sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Tiririca

  “Eu consigo calcular o movimento dos corpos celestiais, mas não a loucura das pessoas.”
[Isaac Newton]

   



  Você sabe quem são Herculano Passos, Marcio Alvino, Nilto Tatto, Alex Manente, Evandro Gussi?
  Não?
  Nem eu.
  Encontrei o nome deles na lista de Deputados Federais por São Paulo.
  De certo são conhecidos na região que conseguiram os votos, mas desconhecidos por 99,9% dos brasileiros.

  O anonimato tem seu lado ruim, se eles tiverem maiores pretensões políticas terão um trabalho árduo para se tornarem mais conhecidos, conseguirem votos além da região de origem. ​​

  O anonimato tem seu lado bom, NÃOserão reconhecidos em restaurantes, resorts, cruzeiros ... na companhia de mulheres que não sejam suas esposas.

  Você conhece o Tiririca?
  Eu conheço, com ou sem peruca.
  Acredito que 99% dos brasileiros o conhecem.
  Isso tem seu lado bom, ele está sempre na mídia, se tiver maiores pretensões políticas basta defender idéias que agradem muitos eleitores.
  Tem seu lado ruim, por ser muito conhecido sua privacidade fica comprometida.
  Olhe esse ocorrido em 1 de Abril de 2011:

  “Com apenas dois meses de mandato como deputado, Tiririca (PR-SP), eleito por São Paulo, já usou o dinheiro da Câmara num resort em Fortaleza, capital de seu Estado natal, que fica a 3 mil quilômetros de sua base eleitoral.
  Ele apresentou à Câmara em Março o pedido de reembolso de notas fiscais de R$ 660 de hospedagem e R$ 311 de alimentação no Porto d’ Aldeia Resort, hotel que fica em meio a dunas, com piscina e vista para o mar na capital cearense.”

   Fosse Tiririca um desconhecido isso passaria despercebido.
   Como é famoso os olhos de muitos estão sobre ele.

   Eu lhes deixo a provocação.

  Tiririca é realmente um parlamentar melhor que todos os outros ou não “apronta” por que (por ser famoso) sabe que tudo virá a luz com destaque na mídia?



   “Tiririca anunciou nesta quarta-feira, 6, que não vai disputar a reeleição em 2018 e disse que tem “vergonha” do que viu durante o seu mandato.  No discurso que fez, Tiririca afirmou também que era a primeira vez que subia na tribuna para falar em plenário.
  Não é o que diz o site da Câmara, no qual estão registradas outras quatro vezes em que o deputado discursou – três delas neste ano.”
[Veja]

  Seu discurso de “despedida” veio depois de ser levantado mais uma vez suspeitas sobre sua conduta.

  “O deputado federal Tiririca (PR-SP) pediu ressarcimento à Câmara de uma passagem aérea, emitida no dia 11 de agosto, que seria de volta a Brasília saindo de Ipatinga (MG), com parada em Belo Horizonte.
  O valor total é de R$2.746,52, como consta no site da Casa.
  De acordo com o repórter Gabriel Mascarenhas, da coluna Radar, na Veja, o passageiro foi o próprio Tiririca.
   No entanto, a passagem não tem fins políticos e coincide com a data do show "Tiririca Minha História", no Centro Cultural Teatro Usiminas, no dia 12 de agosto, às 20h.”

  Brasileiros têm como heróis estranhas figuras.
  O trabalho como Deputado de Tiririca e bom por quê!?

 “Dos projetos apresentados, nenhum foi aprovado.
  Entre eles, estão vários relacionados a sua profissão, como a proposta que cria o Diploma Amigo do Circo, a que reconhece as atividades circenses como manifestação cultural, outra que isenta artistas de circos de pagar pedágio, outra que dá isenção de imposto para veículos utilizados em atividades circenses e um que agrava a pena de crime cometido durante evento esportivo ou cultural.
 Também há projetos para criar programas de assistência social a trabalhadores circenses e que garantem vaga nas escolas públicas para filhos de artistas de circo.

   Seus projetos são em função da categoria circense, esse "grande motor da nossa economia" que emprega milhões de brasileiros...

  Tiririca pode defender a causa que quiser, só estou mostrando que as que ele escolheu são pouco relevantes e injustas, trata o profissional de circo como melhor que todos os outros.
  Só falta transformá-los em funcionários públicos...

  Com todas as investigações da Lava Jato temos causas urgentes para tratar, como endurecer as leis contra corrupção, diminuir a impunidade.

  Com rombo fiscal gigantesco precisamos adequar o tamanho da máquina pública, mas ... PARA TUDO!

  Importante mesmo é artista de circo não pagar pedágio, veículos usados pelo circo não pagarem impostos. 😩

   [Não quero alongar muito esse texto, vamos para os finalmentes.
   Ele nem estava em minha programação, não existia nem em rascunho.]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  É facílimo destacar coisas absurdas que acontecem em nosso Congresso Nacional.
  Há inúmeros privilégios que devem ser discutidos e readequados como auxílio moradia para quem não precisa e o número exagerado de assessores, entre tantos outros.

