deve ter rendido muitas especulações.
  Eu lhes digo que em minha mente não havia "nada".
  Entendam por "nada" o barulho dos textos gritando para serem escritos surgindo de meditações a todo instante.
  Naquele momento eu não estava observando nada a minha volta.
  Não, não é nenhum drama ficar com a mente cheia de planos de pensamentos organizando o caos, em algumas fases da minha vida foi bastante incomodo, mas me adaptei a isso.
  De qualquer forma ter a mente silenciada, mesmo por alguns instantes, é um grande alivio.
  Esse silencio acontece quando eu durmo ou quando estou diante de algo que “eu” acho de extrema beleza.

“Vem você agora pra me dizer que errou
Que era a mim que queria, mas não sabia
E agora chora de amor
Bem que eu queria ficar, mas você foi
E me senti como um rio cheio de mágoa
Que já não corre rumo ao mar

Foi triste quase fiquei louco de dor
No dia em que você foi
Me lembro, eu me lembro a tarde de sol
Você indo embora em frente
E eu ficando aqui só

Chorando você vem
E pede pra ficar
E diz que já chorou tanto
Que o seu pranto virou um rio rumo ao mar”

  Você já recebeu uma notícia horrível, que afeta muito negativamente sua vida em um dia lindo?
  O fim de um relacionamento, demissão, morte de alguém querido, grande prejuízo financeiro, doença...
  Uma dor insuportável em uma tarde de Sol...
  A letra nos dá um final feliz com a volta de pessoa amada.
  São tão gostosos momentos felizes.

  Na minha mente só havia a beleza dessa música, dessa interpretação, eu me emociono diante da beleza...

  To be continued...


   




  “A música exprime a mais alta Filosofia numa linguagem que a razão não compreende.”

 [Arthur Schopenhauer]

Anterior          <>        Próximo