  Defendo até a redução do número de parlamentares em pelo menos 25%.

  Quanto a salários defendo que políticos devem ganhar bem, “eu” cortaria o “salário indireto” o excesso de mordomias.


  Dito isso...

  Não entendo a demonização do nosso Congresso!

   Muitos preferem uma abominável intervenção militar 😩


  Apesar dos pesares estou satisfeito com a atuação do nosso Congresso, talvez porque minha expectativa fosse bem baixa.

  Foram anos de fisiologismo escancarado isso não dá para mudar de um dia para outro.
  Até pela sobrevivência política o cidadão era meio que obrigado ao caixa 2.

  Quanto aos que realmente cometeram crimes terríveis ou que você eleitor tem essa sensação, NÃO vote nele, convença outros a não votar em corruptos ou com explicações pouco convincentes.

  Pessoas iguais Tiririca não tem cultura/conhecimento para debates por isso não entendem o trabalho parlamentar.

  É algo "pra lamentar."

  Coisas importantes tem estado em debate.

  “CCJ aprova PEC com eleições diretas em caso de vacância da Presidência.
  A proposta prevê eleições diretas para presidente e vice-presidente da República em caso de vacância desses cargos, exceto nos seis últimos meses do mandato.”

   Entendeu?
  Se essa lei for aprovada qualquer Presidente eleito de qualquer partido terá que respeitar muito bem as leis, a Constituição, fugir da corrupção igual o diabo foge da cruz.
  Se ele pisar na bola pode ser destituído da presidência com menos traumas do que ocorreu com Collor ou Dilma.
  Convoca-se outra eleição direta e seguimos adiante.

  Vamos apoiar, debater essa proposta no sentido de deixá-la o mais eficiente possível.

  Claro que não queremos trocar constantemente de presidente, isso não é bom.
  Oxalá passemos a escolher bons presidentes, que cumpram integralmente o mandato, impedimento nunca mais ... tenhamos essa esperança.

  Mas sem dúvida eleição direta prevista em lei em caso de impedimento do presidente (pode ser por morte ou doença grave) é mais um importante debate no nosso Congresso.

  Agora, se você é um “tiririca” na vida que demoniza política, debates, parlamento ... seu bom senso moréeeeuuuu!
  Abestado.

  


  Tiririca apoia Lula, diz que foi o melhor presidente que tivemos.



  Conheça a verdade, que a verdade o liberte:

“Os donos do capital incentivarão a classe trabalhadora a adquirir, cada vez mais, bens caros, casas e tecnologia, impulsionando cada vez mais ao caro endividamento, até que sua dívida se torne insuportável.” (1867)
 [Karl Marx]

  Lembrei de Lula dizendo que a solução é expandir o crédito para estimular o consumo.
 É o que ele pretende fazer se voltar a ser presidente.







sábado, 11 de novembro de 2017

Erros de Temer

  É comum eu encontrar pessoas com ódio de Temer, considero um sentimento exagerado sem razão de ser.

  Petistas acusam Temer de golpista.
  Não o identifico como protagonista do processo de impedimento, Eduardo Cunha teve muito mais importância que ele.

  O que mais pesou contra Dilma foi o estelionato eleitoral.
  Se elegeu dizendo que tudo estava bem e a realidade econômica logo apareceu para todos.
  Assim que ganhou as eleições confiscou o PIS.

  A Presidência caiu no colo de Temer, é o ápice de sua carreira política porque recusaria?

  Esse texto é para apontar os erros de Michel Temer ou pelo menos dizer o que “eu” teria feito no lugar dele.

1 - Com a necessidade de apoio no Congresso eu também distribuiria cargos para os diversos partidos, porém principalmente no caso dos ministérios não me cercaria de gente tão enrolada na Lava Jato.
  Temer deve conhecer como poucos todas as maracutaias no Congresso e seus pares mais “viciados em corrupção”.
  O indivíduo assume um ministério ganha poder para corromper e holofotes para ser investigado é o caso do Geddel.


2 - Quando Temer se propôs a diminuir drasticamente o número de ministérios muitos apoiaram, sua popularidade de certo aumentaria, entretanto aos poucos foi mudando muito a proposta original.

  “Quando assumiu interinamente a Presidência, Michel Temer prometeu que, caso viesse a ocupar o cargo de maneira efetiva, começaria cortando ao menos dez ministérios como forma de enxugar a máquina pública.
  Uma vez empossado oficialmente no cargo o corte diminuiu para apenas seis pastas.
  Agora, com a criação de mais dois novos ministérios, ele chega perto do número de pastas de sua antecessora, com 28 ministérios contra os 32 de Dilma Rousseff.
  Temer assinou uma medida provisória (02/02/2017) criando o Ministério dos Direitos Humanos, que será comandado pela desembargadora aposentada Luislinda Valois.
  Ela exercia o cargo de secretária de Promoção da Igualdade Racial, estrutura subordinada ao Ministério da Justiça."

  Lembram do Ministério da Cultura?
  Temer tinha o transformado em uma secretaria subordinada ao Ministério da Educação, boa medida, coerente, racional.
  Voltou atrás, cedeu à pressão de artistas loucos pelas benesses do Governo/Impostos.

  Quem quer agradar todo mundo acaba não agradando ninguém.

  As pessoas racionais coerentes antipatizaram com Temer por ele ter voltado atrás.
  Os artistas continuaram antipáticos a Temer por boa parte deles serem petistas e o verem como golpista.
  Michel Temer, no caso dos Ministérios, conseguiu a proeza de desagradar gregos e troianos (petistas e não petistas) ... incrível!
 

3 - Temer teve a chance de indicar um ministro do Supremo.
  No lugar dele eu teria indicado Sérgio Moro.

  Olhando pelo lado “maquiavélico” seria o mais lógico a fazer.
  Quer que eu explique?

  Moro sairia de Curitiba, teoricamente a Lava Jato ficaria enfraquecida em sua base.
  Na pior das hipóteses, para o grupo de Temer, nada mudaria.
  Dificilmente assumiria em Curitiba um juiz mais eficiente que Moro, no máximo seria igual.

  Para a população em geral (com sua visão curta) a indicação de Moro seria um comprometimento de Temer com a continuidade da Lava Jato reconhecendo seu principal personagem.
  De certo Michel Temer ganharia prestígio.

  Sérgio Moro no Supremo não seria um tiro no pé do grupo de Temer.
  Lembremos que ele é só um voto, tem outros 10 ministros.
  Inclusive, por motivos óbvios, ele estaria impedido de atuar em casos especificos da Lava Jato.

  Outra coisa que poucos enxergam...

  O cidadão precisa puxar muito o saco de políticos até ser declarado ministro do STF.
  Depois ele fica intocável, isso lhe dá muita independência.

  Veja o caso de Joaquim Barbosa.
  Foi indicado por Lula, mas não se sujeitou as vontades do ex-presidente.

  Alexandre de Morais será um aliado do grupo Temer no STF?

  Acho muito difícil, aqui “de fora” ele me parece mais ligado a Geraldo Alckmin.
  Mas como disse, Alexandre agora só responde a ele mesmo e "esperemos" ... a Constituição.

4 -  Temer não satisfeito com todos esses erros estratégicos resolveu se superar.
       Recebeu Joesley na surdina e o resto é ... Janot.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Hoje, qual deveria ser a estratégia de Temer?

  No lugar dele eu não esquentaria em demasia minha cabeça com a reforma da Previdência, Política ou Fiscal.

  Claro que continuaria me empenhando nessas reformas.
 (Não sejam radicais)

  Se não é pra Governar seria preferível ter renunciado.

  Temer já é aposentado, tem bom patrimônio, com sua idade avançada ... não deve ter grandes planos para o futuro.
  (EU não tenho grandes planos para o futuro.)

  Sua esposa e filhos estão garantidos financeiramente.
  Temer não é candidato a nada em 2018.
  A Previdência não vai estourar antes do próximo Presidente assumir.
  Para Temer está tranquilo favorável, é curtir o poder por mais 1 ano e passar o abacaxi.

  Quem tem que se preocupar com alguma reforma na Previdência são os com chances de serem eleitos no próximo Governo.

  Principalmente prefeitos, governadores e partidos que os apoiam.

  Outros que precisam se preocupar são os que tem até 20 anos no mercado de trabalho ou ainda nem entraram.

  No ritmo que está é daqui uns 10 anos que a Previdência ficará impagável.

  Toda mídia caiu em cima de Temer quando ele disse que:

  Não reformar a Previdência é uma derrota do Brasil não do Governo.

 No entanto é a mais pura verdade ... sejam bem vindos a realidade.

  



 
  Meu conselho para quem for se aposentar só depois dos 65 e óbvio.
  Tem pessoas que gostam muito do que fazem, trabalhar é um grande prazer para elas … sorte delas
  Para você que não teve essa sorte…

  Não faça muita hora extra, evite empregos que te consumam muito tempo.
  Tire férias de 30 dias.
  Curta a vida a cada dia.
  Se gosta de dormir, durma.
  Gosta de música ouça, cante, dance.
  Gosta de comer coisas gostosas coma.
  Gosta de viajar, viaje.

  Quem deixa de aproveitar bons momentos na juventude em nome de curtir a vida na velhice faz uma aposta de altíssimo risco.




____
  No lugar de Michel Temer eu não esquentaria em demasia minha cabeça com a reforma da Previdência, Política ou Fiscal.
 .
  CLARO QUE CONTINUARIA ME EMPENHANDO NESSAS REFORMAS.
 (Não sejam radicais)
 .
  Se não é pra Governar seria preferível ter renunciado.
 .
  Temer já é aposentado, tem bom patrimônio, com sua idade avançada ... não deve ter grandes planos para o futuro.
  (EU não tenho grandes planos para o futuro.)
 .
  Sua esposa e filhos estão garantidos financeiramente.
  Temer não é candidato a nada em 2018.
  A Previdência não vai estourar antes do próximo presidente assumir.
  Para Temer está tranquilo favorável, é curtir o poder por mais 1 ano e passar o abacaxi.
 .
  QUEM TEM QUE SE PREOCUPAR COM ALGUMA REFORMA NA PREVIDÊNCIA SÃO OS COM CHANCES DE SEREM ELEITOS NO PRÓXIMO GOVERNO.
 .
  Principalmente prefeitos, governadores e partidos que os apoiam.
 .
  OUTROS QUE PRECISAM SE PREOCUPAR SÃO OS QUE TEM ATÉ 20 ANOS NO MERCADO DE TRABALHO OU AINDA NEM ENTRARAM.
 .
  No ritmo que está é daqui uns 10 anos que a previdência ficará impagável.
.
https://terapiadalogica.blogspot.com.br/2017/11/erros-de-temer.html


__________________________________

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Dicionário Engajado

  Dizemos que alguém é engajado quando adere ideologicamente a uma causa.

  Dicionários são feitos por pessoas, elas podem ser engajadas em qualquer causa, vivemos em um país livre, o problema é quando elas levam esse engajamento para os dicionários.
  Infelizmente é algo que tenho observado atualmente.

  Até pouco tempo atrás os dicionários eram bem confiáveis.
  Conseguíamos uma boa definição sobre o significado das palavras, os dicionários eram mais “científicos” ... no sentido de uma pesquisa séria com o máximo de isenção possível respeitando as observações empíricas.

  Os dicionários se sustentavam em duas bases.
  A origem da palavra no latim (língua base de nosso idioma) ou de onde ela supostamente surgiu.
  Uma palavra indígena que foi assimilada ao cotidiano, uma palavra estrangeira que começou a ser usada.

  Exemplo rápido e atual.​​

  A palavra “deletar” não existia na língua portuguesa.
  Se você procurar em dicionários de 15 anos atrás não vai encontrar.
  Com o aumento do uso de computadores e a tecla “delete” nós brasileiros começamos usar a palavra delete como apagar.
  Ficou algo tão corrente que criamos o verbo deletar.

  Um dicionário “atualizado sério/cientifico” vai registrar a origem dessa palavra no inglês e o aportuguesamento dela dando o significado de apagar.
  Um dicionário “atualizado engajado” vai ignorar essa palavra por considera-la um “estrangeirismo”, uma concessão ao “imperialismo inglês/americano”.

  Vejam bem que os dicionários eram confiáveis porque traziam uma pesquisa sobre a origem da palavra e como ela se transformou/adaptou na linguagem corrente, nas conversas sociais.
  Delete NÃO passou por uma transformação além das conjugações verbais.
  Delete significa apagar em inglês e manteve seu significado no português.
  Vamos ao que provocou esse texto.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Hoje em dia alguns decidem qual significado a palavra vai ter e atualizam os dicionários segundo suas ideologias.

  Veja o caso do sufixo ismo.

Homossexualismo era definido assim:

Substantivo masculino
1 - Prática de relação amorosa e/ou sexual entre indivíduos do mesmo sexo.
2 - HOMOSSEXUALIDADE.


Está sendo “atualizado” assim:

Homossexualismo -  Termo em desuso que costumava definir a relação afetiva e amorosa entre pessoas de mesmo sexo como uma doença (através do sufixo "ismo").
  Hoje em dia o termo correto é homoafetividade ou Homosexualidade.

"Homossexualismo não é crime"



  O termo “homossexualismo” está em desuso!?
  Nosso povo em geral é tão culto que “sabe” que o sufixo “ismo” se refere a doença.
  Ateísmo, cristianismo, islamismo, budismo, feminismo ... são doenças!?
  Chega a ser hilário.
  No final é colocado a frase:
                                                    
  "Homossexualismo não é crime"

  Caraca!
  Seguindo a definição desse dicionário a palavra homossexualismo nem existe mais (ou vai desaparecer).
  Se o termo homossexualismo se refere a uma “doença” que não existe ... o próprio termo vai para o “museu das palavras”, sai do nosso cotidiano.
  Se o termo está tão em desuso porque foi usado na frase final!?
  O certo seria:
  “Homossexualidade não é crime”.

  Fica absolutamente claro o engajamento contaminando nossos dicionários.

  Agora como as consultas são online, nossas crianças e adolescentes ao pesquisarem vão encontrar uma verdadeira lavagem cerebral “progressista”.
  Ficou muito fácil atualizar dicionários segundo uma ideologia.
  E não adianta procurar em outros sites, acontece uma contaminação do “politicamente correto”.
  Quem se atrever a ser “didático/cientifico” é taxado de reacionário, retrógrado, coxinha, neoliberal...

  Algum grupo decidiu que o sufixo “ismo” se refere necessariamente a doença.
  Então estamos proibidos de escrever homossexualismo porque estamos necessariamente classificando a homossexualidade como doença.
  Estamos ofendendo os "homoafetivos."

  Adquira conhecimento:

  “O sufixo de origem grega ‘ismo’, além de denotar “condição patológica”, é o mesmo que usamos para indicar “doutrina, escola, teoria ou princípio artístico, filosófico, político ou religioso”; “ato, prática ou resultado”; “peculiaridade”; “ação, conduta, hábito, ou qualidade característica”.
  Como se vê, o termo homossexualismo pode soar inocente e até positivo, como turismo, patriotismo, lirismo, escotismo etc”


  Na origem do sufixo não vemos que ele se refere necessariamente a doença, mas o politicamente correto não se importa com a origem das palavras.

  E na linguagem corrente?
  No meu cotidiano aqui em Campinas as pessoas entendem (corretamente) a palavra como o namoro entre duas pessoas do mesmo sexo. 
  Nos meus debates na Internet com o Brasil inteiro em geral as pessoas usam a palavra homossexualismo como sinônimo de comportamento homossexual.

  Percebam que estão atualizando os dicionários online segundo o “desejo” de uma minoria.

  Não tem a ver com a origem da palavra, com o linguajar e nem entendimento corrente.

  É o dicionário usado não para registrar o uso de um verbete, mas engajado em uma causa ideológica.
😞











---------------------------------------------------------------------------------------- 😞



sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Estatísticas

 “Muitos usam a estatística como os bêbados usam postes, mais para apoio do que para iluminação.”
 [Andrew Lang]

  Gosto de ler dados estatísticos, são mais confiáveis que a “psicologia” ... o que não é um grande feito

   


  Estava lendo uma matéria na Veja sobre a morte de policiais no Rio de Janeiro.
  Foram 97 mortos em 2017 ...até Agosto!
  Toda reportagem gira em torno desse número, realmente é uma tragédia.
  Aqui no Blog gosto de ir nas entrelinhas que ninguém lê.
  Lá no meio da reportagem tem o número de pessoas mortas pela polícia do Rio, cerca de 500 pessoas!!
  Gente, gente, gente é uma situação de guerra civil.

  Evidente que no meio desses 500 civis mortos há gente inocente que estava no lugar errado na hora errada.
  Porém acredito (quero acreditar) que 99% realmente sejam bandidos que entraram em confronto com a polícia e felizmente levaram a pior.

  Boa parte dos brasileiros são contra a pena de morte sem perceber que ela é aplicada de maneira selvagem no Brasil.

  Se a pena de morte fosse aplicada de maneira civilizada contribuiria para redução da criminalidade no Brasil?
  Aposto que sim.
  Com ela eliminaríamos os generais, aqueles que (dentro das prisões) comandam a guerra civil contra a Sociedade de bem. 
  Isso é uma tática básica de guerra, tentar atingir a liderança do exército inimigo, a cabeça.
  Imaginem a segurança super reforçada do líder da Coréia do Norte ou do nosso vizinho Nicolas Maduro.
  Imaginem a segurança em torno de Trump ou Putin.
  Todo tipo de organização tem uma cúpula ditando a direção (boa ou má).
  Eliminar a cúpula não elimina necessariamente a organização, mas a desarticula bastante.
  Eliminar um general da bandidagem evita que eliminemos 500 soldados do tráfico.
  Se Hitler tivesse sido morto em 1940, dificilmente teríamos uma guerra mundial que se estendesse até 1945.
  Comando Vermelho ou PCC seriam tão articulados se sistematicamente, por motivos legais, eliminássemos seus líderes?
  O exército de bandidos que promove essa guerra civil estaria tão poderoso?
  Minha aposta é que não.
 
  Paralelo a isso precisamos construir presídios, pelo menos 2 milhões de vagas.
  Para uma população de mais de 200 milhões é uma projeção bastante otimista.
  Prenderíamos menos de 1% da população.
  Hoje as vagas em presídios não chegam a 700 mil.

  Tudo isso foram só preliminares, vaselina, a provocação desse texto começa agora, vou colocar a cabecinha pra pensar.

  Vamos audaciosamente onde nenhuma mente jamais esteve ...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  COTAS:  “Passados quinze anos do empurrão inicial e cinco da obrigatoriedade por lei, as previsões catastróficas não se confirmaram, e o balanço é mais positivo do que se imaginava.”

  Na revista Veja li outra matéria exaltando o sucesso da adoção das cotas no Brasil.
  Mostrou pessoas que graças a ter frequentado uma Universidade melhoram bastante de vida.
  Sem sistema de cotas as boas oportunidades não teriam surgido para elas.
  No final só falta a reportagem escrever em letras garrafais uma mensagem as pessoas que iguais a mim são contra as cotas.

CHUPEM SEUS REACIONÁRIOS!

   Antes de prosseguir deixo claro que aceito cotas em Universidades públicas para pessoas que estudaram em escolas públicas até o máximo de 50% das vagas.
   Fora disso não consigo defender argumentativamente nenhum outro tipo de cota. ​​
   Seria mais ou menos assim, só para visualização.
   50% das vagas ficariam com os melhores classificados independente de qualquer coisa.
  A outra metade seria reservada para os melhores classificados da escola pública.

  Acompanhem meu raciocínio, vamos a uma Filosofia Matemática.

  Cursos universitários custam caro por isso, com raras exceções no mundo, quem pode pagar, paga mesmo em universidades públicas, até na China é assim.

  Nos países mais “civilizados” o aluno esforçado, talentoso que através do mérito tem boa pontuação consegue bolsa de estudos na medida da sua necessidade.

  No Brasil não, universidade pública é sinônimo de universidade “grátis” [paga pela sociedade].
  Com isso o número de vagas fica ainda mais limitado uma vez que depende diretamente da arrecadação de impostos.
  Vamos trabalhar com números bem reduzidos para facilitar a visualização.

  Temos 100 vagas anuais em nossas universidades públicas e 500 pessoas dispostas a cursa-las.

  Não tem jeito, 400 terão que tentar no próximo ano.

  É colocado uma cota racial.
  30% das vagas são separadas para cor de pele.

  No geral a vaga por mérito é reduzida para 70.

  O garoto branco, esforçado, competente tinha em disputa 100 vagas agora tem 70.
  As coisas ficaram bem mais difíceis para ele.

  O garoto conseguiu a colocação de número 80 o que lhe daria direito a vaga, mas um índio ou negro que foi menos bem no teste vai ficar com ela.
  As variáveis são muitas, mas para nossa meditação vamos dizer que 15 bons alunos brancos e pobres perderam a vaga só por sua cor de pele.

  Preste atenção na minha pergunta:

  Quem está entrevistando esses garotos brancos excluídos ou os familiares deles?

  Depois de 2 anos de tentativa sem sucesso e altos gastos essas pessoas podem desistir de cursar uma faculdade.

  A garota branca que sonhava em cursar medicina vai continuar balconista.

  O garoto branco que sonhava em ser engenheiro, vai continuar repositor de supermercado.

  O “loirinho” diante de tanta dificuldade pode seguir pelo caminho “mais fácil” da criminalidade.

  Veja bem, 15 estudantes pobres brancos foram melhor no teste, mas tiveram seu “destino” alterado em nome de uma “dívida histórica”.

  Quem tem 18 anos (2017) nasceu em 1999.
  Lembremos que a abolição dos escravos ocorreu em 1888.
  O jovem branco está sendo penalizado por uma situação ocorrida 1 século antes do seu nascimento!

  Lembremos também que a escravidão não foi uma “invenção” brasileira nem portuguesa.
  Africanos tinham essa cultura, árabes tinham essa cultura ... o hebreu Abraão tinha escravos com a benção do Deus Bíblico.

  Nós brasileiros poderíamos simplesmente corrigir a ineficiência cultural do passado, mas “inteligentíssimos” queremos criar sistemas de “compensação”.

  O bisneto pagando pelas “falhas” do bisavô!
  (Certas meditações me dão vontade de chorar.)

  A matéria alardeia estatisticamente que quem ganhou um benefício indevido está melhor...
  Como poderia ser diferente!?
  Minha filha por ter pai negro estuda medicina de graça.
  O filho do vizinho por ser branco perde a vaga na Universidade.

  Daqui 5 anos minha filha é médica formada pela Unicamp e o filho do meu vizinho ... quem se importa com ele, quem vai ser o chato de colocá-lo em alguma estatística reacionária?


 Essas são colegas de trabalho, Nitty e Alessandra.

  A revista Veja colocou muitos rostos em suas “estatísticas” eu também quis colocar um na minha.
  Alessandra é pobre, tem um filho adolescente, quando a mídia vai entrevistar seu filho branco e pobre sobre o sucesso das cotas?
😞






Textos complementares:

Ser Conservador



Homens Meninos do Rio


História NÃO Contada na Escola


Complexo de Vira-Lata


Universidade Paga



-------------------------------------------------------------------------


quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Vicentinos

  Será que é tão importante fazer caridade só pensando em Deus?


 👨 “Se um indivíduo pratica sua caridade visando retirar proveito, esperando com isso ganhar um estado de pureza, será que perante Deus isso tem valia?”
[E-mail]
▬▬▬▬▬▬▬
  Sei lá! 
  Tive uma infância muito pobre e muitas vezes só comia alguma coisa porque os “Vicentinos” (um movimento de caridade católico) davam para minha mãe uma cesta básica.
  Eram só gêneros de primeiríssima necessidade, arroz, feijão, açúcar...
  Não sei qual a intenção das pessoas que contribuíam, nunca nem cheguei a conhecer nenhuma, minha barriguinha infantil só queria tapar aquele buraco no estômago.
  Se eles agradavam ou não a Deus, não sei, a comida que eles davam me agradava.
  Sei o que é fome e agradeço até ao mais vaidoso que deu alguma coisa a minha família.
  Não me importa se foi só para se destacar diante de algum grupo.

  Palavras bonitas não enchem o estômago não aquecem o corpo, não protegem do relento.

  Não tenho esperança de ir para algum céu [Caso o que esteja na Bíblica tenha alguma validade]

  Mas desejo de todo coração que mesmo o mais vaidoso dos Vicentinos tenha um lugarzinho no paraíso por ter dado o que comer a quem tinha fome e de beber a quem tinha sede.

  Fazer algum bem é melhor que não fazer bem nenhum ... não me importa o motivo.





----------------------------------------------------------







quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Para Henrique Meirelles

  O Brasil tem hoje 370 Bilhões de dólares em reservas internacionais.
  Uma “poupança” bem gorda.

  Por vezes eu acho que simplifico as coisas demais, logo, acredito que as outras pessoas complicam demais.
  Talvez você que ler esse texto chegue ao “caminho do meio”.

  Minha especialidade é a simplificação, o caminho do mínimo esforço e máxima eficiência.

  Depois que Michel Temer teve essa vitória no Congresso [rejeição da denúncia contra o presidente] está se achando o rei da cocada preta.
  Eu no lugar dele transbordaria humildade.
  Até porque todos sabemos que ele é culpado, ninguém o declarou inocente, apenas em nome de uma estabilidade aceitamos que ele seja julgado após o fim do mandato.

  Esse é um momento para aliviar as tensões, o Presidente deveria adotar uma postura de conciliação, de colocar panos quentes.
  Pensar mais no Brasil e menos nessa batalha de egos.

  Acirrar a briga com Rodrigo Janot, por exemplo, é uma atitude pra lá de questionável, o risco de ser um tiro no pé é muito grande.
  “SE” Temer estivesse coberto de razão seria uma boa estratégia.
  Entretanto, se Janot errou ao dar benefícios em demasia a Joesley, Temer não tem desculpa aceitável para seu assessor ter sido flagrado com mala de dinheiro pouco tempo depois.
  Qualquer um de bom senso NÃO pode negar que houve armação.
  Da mesma forma sabemos que se Michel Temer tivesse um caráter melhor NÃO cairia na armação.
  Se os dois lados erraram o que vai pegar?
  Nessa questão Janot é o lado mais fraco, a população tem uma tendência natural a ficar do lado mais fraco, a não ser o que o lado mais forte esteja coberto de razão...


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  As reformas necessárias mexem com a Constituição precisam de muitos votos para serem aprovadas.

  Os parlamentares daquela esquerda mais radical não são poucos, já mostraram que farão de tudo para tumultuar o processo.
  A estratégia de liberar emendas parlamentares tem seu limite porque o orçamento tem limite.

   A distribuição de cargos também chegou ao limite ... pelo menos até onde consigo enxergar.

  “Sem receber os cargos prometidos pelo Palácio do Planalto, partidos da base de Michel Temer ameaçam impor uma derrota ao governo já na semana que vem, quando deve ocorrer a primeira votação importante da pauta econômica depois da rejeição da denúncia contra o presidente.”


  Não é mais tão interessante para os partidos, até o PSDB quer entregar os cargos.
  Se tudo der certo o cidadão fica no cargo comissionado até o fim de 2018, não é muito tempo.
  E tem que trabalhar “direitinho”, os tempos são outros, toda mídia está atrás da mínima falcatrua, qualquer incorreção pode cair na Internet e ser um deus nos acuda.
  Quem não lembra do recente caso Geddel.

  Fica claro que o momento no Congresso é de muito, muito diálogo, sem grande capacidade de barganha por parte do Governo.

  Depois do caso Joesley é mais eficiente Temer tirar da cabeça essa ilusão de grande comandante e ser mais o “Temerzinho Paz e Amor.”
  Assim “talvez” consigamos um bom avanço nas reformas, principalmente da previdência.
  Depois é passar a bola para outro governo.

  Entenda que as reformas são muito necessárias, justamente para que o próximo Governo tenha alguma possibilidade de sucesso.

“O governo federal incluiu políticos na reforma da Previdência.
  PELA PROPOSTA, OS TITULARES DE MANDATO VÃO SEGUIR AS MESMAS REGRAS DO REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL, com idade mínima de 65 anos e 25 anos de contribuição.”


 Essa matéria é de Dezembro de 2016.
  A equipe do Governo quer as mesmas regras para todos, eu quero as mesmas regras para todos, mas vivemos em uma democracia.
  Michel Temer, Henrique Meirelles, Ministros ... não tem como impor as regras, é preciso negociar com todo o Congresso
  Eu votei no Carlos Sampaio como Deputado federal, ele é da minha região.
  Participo do Face dele, exponho a minha opinião, faço a minha pressão.
  Cada eleitor deve fazer o mesmo com o político no qual votou.
  Se não votou em ninguém ou concorda com os privilégios dos políticos ... é um direito democrático seu.
  Mesmo que você tenha anulado o voto ou votado em alguém que não conseguiu se eleger ... o deputado que se elegeu na região onde você mora representa a sua região ... não apenas quem votou nele.
  Você tem todo direito democrático de inquirir seu representante no Congresso, faça isso.
  Entenda que é vontade do Governo Temer ter as mesmas regras para todos; políticos e todas categorias de servidores públicos (municipais, estaduais, federais)
  Mas ele não tem como fazer isso arbitrariamente, sem o apoio da população e de nossos representantes no Congresso.

  Cada um tem que fazer a parte que lhe cabe.

  “Não se iludam, vocês trabalhadores comuns são reféns de nós trabalhadores diferenciados do serviço público.”


“Gasto com 980 mil servidores é igual ao de todo o INSS.”

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Vamos falar de economia?

1) Há um consenso que já pagamos impostos demais, por isso a necessidade das reformas.

2) Sabemos que o rombo herdado pelo atual governo é bem maior do que todos pensávamos.

3) O mundo não está crescendo a grandes taxas, logo, o Brasil não tem como se descolar do mundo, crescer muito mais que outras nações.

4)  Se tudo der “mais ou menos” certo encontraremos equilíbrio fiscal lá por 2019.

  Juntando tudo isso o que eu sugiro?

  Não entendo porque tornamos nossas reservas internacionais um dinheiro sagrado, “imexível” !?

  Ao invés do governo se desgastar e tornar a vida de todos mais cara, mais difícil, traga a reserva necessária para esse momento de transição.
  Se tudo for feito de maneira transparente, não há motivo para colapso no Mercado.
  Vamos dizer que precisemos de 40 bilhões para fechar as contas desse ano e 30 Bilhões para fechar 2018
  Ainda nos restariam 300 bilhões, uma reserva razoável, uma vez que a dívida externa “da União” está por volta de 50 Bilhões.

  Retornar esse dinheiro seria nefasto se NÃO tivéssemos a compreensão da necessidade de reformas.
  Fossemos gastando as reservas irresponsavelmente como se não houvesse o amanhã.

  Todos sabemos o que é poupança de reserva e que não podemos ir gastando esse dinheiro de maneira irresponsável.

  Vamos trazer exatamente o que precisamos para fechar as contas nesse momento de transição.

  NÃO devemos nos desviar do objetivo de equilibrar as contas públicas, mas com uma reserva de 370 Bilhões não vejo motivo para o Governo impor maiores sacrifícios a população.
  Isso vai criar revolta, fragilizar ainda mais um governo que já é bastante impopular.
  Ano que vem tem eleições a “base aliada” não vai resistir às pressões populares.

  “Os parlamentares daquela esquerda mais radical não são poucos, já mostraram que farão de tudo para tumultuar o processo.”

  Os “gênios” do Banco Central dizem que devemos usar as reservas só quando passar o “período de incertezas”.

  Eu digo que se não usarmos as reservas o período de incerteza será um período de TERROR.

  O Governo não tem força para lutar contra o corporativismo do funcionalismo público.
  Presidente e Congresso precisam do apoio da população para “tentar” equilibrar a situação.

  Se persistirem nessa “saída fácil” de aumento de impostos ... vai ser o estopim de grandes manifestações.

  Sou funcionário público (Traidor da raça) , assisto tudo de camarote, mas em caso de revolta generalizada claro que serei atingido pelo caos. Não quero isso!


  Se eu fosse trabalhador ou “desempregado” da iniciativa privada também enlouqueceria vendo ajustes serem feitos só do meu lado.

  A maioria da população é o lado mais forte e está coberta de razão.






 Não, militares NÃO são solução.
 São outro bando de chupins...

  MILITARES ESTÃO FORA DO PROJETO do governo de reforma da Previdência, que muda regras para aposentadoria de trabalhadores do setor privado.

  Entretanto:

 Gasto com militar inativo é 17 vezes maior que com aposentado comum.
  De acordo com o documento do TCU, enquanto a despesa com cada beneficiário do regime geral custou no ano passado ao governo R$ 5.130,66, na média, com cada militar inativo ou pensionista de militar foi de R$ 89.925,30, também na média.



Nota: Henrique Meirelles é um dos poucos no Governo inteligente o bastante para entender esse texto ... eu “espero”.

  (Latinos sempre me surpreendem no esforço para serem eternamente republicas das bananas.)


___________________________________________

  NÃO ENTENDO PORQUE TORNAMOS NOSSAS RESERVAS INTERNACIONAIS UM DINHEIRO SAGRADO, “IMEXÍVEL” !?
 .
  Ao invés do governo se desgastar e tornar a vida de todos mais cara, mais difícil, traga a reserva necessária para esse momento de transição.
  Se tudo for feito de maneira transparente, não há motivo para colapso no Mercado.
  Vamos dizer que precisemos de 40 bilhões para fechar as contas desse ano e 30 Bilhões para fechar 2018
  Ainda nos restariam 300 bilhões, uma reserva razoável, uma vez que a dívida externa “da União” está por volta de 50 Bilhões.
 .
  Retornar esse dinheiro seria nefasto se NÃO tivéssemos a compreensão da necessidade de reformas.
  Fossemos gastando as reservas irresponsavelmente como se não houvesse o amanhã.
 .
  Todos sabemos o que é poupança de reserva e que não podemos ir gastando esse dinheiro de maneira irresponsável.
 .
  Vamos trazer exatamente o que precisamos para fechar as contas nesse momento de transição.
 .
  NÃO devemos nos desviar do objetivo de equilibrar as contas públicas, mas com uma reserva de 370 Bilhões não vejo motivo para o Governo impor maiores sacrifícios a população.
  Isso vai criar revolta, fragilizar ainda mais um governo que já é bastante impopular.
  Ano que vem em eleições a “base aliada” não vai resistir às pressões populares.
.

_________________